Warning: include(../i_menu_impressao.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21

Warning: include(../i_menu_impressao.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21

Warning: include() [function.include]: Failed opening '../i_menu_impressao.php' for inclusion (include_path='c:\php5.2fastcgi\dev;c:\php5.2fastcgi\ext;c:\php5.2fastcgi\extras;c:\php5.2fastcgi\extras\pdf-related;c:\php5.2fastcgi;.') in D:\Domains\omelhordaweb.com.br\wwwroot\poesias\imprime_poesia.php on line 21
Duetos

Autor(a): CATHERINE ROOS

Mergulho nas entranhas / Novo viver
“MERGULHO NAS ENTRANHAS”
by Marcos Sérgio

Abro minhas asas
Alço meu vôo
Vou à procura das minhas essências
Mergulho dentro de mim
Preciso encontrar todas as razões
Os por quês enraizados e não desvendados.
Um enfronhar profundo nas minhas arestas
Contemplando cada fresta
Para tirar as conclusões.
Sou ave errante e sem ninho
Tentando encontrar o meu norte
As direções que ficaram interrompidas.
Preciso fazer essa devassa...
Agora e completa.
Saber tudo de mim sem máscaras
Sem temores...
Acerto comigo mesmo
Numa arrumação completa de gavetas
Mesmo que isso machuque um tanto
E assuste por demais.
Nada de fugas
Nem de falsas desculpas!
Hora de encarar todo esse “tudo”
Preciso encarar sem covardia
Meu pássaro solitário
Sobrevoa meus espaços
Como que a desbravar e ultrapassar grossas nuvens.
Grito por vezes querendo botar fim
Para não ter que enfrentar.
Está além de mim!
O vôo não pode parar
Até que todas as entranhas sejam visitadas
Até que a afronta seja total.
Horas intermináveis que me rasgam sem dó
Enquanto meu pássaro bate suas asas
Surdo aos meus apelos.
Sinto-me febril e com frio
Parece nunca ter fim esse martírio
Uma tortura que se agita e me crucifica.
Depois de um tempo de extrema tortura
Meu pássaro pousa
Indicando o fim do seu vôo.
Retorcido no meu leito
Abro meus olhos e percebo...
Agora sei tudo de mim,
Das mudanças que terei que fazer
Para deixar de ser só um pedaço.
Sou mais do que antes
Serei mais, logo à frente,
O presente me mostra toda a luz
Desbanca a escuridão que existia dentro de mim
O pássaro fez seu trabalho
Descansa então no seu ninho.
O resto é comigo
Já me conheço.

Marcos Sergio T. Lopes – 23/02/2008

--------------------------

Novo viver!
by Catherine Roos.

Tento me esconder de mim...
Dentro do meu eu...o medo...
O que irei encontrar em mim?
O que poderei fazer, por mim?
Em meus altos e baixos de mim mesma,
Me perco!
Temo não ser o que queria ser...
Me sinto fraca...
Tenho dúvidas!
Então vem a angústia,
A incerteza...
Mas, eu quero lutar!
Quero vencer, eu mesma!
Eu tenho que conseguir!
Eu vou conseguir!
Volto a me buscar!
Procuro-me nos desvios...
Olho pra dentro de mim...
Que susto!
Olhar perdido...
Mãos trêmulas...
Estou pálida!
Quero gritar!
Não consigo!
Sussurro seu nome...
Chorei...
Me liberto de mim!
Agora serei feliz!
Recupero minhas energias!
Me reencontro!
Os horizontes tornam-se azuis...
Estendo a mão...
Agora podemos nos conhecer!
Catherine Roos,
para o amigo,
Marcos Sérgio