Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Recolhimento dos Dispersos



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Eu Confiarei
11/11/2016
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Eu Confiarei



Título original: I Will Trust!



Por: James Smith
(1802—1862)

Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra


James Smith foi o predecessor de Charles Haddon Spurgeon na New Park Street Chapel, em Londres, de 1841 até 1850. No início, as leituras de Smith foram ainda mais populares do que as de Spurgeon!

Susana, que viria a ser a esposa de Spurgeon, fazia parte da membresia desta igreja pastoreada por James Smith, bem antes de conhecer aquele com o qual viria a se casar, sendo uma bênção em seu ministério.




"Tenho recebido informações de que meus livros estão sendo feitos uma bênção em muitos lugares. Que o Senhor faça com que o que eu escrevo seja bênção, quando meus lábios forem silenciados na morte!"

James Smith, de seu diário, janeiro 1845


















“Meu objetivo é conduzir a mente...
do ego - para Jesus;
do pecado para a salvação;
dos problemas da vida - aos confortos do evangelho.”

James Smith








"...nele confiarei, e não temerei!" (Isaías 12: 2)

Somos demasiado propensos a dar lugar ao medo; e o medo intimida - extenua o espírito, perturba a consciência, e agita toda a alma. "O medo tem tormento." Foi sábio, portanto, o profeta, dizer: "Não terei medo"; mas é muito mais fácil dizer, do que fazer. Somos naturalmente propensos ao medo, e a escuridão no entendimento, a culpa na consciência ou a incredulidade na Palavra de Deus - sempre o gera ou o aumenta. O medo - enfraquece a fé, dá poder a Satanás sobre nós, e nos leva a desonrar nosso Senhor; não é de admirar, portanto, que tenhamos muitas vezes a tentação de temer.
A fé em Deus é o grande antídoto para o temor, encorajemos, portanto, a fé e muitas vezes clamemos como os discípulos ao nosso amado Mestre: "Aumenta, Senhor, a nossa fé!" Então podemos esperar receber a graça, que nos permitirá dizer: "Eu confiarei e não terei medo." Confie!
Por que o profeta confiava? Porque ele viu que Deus era a sua salvação. Que todas as perfeições de sua natureza estavam empenhadas na aliança, e prometidas pela promessa de salvá-lo. Tendo Deus para seu Salvador - ele se sentia seguro; e sentindo-se salvo - ele estava feliz por Deus se engajar para salvar todos que se aplicam a ele, confiam nele, e esperam a libertação dele.
Que privilégio ser salvo pelo Senhor. Salvo do pecado e de todas as suas consequências, de Satanás e de todos os seus laços, dos homens e de toda a sua ira; em uma palavra, de todo mal.
Salvo! Feliz, três vezes é a alma salva - e esta felicidade pertence a todos os que creem em Jesus.
O profeta estava convencido de que não havia ira em Deus contra ele. "Você estava com raiva de mim", mas você não está mais irado. Não, no momento em que fugimos para Jesus e imploramos seu precioso sangue - toda a ira divina cessa. Não há, então, nada no coração de Deus para nós senão amor. Não há nada no livro de Deus contra nós. Jesus suportou toda a ira. Jesus sofreu todo o sofrimento no nosso lugar.
Jesus engrandeceu a lei e a tornou honrosa. Jesus harmonizou todas as perfeições divinas em nossa salvação, de modo que "misericórdia e verdade se reuniram, a justiça e a paz se abraçaram."
Deus fala palavras amorosas para confortá-lo. - Você me conforta. Sim, como alguém que sua mãe conforta, assim o Senhor conforta o pobre pecador, que repousa todas as suas esperanças em Jesus. Ele envia convites amorosos, faz promessas amorosas, usa súplicas amorosas e fala nos termos mais amorosos. Ele deseja que seus filhos sejam felizes. Ele deseja que seus filhos se sintam seguros. Ele gostaria que acreditássemos no amor que ele tem para conosco, e que nos regozijássemos nisto.
"As fontes da salvação são abertas para lhe abastecer". Você não depende da cisterna limitada, nem mesmo das nuvens incertas, porque o Senhor abriu fontes. Não apenas uma fonte - mas muitas. Ele mostra a grandeza de seu amor, a vastidão de seus recursos, a plenitude de sua misericórdia. "Coma", ele diz, "Ó amigos, bebam, sim, bebam abundantemente, ó amados meus."
Às vezes nossos suprimentos são representados não apenas por fontes - mas por rios. "Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales." Amados, se Deus é a nossa salvação - se a Sua ira é desviada de nós - se ele nos conforta com palavras amorosas - e se abriu fontes de salvação para nosso suprimento, não deveríamos banir o medo e confiar amorosamente nele? Mas, este é o privilégio de todo aquele que crê em Jesus.
Vamos imitar, então, o profeta, que disse: "Eu vou", o quê? "Confiarei e não terei medo!" Sua confiança está centrada em Deus, não em suas circunstâncias ou sentimentos, não em seus deveres ou empreendimentos - mas somente no Senhor.
Confio que o Senhor estará comigo. E com Deus por nosso companheiro, guia e amigo, podemos nos aventurar em qualquer lugar. Podemos estar confortáveis em qualquer lugar. No caminho mais áspero, no caminho mais sujo, no deserto mais terrível, da maneira mais perigosa - se Deus está conosco, estamos seguros e podemos nos alegrar. Se Deus é nosso Salvador, ele estará sempre conosco, ele nunca nos deixará, nada o induzirá a nos abandonar. Então devemos confiar e não ter medo de cousa alguma.
Vou confiar que Deus me proverá. E ele, por mais numerosas que sejam as nossas necessidades, quaisquer que sejam as reivindicações que nos sejam feitas - ele pode nos prover com facilidade, ele nos fornecerá prazer. Ele pode - porque todas as coisas são suas; ele nos dará a sua Palavra, e nos constituirá seus filhos dependentes.    Ele antecipou todas as necessidades do tempo, e proveu em Jesus para eles; ele tem previsto tudo o que será necessário na eternidade, e tem feito reservas para o nosso suprimento.
Com Deus - o Deus do universo comigo, amando-me, guiando-me - não devo me sentir confiante de que todas as minhas necessidades serão fornecidas?
A duplicidade pode ser justificada? Posso temer ser dispensado? Não tentemos nem um nem o outro - mas digamos, "confiarei e não temerei."
Vou confiar que Deus me trará com segurança e em honra através de tudo. Certamente ele o fará, porque não te deixará, nem te desamparará, até que ele tenha feito o que te falou. Ele nunca viola sua palavra. Ele nunca rompe um noivado. Se o abandonarmos, ele nos castigará e nos trará de volta com choro e súplica. Se quebrarmos os seus mandamentos e negligenciarmos guardar os seus estatutos, ele visitará as nossas transgressões com uma vara, e as nossas iniquidades com açoites. No entanto, a sua benignidade não nos afastará totalmente, nem permitirá que a sua fidelidade falhe. Ele tem paciência infinita para nos suportar, e tem um conhecimento perfeito de tudo o que devemos ser, ou fazer, de antemão - empreendeu a nossa causa, e prometeu salvar-nos com uma salvação eterna, e ele fará isso.
Sim, bendito Senhor, tu nos guiará com o teu conselho, e depois nos receberá na glória! Como a sua glória será poderosa, trazendo tão grande número de temerosas e fracas criaturas, em meio a tantos perigos, e tantas provações, sem perder uma delas, apesar de que a Terra e o Inferno fizeram o seu pior para garantir sua destruição! Através de muita tribulação entraremos todos no reino de Deus, portanto confiemos e não tenhamos medo.
Confio que Deus me beneficiará e me fará bem, por tudo o que me fizer passar. Assim devemos saber, pois, que todas as coisas cooperam para o nosso bem. Cada perda provará nosso ganho, cada provação nos purificará, e todo conflito terminará em nossa honra, porque somos mais que vencedores por meio daquele que nos amou. Aquilo que mais me alarmou, o que eu mais temia, o que eu temia que me esmagaria - será visto por fim, como sendo o meio usado para me fazer melhor. Como as nuvens escuras trazem os chuveiros, como as geadas do inverno preparam a terra para ser uma fonte fértil - assim todas as lutas, problemas e provações do povo do Senhor, terminam em sua vantagem. "A nossa leve aflição, que é apenas por um momento, e trabalha para nós com um peso de glória muito superior e eterno."
Bem, então, que possamos confiar e não ter medo. Vou confiar que Deus me desembarcará com segurança na terra de Emanuel. Assim o fará, se lhe dedicares a guarda da tua alma em fazer bem, ao fiel Criador. Ele é sempre fiel à confiança depositada nele, e toma o maior cuidado de tudo o que está comprometido com ele. Por isso, o apóstolo estava tão cheio de coragem e confiança, porque podia dizer: "Eu sei em quem tenho crido, e estou persuadido de que ele pode guardar o que lhe tenho confiado até aquele dia."
A viagem pode ser longa, áspera, perigosa - mas terminará bem. Ele ama todo o seu povo, e todo o seu povo o ama, e estamos convencidos de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem os poderes, nem as coisas presentes, nem as coisas vindouras, nem a altura, nem a profundidade, ou qualquer outra criatura - poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Como em Cristo, não há condenação; assim de Cristo, não pode haver separação. Uma vez estando em Cristo, isto é para sempre, por isso vou confiar e não terei medo.
Eu não terei medo do homem, pois se Deus é por mim, se Deus está comigo, o que pode fazer o pobre, insignificante e rancoroso comigo. Eles podem perseguir - mas se sofremos por causa de Cristo, somos felizes. Eles podem caluniar - mas Deus trará nossa justiça como a luz, e nosso julgamento como o meio-dia. Eles podem matar o corpo - mas se o fizerem, para nós morrer é ganho.
Não terei medo dos acontecimentos, mas clamarei ao Deus Altíssimo, a Deus, que faz todas as coisas por mim. Os acontecimentos, dolorosos ou agradáveis, só podem realizar a coisa que me é designada; apenas fazem a oferta de meu Pai; só conspiram para aprofundar a minha santificação, elevar os meus afetos e me tornar apto para a glória.
Não terei medo dos demônios, pois todos eles são controlados pelo meu sábio e misericordioso Redentor. Satanás é um inimigo vencido. Satanás é um inimigo acorrentado. Ele só pode agir com permissão daquele que me ama, e ele nunca terá permissão para me fazer qualquer ferimento grande ou duradouro. Nossos irmãos antes de nós o venceram pelo sangue do Cordeiro, e pela Palavra de seu testemunho; e temos a certeza de que, se resistirmos ao diabo, ele fugirá de nós. Será que devo temer a Satanás? Não, mas regozijar-me, que o Deus de paz abate Satanás debaixo dos meus pés.
Não terei medo da morte, pois a morte, como Satanás, é um inimigo vencido. Sim, sua própria natureza mudou, era uma coisa terrível uma vez, um mal penal - mas agora é um sono suave e doce - um sono em Jesus. Todo crente morre no Senhor, dorme em Jesus; e se deita sobre o seu travesseiro morrendo com a certeza de que, com o advento glorioso do nosso Senhor imortal, aqueles que dormem em Jesus, Deus trará consigo.
Deveria estar com medo, quando cansado e exausto com as dificuldades e tribulações do dia, deito-me no travesseiro à noite para desfrutar de um sono refrescante, especialmente se eu pudesse fazê-lo, assegurado pelo próprio Deus que nenhum mal me aconteceria - mas que eu deveria acordar na manhã não só refrigerado - mas livre de todos os males, dores, doenças e pela morte? Certamente não. E terei medo de adormecer em Jesus, quando tiver a certeza de que Deus cuidará do meu pó adormecido e elevará meu pobre corpo poderoso, espiritual e imortal; e que minha alma estando ausente do corpo estará presente com o Senhor! Devo eu? Pode ser? Ó incredulidade, quão poderosa você é - mas para você, sem a menor hesitação, eu digo exultantemente: "Confiarei, e não temerei."
Não terei medo do homem, por mais poderoso que seja; nem eventos, por mais que tentem; nem demônios, por mais numerosos que sejam; nem morte, que venha quando, onde, ou como pode!
Ó crente, irmão amado, feliz é você! Quem é semelhante a você, salvo pelo Senhor, confortado pelo Senhor, amado do Senhor e suprido pelo Senhor? Você vai temer? Você não confiará no Senhor para sempre? Não se alegrará no Senhor, e se regozijará no Deus da sua salvação? Feliz, feliz é você! Feliz, embora pobre e desprezado pelos homens! Feliz, embora tentado e provado por Satanás! Feliz, embora a providência pareça franzir a testa, e todas as coisas irem contra você! Sim, você é feliz - porque o Senhor é a sua porção, o Céu é o seu lar, e todas as coisas são ordenadas para o seu bem!
Mas, pecador perdido, eu não posso falar assim para você, você não pode confiar no Senhor, pois você está posto contra ele, e está travando uma guerra louca e perversa com ele. Ele é obrigado a ficar irado com você. Ele é obrigado a puni-lo, se você vai perseverar em seu curso presente. Mas ele não deseja fazê-lo. Não é um prazer para ele puni-lo. Ele não encontrará prazer em sua morte. Seus gemidos não serão musicais em Seu ouvido, nem seus tormentos o satisfarão. Portanto, ele lhe adverte do seu perigo, oferece-lhe perdão para os seus pecados, exorta-lhe a fugir da ira vindoura e roga-lhe que se reconcilie com ele. Ele se inclina para o mais baixo, quando ele se inclina para suplicar que você seja amigo dele. Sua condescendência é sem paralelo quando ele chama a você, como Paulo ao carcereiro, "Não faça mal a si mesmo", mas, "creia no Senhor Jesus Cristo, e você será salvo."
Há salvação no Senhor Jesus Cristo - salvação para os pecadores - apenas para os pecadores como você é - e para você, se está disposto a recebê-lo. Oh que eu pudesse convencê-lo de seu perigo! Oh que eu pudesse despertá-lo de sua letargia e indiferença! Oh, que eu pudesse persuadi-lo a vir a Jesus! Oh, para que eu seja o instrumento de conduzir-lhe a provar e ver que o Senhor é bom, e que na verdadeira religião há prazer, alegria e paz! Oh, que eu possa ser usado para impedir que você caia no abismo bocejando e afundando naquele lago sem fundo, do qual não há redenção! Senhor, concede-o, concede-o, concede-o, por amor de Jesus. Amém!


Publicado no site: O Melhor da Web em 11/11/2016
Código do Texto: 133338
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.