Escreva seu Comentário:
Acrósticos

Autor(a): AGOSTINHO M. DA COSTA

Escrevo, para você me escrever.

Escrevo para quem não me vê, que sabe para quem escrevo
Escrevo poemas para quem me vê, e não lê!
Escrevo tentando esconder o que não quero que leiam
Acabo expondo quem eu quero, e não me quer bem...

Na calada da noite, no sol ou chuvas, escrevo pensando em você
Que nem pensa que é para você o tudo que escrevo
Escrevo lembranças dos seus abraços nos dias de festas
Escrevo para seu corpo que sonho ser meu...

Escrevo as palavras que amargo calado
Mas sei que o tempo um dia vai lhe dizer esse amor
Para você eu guardo um amor infinito
Acorde amor e pensa, que és o poema que sonho viver...

Por favor, escreva-me uma linha apenas
Para que dissipa essa dor
Que carrego desde que partiste
Deixando no jardim as rosas tristes, que para ti plantei...

Escreva-me, por favor, escreva-me!
Não me condenes a viver nessa dor de culpado
De não ter feito nada, para quando alegre partiste
Perdoa-me, eu não sabia o quanto é grande esse amor que dedico a você...


Publicado no site: O Melhor da Web em 10/05/2017
Código do Texto: 134914
É necessário efetuar o login para fazer comentários.
Comentários Recebidos