Warning: include(../i_menu_impressao.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21

Warning: include(../i_menu_impressao.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21

Warning: include() [function.include]: Failed opening '../i_menu_impressao.php' for inclusion (include_path='c:\php5.2fastcgi\dev;c:\php5.2fastcgi\ext;c:\php5.2fastcgi\extras;c:\php5.2fastcgi\extras\pdf-related;c:\php5.2fastcgi;.') in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21
Duetos

Autor(a): CATHERINE ROOS

AMARGO DESENLACE / Triste espera
Marcos Sérgio T. Lopes



Infelizmente chegou o momento

Desato minhas mãos das tuas

Minha vida da tua

Vou embora...

Sem levar teu coração.

Não, não precisa chorar

O tempo já se faz

Tenho que partir

Mesmo que isso possa doer em ti.

Me perdoe por essa despedida

Por não te levar comigo

Tenho que ir só.

Quem sabe um dia

Quem sabe num outro momento...

Possamos sorver uma vida inteira juntos.

Sei que ficará um vazio em ti

Eu também vou oco por dentro!

Levo comigo as lembranças

Tudo que te amei

E o tanto que me amou

Agora, me dê um ultimo beijo,

Para que eu guarde comigo.

Fique em paz, querida,

Quero também um sorriso

Voltarei sempre com a brisa

Para que tenhas a certeza

Que jamais será esquecida.

Desculpe não poder te amar mais

São coisas da vida

Essa, que agora me convida,

A te deixar aqui

Mesmo que eu não queira...

Até um dia, querida.



Marcos Sergio T. Lopes – 06/08/2008


---------------------------

Triste espera
by Catherine Roos.



Então se vá com o outono,
deixa-me só com o inverno!
Dói-me na alma, tua partida!
Você é tudo o que quero!
Mas, se tens que partir,
E contigo não posso ir...
Ficarei aqui a espera da primavera,
E com ela quem sabes,
Você vem e acaba com minha espera...
Quem sabe, podermos unir,
Não só nossos corpos,
Mas, também nossos corações,
Quem sabe, em nossas vidas,
Venha sempre a se fazer sómente o verão...
Leva meu beijo, lava meu carinho, leva meu coração...
Aqui ficarei a relembrar, tudo o que vivemos,
Aqui ficarei a imaginar, todo o amor que renasceremos,
Faremos resnascer nosso amor, nossa paixão!
Por favor, não demore!
Não me deixe morrer!
Volte logo...
Pois foi contigo que aprendi a viver!
Volte logo...
Não deixe apagar,
Essa chama arde em mim,
Não deixe-me acreditar, que é o fim...

Catherine Roos.

http://grupoamorempalavras.blogspot.com/