Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Recolhimento dos Dispersos



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
O QUE É RECUAR NA FÉ
22/02/2013
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
102910    O QUE É RECUAR NA FÉ kuryos - Silvio Dutra
O QUE É RECUAR NA FÉ


“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.” (Hb 10.38)

No mesmo contexto imediato à citação deste texto é afirmado que verdadeiros cristãos não fazem parte do contingente dos que recuam para a perdição eterna, porque tendo uma vez crido em Cristo, eles já não podem mais perder a sua alma (v. 39).
Todavia, é afirmado que a alma do Senhor não tem prazer no justo que recuar quanto ao viver pela fé (v. 38). Esta afirmação está dirigida a cristãos e não a incrédulos, até porque o incrédulo não pode recuar naquilo que ele nunca experimentou. Somente podem recuar aqueles que estavam avançando, e estes são os cristãos, porque somente eles são de Cristo, porque têm a habitação do Espírito Santo.   
Então é importante saber em que consiste este “viver da fé” citado no texto, para que não venhamos a incorrer no desagrado de Deus, conforme é afirmado quanto àqueles que recuam na fé.
Temos muitas definições na Bíblia quanto a esta vida pela fé, e uma destas afirma que viver pela fé é o oposto ao andar por vista, ou seja, exclusivamente por meio dos sentidos naturais, em relação às coisas que são visíveis ao olho natural.
Deus opera de modo invisível, e é necessário portanto estar ligado em espírito para perceber este movimento no mundo espiritual. Mas esta ligação em espírito não será possível sem que haja uma firme posição neste andar por fé.
No próprio contexto anterior ao do versículo do nosso texto, na carta aos Hebreus, são citadas algumas particularidades deste viver pela fé.

“32 Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições;
33 pois por um lado fostes feitos espetáculo tanto por vitupérios como por tribulações, e por outro vos tornastes companheiros dos que assim foram tratados.
34 Pois não só vos compadecestes dos que estavam nas prisões, mas também com gozo aceitastes a espoliação dos vossos bens, sabendo que vós tendes uma possessão melhor e permanente.
35 Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa.
36 Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.
37 Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará.” (Hb 10.32-37)

Veja que é destacada a paciência e perseverança em grandes aflições e tribulações, as quais sobrevêm àqueles que se aplicam com fidelidade à obra do evangelho, especialmente por causa da resistência operada por Satanás.
Os destinatários originais da epístola aos Hebreus haviam sido provados até o ponto de perderem os seus bens terrenos, e se compadeceram dos cristãos que haviam sido presos por causa da sua fé em Cristo, por estarem pregando o evangelho, e o haviam feito com alegria porque a esperança da herança eterna estava acesa em seus corações pelo Espírito Santo, porque eles se mantinham firmes em sua fé em Cristo.
Todavia, com o passar do tempo, eles estavam recuando nesta perseverança e a alegria pela esperança de uma vida gloriosa no céu já não lhes incendiava o coração como antes. Eles estavam lançando fora a confiança em Cristo e nas Suas promessas, confiança esta que haviam experimentado num grande grau no passado.
A volta do Senhor é certa e será então que cada cristão receberá da Sua parte o louvor e o galardão, conforme a fidelidade que tiveram neste mundo.

Viver pela fé consiste, principalmente, em não duvidar de Cristo no meio das tempestades, porque podemos caminhar seguramente sobre águas tumultuosas enquanto mantemos os olhos da fé fixados no Senhor.
Então Ele sempre repreenderá o recuo na fé nas tribulações, tal como fizera com Pedro no passado.

“Imediatamente estendeu Jesus a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?” (Mt 14.31)
     
Então, esta verdade era destacada de maneira acentuada no ensino dos apóstolos.

“confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.” (Atos 14.22)

Então é importante alimentar a fé. Fortificá-la. Fundamentá-la. Para tanto, não há outro meio a não ser ouvir a verdade por meio da palavra de Cristo.

“Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.” (Rom 10.17)   

Nada mais alimentará a fé, senão a Palavra do Senhor. Importa portanto, pregar, ensinar a Palavra, a tempo e a fora de tempo, quer seja oportuno ou não, ou seja, em toda e qualquer circunstância, seja em casa, no trabalho, na escola, o que deve estar na mente e no coração do cristão é a Palavra do Senhor, e ele procurará por todos os meios e modos, comunicar esta Palavra a outros, seja oportuno ou não. Fazendo assim, salvará tanto a si mesmo da condição de cair no desprazer de Deus, porque terá a fé alimentada e isto não permitirá que ele venha a recuar, e também salvará os seus ouvintes.

A Palavra nos alerta quanto ao perigo que há em amar ao dinheiro, amor este que desvia o cristão da fé, como Paulo afirma em I Tim 6.10:

“Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (I Tim 6.10)      

Viver pela fé consiste também em se manter purificado do pecado, tendo portanto uma consciência pura, porque a fé não pode habitar onde não houver tal pureza de consciência, como se vê em I Tim 3.9:

“guardando o mistério da fé numa consciência pura.” (I Tim 3.9)

Livre-se portanto, de tudo aquilo que esteja contaminando a sua consciência para com a santidade que é devida a Cristo.   

É preciso também ter muito cuidado, para se manter o viver pela fé, em se deixar dominar pelo fascínio por um conhecimento de coisas que não sejam verdadeiras, e que depõem contra a verdade revelada na Bíblia (I Tim 6.20,21).      
Até mesmo há grande perigo em se colocar o coração inteiramente no conhecimento de coisas que correspondam à realidade, quer visível ou invisível, em todo aporte intelectual que se pode obter na ciência e em toda forma de conhecimento epistemológico.
Veja quão grande dificuldade há para se levar a mensagem do evangelho às pessoas do mundo civilizado, que têm os seus corações dominados pelo conhecimento científico. Ainda que não haja nenhum mal neste tipo de conhecimento, o perigo reside em se fazer dele um tipo de deus que deixará Cristo do lado de fora dos nossos corações.
Não foi isto que esfriou o zelo pelo evangelho na Europa, onde Cristo fora grandemente exaltado no passado?
Além disso, o homem deveria olhar com uma maior desconfiança para o “progresso” do mundo moderno e pós-moderno, a partir do qual está causando um sério desequilíbrio no eco-sistema, que conduzirá a sérias destruições irreversíveis, especialmente pelo aquecimento global, cada vez mais crescente por causa deste chamado progresso produzido pelo homem.

Se quisermos saber em que consiste o viver pela fé, devemos voltar nossa atenção para os homens e mulheres que tiveram tal viver, quer na Bíblia, quer na história da Igreja. Suas vidas consagradas ao Senhor nos falam bem alto sobre o exemplo que devemos imitar.

Muitas outras coisas poderiam ser ditas, acerca do que consiste estar firme na fé, mas não é nosso propósito nos aprofundar neste assunto, senão apenas alertar para o perigo que há para o cristão em cair no desagrado de Deus por esfriar na fé, e isto será visto principalmente na abundância de pensamentos que exprime em suas conversações que giram somente em torno das coisas que são terrenas,    pelo fato do seu coração estar apegado às coisas deste mundo e não às celestiais, espirituais e divinas.
Estes cristãos fariam bem em se arrependerem deste modo de viver, e seguirem a ordenança de nosso Senhor e dos Seus apóstolos para um viver firme na fé, que é o único que pode levá-los a sentirem prazer nas coisas de Deus, para que Ele possa também sentir prazer neles, em vez de desprazer.         

“Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente, sede fortes.” (I Cor 16.13)

“Porque ainda que eu esteja ausente quanto ao corpo, contudo em espírito estou convosco, regozijando-me, e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.” (Col 2.5)

“ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo.” (I Pe 5.9)

“porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” (I Jo 5.4)


Publicado no site: O Melhor da Web em 22/02/2013
Código do Texto: 102910
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.