Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

ARMANDO AUGUSTO COELHO GARCIA
Cadastrado desde: 05/05/2008

Texto mais recente: SER PAI (replay)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ARMANDO AUGUSTO COELHO GARCIA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=270

 
Textos & Poesias || Patrióticas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Na culminação do poder !
09/06/2014
Autor(a): ARMANDO AUGUSTO COELHO GARCIA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Na culminação do poder !

Na culminação do poder !


Quando chegam à culminação do poder
Esquecem de que foram eleitos pelo povo
Legislam em seu próprio favor e querer
Como se sua fosse, a outorga do povo !

Nossos votos, são subjugados ao crivo
E escravos de sua ambivalência
Projetados aquém da história ao vivo
Como pura antecipação da pestilência

Os noticiários diários nos dão conta
Dos mais horríveis crimes cometidos.
Se preso o meliante, para nossa afronta
A justiça o liberta, estamos perdidos !...

Sem sentido, estranho procedimento
A polícia o prende, a justiça o solta
Dizem o Código Penal ser um instrumento
Ultrapassado. Como a própria escolta

Entretanto, nessa versão, eu não creio,
Que seja pusilanimidade do Código.
Na Lei de Execuções Penais, antevejo
O aniquilamento penal, dito antigo

Hão de se levar em conta as distorções,
Que recentemente nele foram insculpidas
Com benesses pra deixar fora das prisões
Ladrões que atazanam nossas vidas

Concedidas, pelos que, com pundonor
Deveriam proteger nossa sociedade
Ao invés de defender o malfeitor
Deveriam agir com mais seriedade

Até quando esta gente, desprotegida
Sem ninguém, linha dura, que interceda.
Sem cessar o crime, a vida é consumida
P’la inquietação do terror, que não arreda

O psique emocional chegou à exaustão
A nação está descrente do congresso
Não se instituem leis para a punição
Ao contrário, as fazem para o egresso

Acovardam-se com medo dos facínoras,
Ou será, como diz o adágio popular
Que quem cuspe pra cima, lhe cai na cara,
Por este receio, a lei deve ser singular !

Vergonha ! Uma Vergonha Nacional
Não há mais políticos como antigamente
Os que temos, desprotegidos de moral
Só pensam na grana, absolutamente !

Porangaba, 07/06/2014 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meu Blog:
brisadapoesia.blogspot.com


Publicado no site: O Melhor da Web em 09/06/2014
Código do Texto: 119159
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.