Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
Cadastrado desde: 06/03/2018

Texto mais recente: DRUMMOND ACOPLADO



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de PAULO FONTENELLE DE ARAUJO , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=7367

 
Textos & Poesias || Poesia
Imprimir - Impressora!
Imprimir
AMOR AOS DOZE ANOS
05/04/2018
Autor(a): PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
AMOR AOS DOZE ANOS

Um daqueles amores,
dos que sempre acertam,
e    por isso mesmo,
quis me surgir assim:
em    minha escola,
no primeiro dia,
dentro da sala
do oitavo ano.
Meu amor agora vive ali.
Vive
e para o meu encanto,
senta    na segunda cadeira
da    primeira fila
ao lado da janela,
está    presente na chamada,
e nem rabisca    a lousa.
Eu o vejo tanto
que naquela prova
de    matemática
meu amor    saiu antes,
saiu para que eu soubesse:
amor
ao    se multiplicar,
não    precisa provar
e nem aparecer,
pois ele surgirá    depois,
no    fundo    do pátio,
quase    na saída,
perto da esquina,
ou no fim da rua.

Amo,
e    não quero
que o meu amor sofra,
por examiná-lo assim.
Meus olhos se esticam
até o seu pescoço,
até os seus cabelos
e os outros    notam
e    talvez zombem,
deixando-me    nervoso,
por estar errado,
quando sei que amo;
quando amar
é quase perceber:
o amor    pode se    transformar;
ter outro rosto
pra você    reconhecer.

Digo isso porque ontem,
eu me distraí
e o meu amor grudou
um    “piercing”    dourado,
na    ponta da língua.
Agora ele parece mascar
um chiclete diferente;
mastigar um pedaço
da    própria orelha;
e parece também um amor    torto,
pois    vejo em cada lóbulo
um brinco
em formato de caveira.

O meu amor se dobrou
se misturou,
mas sei que    por isso mesmo,
por este amor me entortar tanto,
meu amor,
um dos que sempre acertam,
acertou em mim


Do meu livro:"A CRIANÇA, SUBSTANTIVO SOBRECOMUM"


Publicado no site: O Melhor da Web em 05/04/2018
Código do Texto: 137011
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.