Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Manu - MANUELA
MANUELA
Cadastrado desde: 23/04/2012

Texto mais recente: E se o visitante (Paulinho Assunção) (+tradução italiana)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MANUELA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6281

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Primavera Negra (Domingos da Mota) (+tradução italiana)
29/03/2017
Autor(a): MANUELA
VOTE!
TEXTO ELEITO
16
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Primavera Negra (Domingos da Mota) (+tradução italiana)

Para quê flores e pássaros nas árvores
se a primavera ainda (já) está longe?

Para quê sorrisos pendurados nas orelhas
e nas bocas inflamadas dos discursos

se o que se vê é o ódio à flor da pele?
Para quê flores e pássaros e sorrisos?

Vista-se a natureza de espingardas,
de granadas, cujas flores sejam as balas

e cada pássaro uma bomba atómica.
Cresçam nas árvores primaveras negras

como o breu que nos cega e alucina;
e chovam as balas de luto das grinaldas

para festejar a vida que nos mata.
Quando as flores nascerem e os pássaros

e os sorrisos amarelos ressurgirem
que sejam de metal, tenham a cor

das armas que assassinam o futuro:
que a natureza fale de igual para igual.
____________________________________


Tradução italiana de Manuela Colombo


Primavera Nera

Perché fiori e uccelli sugli alberi
se la primavera ancora (ormai) è lontana?

Perché sorrisi appesi alle orecchie
e sulle bocche infiammate dai discorsi

se quel che si vede è l’odio a fior di pelle?
Perché fiori e uccelli e sorrisi?

Si vesta la natura di spingarde
e granate, di cui le pallottole son fiori

e ogni uccello sia una bomba atomica.
Crescano sugli alberi primavere nere

come il buio che ci abbaglia e ci acceca;
e piovano le pallottole a lutto dalle ghirlande

per festeggiare la vita che ci abbatte.
Quando i fiori spunteranno e gli uccelli

e i sorrisi gialli risorgeranno
che siano di metallo, abbiano il colore

delle armi che assassinano il futuro:
che la natura parli da pari a pari.



Publicado no site: O Melhor da Web em 29/03/2017
Código do Texto: 134609
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.