Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

AGOSTINHO M. DA COSTA
Cadastrado desde: 06/05/2008

Texto mais recente: Sublime o Nosso Amor.



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de AGOSTINHO M. DA COSTA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=291

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Mistério...,
20/12/2015
Autor(a): AGOSTINHO M. DA COSTA
VOTE!
TEXTO ELEITO
131
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Mistério...,

Meditativo, vejo o tempo passando
Como passa depressa!
A rede balançando
Os pássaros piando
Tenho medo dos insetos
E seus mistérios...

O vento cantando
Nas folhas que balançam
As garças mergulhando
Pegam peixes que não esperam
Não são como eu
Que estou desperto
No mistério...

Uma diva loira passando
Um bom dia elegante
Joga um beijo ofegante
Será que me ama?
Tudo é mistério...

Um trovão distante
Canta a natureza com certeza
Um relâmpago ilumina as flores
Nos odores lembro-me dos amados romances
Encontrei a felicidade num único abraço
Numa noite de esplendor
Virada do ano
Com esperança
Mistérios...

Dobramos nossos corpos
Vieram os dividendos
Alegrias prementes
Será que é sério o que estou passando
Sei que o tempo não parou
Ainda sinto meu amor,
Mistério?

Não sou vaidoso, sou honesto, probo!
Respeito quem não tem preconceito contra o negro e o branco
Mas porque esconder os cabelos brancos
Que assumo e gosto?
Será que quero assumir que estou ficando velho?
O que importa é que amo quem pinta
Isso é da vida
E seus mistérios...

Nota: Senhor meu Deus:    é NATAL, não deixe esse sentimento de Paz, Amor, respeito, e família fugir de mim, do Mundo e do nosso amado Brasil.
Mistério...,

Meditativo, vejo o tempo passando
Como passa depressa!
A rede balançando
Os pássaros piando
Tenho medo dos insetos
E seus mistérios...

O vento cantando
Nas folhas que balançam
As garças mergulhando
Pegam peixes que não esperam
Não são como eu
Que estou desperto
No mistério...

Uma diva loira passando
Um bom dia elegante
Joga um beijo ofegante
Será que me ama?
Tudo é mistério...

Um trovão distante
Canta a natureza com certeza
Um relâmpago ilumina as flores
Nos odores lembro-me dos amados romances
Encontrei a felicidade num único abraço
Numa noite de esplendor
Virada do ano
Com esperança
Mistérios...

Dobramos nossos corpos
Vieram os dividendos
Alegrias prementes
Será que é sério o que estou passando
Sei que o tempo não parou
Ainda sinto meu amor,
Mistério?

Não sou vaidoso, sou honesto, probo!
Respeito quem não tem preconceito contra o negro e o branco
Mas porque esconder os cabelos brancos
Que assumo e gosto?
Será que quero assumir que estou ficando velho?
O que importa é que amo quem pinta
Isso é da vida
E seus mistérios...

Nota: Senhor meu Deus:    é NATAL, não deixe esse sentimento de Paz, Amor, respeito, e família fugir de mim, do Mundo e do nosso amado Brasil.
Mistério...,

Meditativo, vejo o tempo passando
Como passa depressa!
A rede balançando
Os pássaros piando
Tenho medo dos insetos
E seus mistérios...

O vento cantando
Nas folhas que balançam
As garças mergulhando
Pegam peixes que não esperam
Não são como eu
Que estou desperto
No mistério...

Uma diva loira passando
Um bom dia elegante
Joga um beijo ofegante
Será que me ama?
Tudo é mistério...

Um trovão distante
Canta a natureza com certeza
Um relâmpago ilumina as flores
Nos odores lembro-me dos amados romances
Encontrei a felicidade num único abraço
Numa noite de esplendor
Virada do ano
Com esperança
Mistérios...

Dobramos nossos corpos
Vieram os dividendos
Alegrias prementes
Será que é sério o que estou passando
Sei que o tempo não parou
Ainda sinto meu amor,
Mistério?

Não sou vaidoso, sou honesto, probo!
Respeito quem não tem preconceito contra o negro e o branco
Mas porque esconder os cabelos brancos
Que assumo e gosto?
Será que quero assumir que estou ficando velho?
O que importa é que amo quem pinta
Isso é da vida
E seus mistérios...

Nota: Senhor meu Deus:    é NATAL, não deixe esse sentimento de Paz, Amor, respeito, e família fugir de mim, do Mundo e do nosso amado Brasil.


Publicado no site: O Melhor da Web em 20/12/2015
Código do Texto: 129807
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):