Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto


Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MANUELA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6281

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
O meu poema teve um esgotamento nervoso (Daniel Jonas) (+tradução italiana)
09/08/2018
Autor(a): MANUELA
VOTE!
TEXTO ELEITO
17
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
O meu poema teve um esgotamento nervoso (Daniel Jonas) (+tradução italiana)

O meu poema teve um esgotamento nervoso.
Já não suporta mais as palavras.
Diz às palavras: palavras
ide embora,
ide procurar outro poema
onde habitar.

O meu poema tem destas coisas
de vez em quando.
Posso vê-lo: ali distendido
em cama de linho muito branco
sem perspectivas ou desejo

quedando-se num silêncio
pálido
como um poema clorótico.

Pergunto-lhe: posso fazer alguma coisa por ti?
mas apenas me fixa o olhar;
fica ali a fitar-me de olhos vazios
e boca seca.


in Os Fantasmas Inquilinos, 2005

____________________________________


Tradução italiana de Manuela Colombo


La mia poesia ha avuto un esaurimento nervoso

La mia poesia ha avuto un esaurimento nervoso.
Non riesce più a sopportare le parole.
Dice alle parole: parole
andate via,
andate a cercarvi un’altra poesia
dove poter abitare.

La mia poesia ha momenti simili
di tanto in tanto.
Io me la vedo: sdraiata lì
su un letto con lini bianchissimi
senza prospettive né desideri

sprofondata in un silenzio
pallido
come una poesia anemica.

Le domando: posso fare qualcosa per te?
ma lei si limita a fissarmi;
se ne sta lì a fissarmi con lo sguardo vuoto
e la bocca secca.


Publicado no site: O Melhor da Web em 09/08/2018
Código do Texto: 138066
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.