Escreva seu Comentário:
Acrósticos

Autor(a): Luly Diniz



PODEM PERDOAR MINHAS FALHAS?

Perdoem essa mãe, esposa, filha e irmã, que ama em demasia mas que sofre também demasiadamente.
Deixei-me muitas vezes ficar largada pela doença.
Sem coragem para lutar, sem vontade de viver fazendo-os sofrer comigo.
Perdi tantas coisas não recuperáveis... Tantas horas de alegria...
Sinto não poder mudar o passado... Só posso lamentar...
Perdoem as vezes que não consegui controlar meu choro...
Os momentos que preferi a solidão... A entrega... A dor...
...A depressão, que é minha maior inimiga.
Esse estado interior que independe de nós...
...Só nos afasta das pessoas que amamos.
Essa dor selvagem que perfura o coração aflige a alma me domina.
De tempos em tempos ausente de mim.
Sem rumo num completo desfalecimento,
Momentos em que esqueci meus sonhos...
Sonhos que não sei se foi à noite ou o dia que levou embora...
Hoje procuro meu sonho além das sombras... Sei que posso cair...
Mas... Também sei que consigo me levantar.
Quero ser o maestro da minha sinfonia...
Compor minha música compensar meus desencantos.
Tentar ser feliz apesar de tudo...
Sonhar com novos horizontes lutar contra esse mal maldito.
Por que sei é impossível ser feliz sozinha.

Luly Diniz.
27/05/11.


Publicado no site: O Melhor da Web em 27/05/2011
Código do Texto: 77427
É necessário efetuar o login para fazer comentários.
Comentários Recebidos
CARLOS ALBERTO DOS SANTOS
Foto Internauta: nº 5309 - setugal58 - CARLOS ALBERTO DOS SANTOS

Vai para a página de Recados!   Vai para a página de Contatos!
Mensagem referente ao texto: PODEM PERDOAR MINHAS FALHAS?
setugal58
na verdade é um poema triste, mas tem muita força, mostra muita vontade de mudar
28/05/2011