Escreva seu Comentário:
Poesia

Autor(a): JOSÉ NILSON / o poeta missioneiro

Balaio de sonhos
Jovem que sonha acordado
É algo que acho lindo
Eu disso já estou saindo
Hoje sou mais realista
Sonhava ser repentista
Pra ser o dono da festa
Virei apenas poeta
Num mundo a perder de vista

Sonhar faz parte da vida
Porém eu sonhei demais
Os anos ficam pra trás
E a gente envelhece
Os sonhos desaparecem
E surge a realidade
Num balaio de saudades
Sem querer a gente esquece

O tempo nos dá a chance
Uns aproveitam, outros não
O sonho é uma ilusão
Janela do paraíso
Às vezes em improvisos
Com um olhar de poeta
Junto o tempo que me resta
E tento sonhar contigo

E, quando a noite desce
Com seus mistérios profundos
Aqui, neste fim de mundo
Passo horas na janela
Esperando a estrela, aquela
Pra qual eu fiz um pedido
Desejo nunca atendido
Sonho meu, foi-se com ela


Publicado no site: O Melhor da Web em 23/06/2020
Código do Texto: 141503
É necessário efetuar o login para fazer comentários.
Comentários Recebidos