Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
Cadastrado desde: 06/03/2018

Texto mais recente: DRUMMOND ACOPLADO



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de PAULO FONTENELLE DE ARAUJO , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=7367

 
Textos & Poesias || Crônicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
ANDANDO PELO CALÇADÃO
18/05/2018
Autor(a): PAULO FONTENELLE DE ARAUJO
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
ANDANDO PELO CALÇADÃO




      Hoje, andando pelo calçadão da praia de Copacabana, lembrei-me que não conheci o meu avô paterno e somente vi minha avó quando eu era criança. Ela deitada na cama por causa de uma doença degenerativa; eu chegava perto, pedia benção e ela, toda paralisada, ainda apertava a mão direita... Nem estes contatos duraram muito e logo ela morreu.
      Eu pensei que ambos avós, quando vivos e casados, também saíram para comprar pão e leite na padaria; ambos cercados de filhos tomaram café de manhã discutindo a situação escolar de um ou outro menino; comentaram sobre o frio de outono e questionaram o comportamento inconstante um do outro apesar das juras de amor.    Ambos avós tiveram dúvidas ou medos e acreditaram em Deus de uma forma intensa; tão intensa a ponto de não perceberem o súbito arremate de tudo, da vida por eles tão acostumada a ser vivida, e que o Deus adorado não era uma matéria comovente, mas uma questão.
      Meus avós não perceberam principalmente que o tempo passaria.
      Meus dois avós revelaram entre si mesmos, o futuro político do país. Quem sabe reclamaram de vizinhos barulhentos ou arrogantes. Os vizinhos que, para seus filhos pequenos, um dia valeram o mundo inteiro.
      Estes meus avós estão mortos, enterrados (há uma placa no túmulo). Cada um deles viveu mais de setenta anos e todos os dias destes anos vividos significaram o "tempo presente". O tempo presente tocava nas rádios através das canções de amor perdido... as inúmeras canções de amor perdido, que se perdem continuamente, porque se o amor não for assim, evanescido, qual a poesia?
      O “tempo presente” soberano, o dominador hipnótico - mantém tantos casais unidos, que eles chegam a pensar em alguma permanência. Nada é permanente...
      Passei por um casal que caminhava entre sorrisos. O casal representou para mim, naquele momento, todos os casais do mundo e isso simplesmente porque estavam felizes. A mulher que ria intensamente, encostou    a cabeça no braço esquerdo do rapaz. Sentindo a cena, imaginei alguma coisa imutável...    e as possibilidades surgiram.
      As incríveis possibilidades são as únicas autoridades contra o tempo presente.
      Quem sabe os meus avós não estivessem novamente, naquela minha lembrança, vivendo as suas felicidades e angústias: a angústia da doença do meu tio mais velho - morreu tuberculoso em 1936 - e este tio não estivesse revivendo o momento de sua morte, achando graça de tudo; porque no final vida e morte passaram a ser hilariantes e ele diz:

      - Mamãe, minha vida cruza o espaço azul... eu quase me sinto uma das cantoras do rádio! Uma Aurora Miranda...

      Decidi entrar em um açougue e pedir meio-quilo de músculo moído e meio-quilo de colchão mole cortado para bife. Não costumo comer carne. Fiz isto porque o ato parecia ser o de maior potencial corriqueiro    para eu levar o resto do dia.      

DO    LIVRO: "TOUROS EM COPACABANA"

Publicado no site: O Melhor da Web em 18/05/2018
Código do Texto: 137417
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.