Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
ventura - JOÃO NUNES VENTURA
JOÃO NUNES VENTURA
Cadastrado desde: 20/04/2011

Texto mais recente: O VERDE DO TEU OLHAR



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de JOÃO NUNES VENTURA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=5300

 
Textos & Poesias || Poesia
Imprimir - Impressora!
Imprimir
A DOR DO VIOLEIRO
02/02/2013
Autor(a): JOÃO NUNES VENTURA
VOTE!
TEXTO ELEITO
1
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
102046 A DOR DO VIOLEIRO ventura - JOÃO NUNES VENTURA
A DOR DO VIOLEIRO

   A DOR DO VIOLEIRO            
      João Nunes Ventura
               10/2012

Tenho na parede pendurada uma viola
De alto valor de carinho e estimação,
Nela desenhei de saudades um coração
Como lembrança de tudo que se passou,
Foi o meu pai que um dia me ofertou
Com suas cordas pujantes e afinadas,
Que por anos ficaram bem guardadas
No santuário sagrado do seu amor.

Essa viola foi à paixão dos violeiros
No improviso deslumbrado das melodias,
Nas rimas das gargalhadas e alegrias
Nos desafios confrontando seus amores,
Com suas vozes dolentes e apaixonadas
Encantaram desbravando os meus sertões,
Em cada canto festejando os corações
Enamorados das terras dos meus primores.

Também tenho um lindo cavaquinho
Que suas cordas os sons enfeitiçaram,
Com o frenesi que as melodias voaram
No sopro das asas dos mansos ventos,
Desdobrando contentamentos e ternuras
Com o doce encanto de suas harmonias,
Levando esperança na crença das poesias
A um passado de agradáveis sentimentos.

Nos meus intensos cantos de amores
No cavaquinho afaguei a minha mágoa,
Na viola implorei a minha alma
Alívio para o viver dos dias meus,
Ajoelhado aos pés lhe pedi perdão
Fui cruel na hora da despedida,
Com sua voz carinhosa e comovida
E nas lágrimas penosas do seu adeus.










Publicado no site: O Melhor da Web em 02/02/2013
Código do Texto: 102046
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.