Escreva seu Comentário:
Acrósticos

Autor(a): Luly Diniz

LÁGIMA NO ASFALTO (SABE QUEM SOU EU?).
O VENTO QUENTE DOI AO RESPIRAR!
MINHA LÁGRIMA CAI NO ASFATO SECANDO RÁPIDO...
FICA SÓ UMA MANCHA ESCURA
ENGULO O PRANTO NA CERTEZA DE ESTAR PERDIDO...   
SÓ...
CONFUSO...

SOU O SOLITÁRIO DA FOME PENANDO AO MEIO-DIA

A MINHA DIGNIDADE FOI SAQUEADA!...
TER QUE ESTENDER A MÃO TRAZ PALIDEZ A MINHA FACE.
TENHO MARCAS DE VELHICE NO MEU ROSTO DE CRIANÇA.
OLHOS ARREGALADOS DE MEDO, SEM A ESPERANÇA DE UM AMANHÃ.

SOU FRAGILIDADE CALADA... MARGINALIZADA.
MEU CORPO ESTÁ MAL ALIMENTADO E FRACO.
A INSENSIBILIDADE NOS OLHOS DE QUEM ME FITA
FAZ MEU PEQUENINO CORAÇÃO ESTREMECER DE DOR!...

UM RISO FALSO RISCA MEUS LÁBIOS FINOS.

AS HORAS PASSAM... O DIA ACABA... A NOITE CHEGA!...
EU PRECISO ME COBRIR!...
PROCURO UM JORNAL COMO LENÇOL...
...UMA LAJE PARA ME PROTEGER...
ESTOU SELVA DE PEDRA... MEU LAR!

ANTES DE DORMIR MEU CHORO CONTIDO CAI
QUENTE!...
SOFRIDO!...
TRISTE!...
PEÇO: _JESUS ME PROTEJE!...
DORMIR É BOM ME DÁ O DIREITO DE SONHAR!...

SONHAR É VIVER NUM MUNDO MELHOR, ONDE TUDO É POSSÍVEL!...

SABE QUEM SOU?
SOU UM MENINO DE RUA, QUE VOCÊ NÃO ESTENDEU A MÃO!...
VIROU O ROSTO INDIFERENTE...
FECHOU O VIDRO COM MEDO, E PARTIU!...

BOA NOITE!... VOU SONHAR!

Luly Diniz


Publicado no site: O Melhor da Web em 22/04/2011
Código do Texto: 75438

Fatal error: Call to undefined function session_is_registered() in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\comentario_poesia.php on line 490