Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Manu - MANUELA
MANUELA
Cadastrado desde: 23/04/2012

Texto mais recente: Alexandria (Mário Osório) (+tradução italiana)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MANUELA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6281

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Era para ser apenas um gole... (Maria Souza dos Santos) (+tradução italiana)
07/03/2013
Autor(a): MANUELA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
103461 Era para ser apenas um gole... (Maria Souza dos Santos) (+tradução italiana) Manu - MANUELA
Era para ser apenas um gole... (Maria Souza dos Santos) (+tradução italiana)

Movo entre as mãos
o cristal transparente
olho devagar
venero o que tem dentro...
Movimento o vício
deixo-o circulante
ergo-o suavemente
umedeço a ponta
dos olhos e
[...tonteia-me]
a mente

... é envolvente

Provo-o, saboreio-o
adoço o paladar e
[inesperadamente...]
engulo-o...
Mais um trago
outra dose

entrego-me
embebedo-me

As palavras dançam...
tudo dança
e o tempo foge,
o peito soluça,
as mãos balbuciam,
a alma soletra...
a noite corre,
o dia desperta...

eu (ainda) porre
debruçada em letras...
      Poemas :   

_______________________________

Tradução italiana de Manuela Colombo


Doveva essere solo un sorso...

Muovo tra le mani
il cristallo trasparente
non tolgo lo sguardo
venero ciò che ha dentro...
Faccio oscillare il vizio
lo lascio roteare
lo alzo dolcemente
inumidisco la punta
degli occhi e
[... mi offusca]
la mente

... è avvolgente

Lo provo, l’assaporo
ammorbidisco il palato
[inaspettatamente...]
lo ingoio...
Un altro sorso
un altro goccio

mi offro
m’inebrio

Le parole ballano...
tutto balla
e il tempo fugge,
il petto sussulta,
le mani balbettano,
l’anima sillaba...
la notte trascorre,
il giorno si sveglia...

io (ancora) ubriaca
china sulle parole...
      Poesie:
_________________




Publicado no site: O Melhor da Web em 07/03/2013
Código do Texto: 103461
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.