Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Manu - MANUELA
MANUELA
Cadastrado desde: 23/04/2012

Texto mais recente: E se o visitante (Paulinho Assunção) (+tradução italiana)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MANUELA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6281

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Amante (Victor Motta) (+tradução italiana)
29/10/2014
Autor(a): MANUELA
VOTE!
TEXTO ELEITO
120
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Amante (Victor Motta) (+tradução italiana)

No silêncio frio da noite mansa,
mansamente, veio deitar ao meu lado,
aninhando-se a mim como a criança
que procura abrigo a seus temores.
Ao sentir seu calor, busquei tocá-la
aspirando seu perfume, mas calado
esperei de olhos fechados o hálito morno
de sua boca a me beijar o corpo.
Sua mão ávida deslizou em meu peito
a brincar distraída com meus pelos.

Logo, correu suave pelo meu ventre
palmilhando cada centímetro de pele.
Meus dedos correram em seus cabelos
e como um cego procurei seu entorno
tocando, subindo e descendo planícies
buscando nervosos morros e cavernas.
Loucamente, cavalgou minha cintura
e senti seus movimentos nervosos,
em quase delírio por tê-la tão perto.
Mas, no clímax do desejo abri meus olhos
a tempo de vê-la perder-se no vazio escuro.

---------------------------------

Tradução italiana de Manuela Colombo


Amante

Nel silenzio freddo della notte calma,
calmamente mi si stese accanto,
rannicchiandosi a me come un infante
in cerca di rifugio al suo sgomento.
Sentendo il suo calor, volli toccarla
aspirando il suo profumo, ma muto
ad occhi chiusi attesi che l’alito ardente
della sua bocca mi baciasse il corpo.   
Posò la sua mano impaziente sul mio petto,
giocando coi miei peli, deliziata.

Poi, scivolò lieve sul mio ventre
palpando ogni centimetro di pelle.
Le mie dita le accarezzarono i capelli
e tastai come un cieco le sue forme
salendo e scendendo altipiani,
esplorando rilievi e caverne.
Ardentemente, mi si mise a cavalcioni
e io gustai i suoi nervosi movimenti,
quasi in delirio nel sentirci lì vicini.
Ma gli occhi aprii al colmo del piacere...
mi restò solo il tempo di vederla svanire.

Publicado no site: O Melhor da Web em 29/10/2014
Código do Texto: 122915
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.