Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
ventura - JOÃO NUNES VENTURA
JOÃO NUNES VENTURA
Cadastrado desde: 20/04/2011

Texto mais recente: MINHAS PEQUENAS POESIAS XIV



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de JOÃO NUNES VENTURA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=5300

 
Textos & Poesias || Saudade
Imprimir - Impressora!
Imprimir
MENINO SAÍ DE CASA
15/04/2018
Autor(a): JOÃO NUNES VENTURA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
MENINO SAÍ DE CASA

      MENINO SAÍ DE CASA
         João Nunes Ventura-04/2018

Todo ano que se passava do sertão me despedia
Meu pranto sempre rolando a saudade que doia,
Minha mãe me beijava ao alvorecer daquele dia
Garoto ainda eu chorava e a tristeza me cobria.

O caminhão na estrada em sua cabine eu viajava
De apenas treze anos em outra cidade estudava,
Bem longe de casa sem minha mãe que eu amava
E longe dos seus abraços eu não me acostumava.

Na estrada da minha vida amargurado até chorei
Desafios foram muitos e na solidão me encontrei,
Assim o meu amor que na cidadezinha eu deixei
Logo por outro se apaixonou sem amor eu fiquei.

Então anos se passaram eu voltei ao meu sertão
Essa casinha que eu morava é de outro cidadão,
Um senhor muito distinto e de um bom coração
Eu entrei na moradia e a lágrima rolou ao chão.

Lá no meu sertão tantas recordações de infância
Os meus sonhos os amores e a minha esperança,
Logo assim eu chorei como eu chorei em criança
A separação que maltrata e meu coração balança.

Os meus irmãos na casinha alegrias eram demais
As memórias dos meus pais não esqueço jamais,
Quantas festividades quantos sonhos foram reais
Hoje eu ainda choro as lembranças que o dia traz.


Publicado no site: O Melhor da Web em 15/04/2018
Código do Texto: 137095
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.