Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

BEATRIZ NAHAS PINTO
Cadastrado desde: 10/01/2016

Texto mais recente: Tatuagem do Momento



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de BEATRIZ NAHAS PINTO , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=7283

 
Textos & Poesias || Espiritualistas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Destino à Estação da Luz
05/11/2017
Autor(a): BEATRIZ NAHAS PINTO
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Destino à Estação da Luz

As estações do trem
levam o espírito ao além,
Rumo à estação da luz
Para o progresso que o conduz.
Cada estação, é mais uma vida
Que um mesmo espírito
diferentemente se caracteriza.

O espírito desceu primeiro
na estação da água branca.
Lá ele viveu uma rica dama
Na época da idade média.
Anastácia era o seu nome.
Ela explorava
o trabalho do negro na senzala
e acreditava
que Deus fez os brancos superiores
E por isso, os negros podiam ser submetidos a horrores.
Assim, Anastácia morreu sem avançar para a próxima estação
Por não ter aprendido a necessária lição.

O espírito retornou ao trem
E desceu na mesma estação
Tendo mais uma chance de aprender uma certa lição.
Viveu o João,
um homem pobre e negro
que morava numa favela do brasil
no ano de 2000.
Sofreu na pele o racismo
que praticava como Anastácia,
humilhado e marginalizado
como se fosse um nada disfarçado.
Depois de tanto sofrer,
o espírito pôde aprender
mais algo que precisava saber:
Todos os homens possuem algumas diferenças,
mas são iguais na sua essência
por querer e ter direito ao mútuo respeito.
Quando retornou ao trem,
pôde passar para a próxima estação
Dado que compreendeu a lição
E buscava uma outra a fim de seguir com a sua evolução.

Na estação da barra funda,
em 3059, em Nova york
o espírito foi uma senhora
que ficou tão chateada pela filha que foi embora
de repente
sem poder dizer o que por ela sente.
Se deprimiu pela ausência da filha.
Morreu sem mais ânimo nem fôlego
para continuar a vida
com tanta angústia e culpa
por não ter mais a sua filha em seus braços
Não é mais possível sentir o seu carinhoso abraço.

Na mesma estação,
o espírito desceu mais uma vez
ao lado do espírito que foi a sua filha,
mas agora é a sua tia
que tanto se dá bem por finalmente terem se reencontrado
depois de tanto tempo terem se distanciado.
Seu nome era Ramal
em 5030, na ´India,
Uma deficiência provocava a sua péssima vista.
Para Ramal, era uma injustiça divina
a sua doença.
Porque tinha que passar por essa divina pena?
Jesus ensinou que é melhor ter apenas uma mão,
do que ter duas mãos autoras de maldades em vão.
´E preferível não ter visão
do que ter olhos que não os valoriza
pela depressão.
Depois de tanto sofrimento,
Ramal aprendeu a dar valor aquilo que possui
e a evitar reclamar aquilo que não lhe atribui.
A Causa e consequência
´E uma lei fundamental na natureza.   
Não são castigos os problemas.
São mais uma oportunidade de aprender com os dilemas.
Caminhando suave e pensativo,
Começando a ver sua doença com um singelo sentido,
Ramal voltou ao trem podendo passar para a última estação
Devido a sua plena evolução.

Na estação da luz,
o espírito reconheceu a sua luz
depois de ter aprendido
aquilo que foi preciso
por viver
para aprender
no corpo da Anastácia, do João e do Ramal
pelo motivo de evoluir que, para os espíritos,
é muito essencial.

Depois disso, o espírito conseguiu encontrar a sua paz,   
pois devem existir
muitas vidas,
muitas chances
para ele evoluir
e se sentir capaz
de, em cada atitude, poder revelar
a caridade, a simplicidade,
a sabedoria e a justiça divina
em seu olhar.

Cada um de nós tem um tempo
indeterminado de entendimento e treinamento
para conseguirmos praticar o amor que há em nós mesmos
vivendo fiéis seguindo o nosso coração em cada momento
que a gente embarcar ou desembarcar
para a nossa viagem evolutiva continuar.
A morte é o fim de uma vida física.
O plano espiritual é o trem que dá acesso para cada vida
que só pode ser bem sentida,
se nos permitirmos sorrir
com a dificuldade que aceitamos vir
para o nosso espírito evoluir.

Assim, o amor se fortalece
Com cada vida que o espírito se submete
Para que, em cada estação que o trem passou,
em cada encarnação que o espírito se transformou,
o espírito possa aprender mais uma importante lição
Que é o motor impulsionador da sua evolução.

Publicado no site: O Melhor da Web em 05/11/2017
Código do Texto: 135866
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):