Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Depravação Humana



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Um Inquérito Privado
18/01/2019
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Um Inquérito Privado


Sermão nº 2184
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra
Jan/2019
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Um inquérito privado / Charles H. Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
45p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
“Então, ele disse: Que é que o SENHOR te falou? Peço-te que mo não encubras; assim Deus te faça o que bem lhe aprouver se me encobrires alguma coisa de tudo o que te falou.” (1 Samuel 3:17) O Senhor não falou diretamente com Eli, embora ele fosse o Sumo Sacerdote. Em circunstâncias normais, teria sido assim, mas Eli havia entristecido o Senhor e, portanto, havia perdido sua posição honrosa. Deus não o havia expulsado, mas Ele o via com tanto desprazer que só falaria com ele através de outra pessoa; mesmo que os grandes reis, se forem ofendidos com seus cortesãos, mandem mensagens para eles por outras mãos. O Senhor enviou, primeiro, um homem de Deus para advertir Eli sobre o que seria o resultado seguro de sua falta de firmeza com seus filhos, e quando Ele deu a ele uma segunda advertência, foi enviado por alguém que estava um pouco subalterno em sua família. Ó vocês, santos, que vivem em termos familiares com o Senhor, tomem cuidado com o pecado, para que você não perca sua comunhão íntima, sua comunhão favorita e fique em segundo plano! Deus falará com você, mas
4
estará em advertência e de maneira indireta, e não face a face, com Seus lábios em seus ouvidos, como sabe fazer quando você O agradou. Deus não vai te expulsar, mas Ele pode te deixar de lado por um tempo. Você ainda pode ouvir a Sua mensagem através dos outros, mas Ele ficará em silêncio para você pessoalmente. Você pode ter que viver na zona frígida da dúvida e da ansiedade, em vez de se bronzear no pleno esplendor do amor divino. Foi assim com Eli; ele havia evitado repreender o pecado em sua própria casa, e tinha trazido a ira de Deus sobre si mesmo e, portanto, ele não tinha uma comunhão confortável e nenhuma honra com Jeová, mas devia ser educado por uma criança (Samuel). Além disso, quando Deus enviou um homem de Deus para Eli e a mensagem não o despertou para a percepção de seu pecado em excesso de indulgência de seus filhos, e tolerância ao mal naqueles sob ele, o Senhor lhe enviou uma palavra ameaçadora. por uma criança, porque Deus tem muitos mensageiros. O envio do menino Samuel, para levar as terríveis novas ao sacerdote idoso, foi uma repreensão doce, mas severa, de Eli. O menino está acordado, enquanto o ancião está trancado
5
no sono que vem de uma consciência cauterizada. A experiência deve agora ser admoestada pela infância e a sabedoria pela simplicidade. Cabelos grisalhos, neste caso, não produzem uma coroa de glória para o governante errante, mas ele deve inclinar a cabeça em tristeza por uma repreensão trazida a ele por um menino humilde. A criança é evidentemente mais confiável para Deus do que o venerável sacerdote. Era o começo do castigo divino que sua honra deveria passar, e um sacerdote idoso deveria ser reprovado por um profeta jovem. Havia muita misericórdia nisso, mas vemos claramente o Senhor despindo Seu servo de suas condecorações, e colocando-o em um lugar mais baixo - fazendo com que o Urim e o Tumim que ele usava no peito fossem de poder secundário para mostrar o futuro, enquanto o Espírito descansou mais plenamente em um menino santo. Aquele, cuja conversa ainda era a da infância, torna-se uma boca para Deus, enquanto o venerável governante de seu povo não tem nada a dizer a não ser submeter-se ao seu inevitável castigo.
6
Eli era um homem de Deus e, apesar de seu grande castigo e sua triste morte, eu não duvido que ele morreu no Senhor, mas ele trouxe desonra em seu próprio nome, e ele foi condenado a saber que seu santo ofício não seria continuado em sua linhagem, e que nenhum de seus descendentes deveria viver até a velhice. Ele não havia honrado devidamente o Senhor e, portanto, ele ouviu a sentença pronunciada sobre ele e sobre sua raça. "Aqueles que me honram honrarei, e os que me desprezam serão desprezados." Ele poupou a vara de repreensão e, portanto, o machado do julgamento caiu sobre sua casa, "porque seus filhos se fizeram execráveis, e ele os não repreendeu.” Ó irmãos, tomemos cuidado com o pecado, não permitamos o pecado naqueles sob nossa responsabilidade, para que o Senhor não nos deixe em baixo, e envie uma aflição sobre nós, que se apegará à nossa linhagem para sempre. Usaremos agora a pergunta dele, pela qual ele extraiu de Samuel a mensagem de Deus, e a veremos em três luzes; primeiro, como colocado para Samuel; em segundo lugar, como vindo de Eli; e, em terceiro lugar, como capaz de nos voltarmos contra nós mesmos.
7
Perguntaremos a nós mesmos, como outro poderia perguntar, e responderemos aos nossos próprios corações, para que possamos, por meio de um ensaio, nos preparar para responder àquele que nos pedir nos próximos dias. Vem, meu coração, responda a si mesmo: “Qual é a coisa que o Senhor disse a você?” Que o Espírito Santo te ajude, trazendo todas as coisas à sua lembrança, seja o que for que Ele tenha dito a você! I. Primeiro, vamos ver esta pergunta como dirigida a SAMUEL. A primeira observação que faremos a respeito é que Deus fala aos homens. Caso contrário, isso seria uma pergunta sem sentido: “Qual é a coisa que o Senhor disse a você?” Deus se comunica com os mortais. Ele não está calado sozinho por si mesmo em sublime solidão. Ele não colocou Suas criaturas a uma distância incomensurável, com um abismo intransponível entre sua pequenez e sua própria grandeza. Não é verdade que Ele não pode ouvir seus gritos, nem responder a eles em tons de amor. De maneiras adequadas à sua natureza fraca, o Senhor falou aos homens. Ele fez isso no volume inspirado de Sua Palavra sagrada. Cada linha neste volume inestimável foi ditada pelo Espírito e é uma mensagem de Deus para os homens. Este livro deve ser lido como o registro da voz de Jeová. É o fonógrafo do
8
discurso do nosso pai nos dias passados. O que Ele falou outrora pela Sua voz, Ele continua falando conosco pela Sua Palavra escrita. Ele falou através de profetas e videntes, evangelistas e apóstolos, e aqui nós temos isso - até mesmo tudo o que é de significado permanente para nós, sobre quem os fins do mundo estão chegando. Deus, de uma maneira renovada, fala-nos pela Sua Palavra quando o Seu Espírito a aplica a nós individualmente. Nós nunca ouvimos verdadeiramente a voz de Deus nas Escrituras até que a verdade seja dita para cada coração e consciência pelo Espírito Santo. A revelação deve ser revelada a cada um deles; de outro modo, logo se torna um véu da verdade, em vez de uma descoberta da mente do Senhor. A revelação é clara o suficiente em si mesma, mas não temos os olhos abertos até que a graça a conceda. Se não tivermos o Espírito de Deus, a letra pode realmente se tornar um véu para esconder o espírito da verdade; isto, de fato, não deveria ser, nem é de acordo com sua intenção e tendência natural, mas nossa depravação faz com que seja, transformando a própria luz em algo que cega.
9
Você sabe o que é ter um texto saindo das Escrituras sobre você e levá-lo embora? Esta energia especial e flash da verdade é sempre memorável. Quantas vezes as ondas deste mar de verdade foram fosforescentes diante dos meus olhos - um mar de vidro misturado com fogo, do qual o borrifo se precipitou sobre mim e pôs fogo em minha alma! Tão certo como o Senhor falou estas palavras a Moisés, ou a Davi, ou a Isaías, ou a João, ou a Paulo, assim certamente Ele as fala às nossas almas pelo Seu Espírito. Além disso, nosso Deus tem maneiras de comunicar Sua mente a Seus filhos por meio de Seus servos que falam em Seu nome. Ele dirige os pensamentos de Seus ministros e sugere suas palavras, para que eles falem àqueles que são levados a ouvir a Palavra de Deus. Também, o Senhor comunga conosco, por nossos próprios pensamentos. Se ainda estivermos diante dEle, Ele preparará nossos corações e, em silêncio, ouviremos Sua voz. Seria uma coisa estranha se Deus não pudesse se comunicar com Seus próprios filhos, e ainda é mais estranho e triste que, embora Ele fale, Seu povo seja lento de coração e insípido para ouvir.
10
Nosso Deus fala para nós também na providência. Em favores escolhidos, ouvimos seus tons suaves e ternos; em castigo e repreensões ouvimos as notas mais severas, mas todo som é cheio de amor. O Senhor tem maneiras de separar Seus filhos e falar com eles em suas camas. No deserto Ele fala ao coração. Ele pode conversar conosco na natureza; não o ouviste no trovão? No rugido do mar? Sim, nós O ouvimos, não apenas na colisão do Niágara, mas na ondulação do riacho e no sorriso de uma prímula na margem; o Senhor nunca é sem voz, exceto para a alma sem ouvidos. Ele fala; nos deixe ouvir. Aqui nós fazemos uma observação adicional; Deus não considera a idade em seu falar, mas ele condescende em falar com crianças pequenas. Samuel era do Senhor em suas roupas compridas, e servia ao Senhor enquanto era um menino e o Senhor não desdenhavam ir ao seu pequeno berço à noite e chamá-lo pelo seu nome. Muitas vezes falamos como se não fosse possível que o Senhor falasse com meninos e meninas, e, no entanto, meus irmãos, não há muito mais do que um alvoroço na conversa de Deus com uma criança do que em falar a um homem. De fato, o homem tem mais pecado, e assim ele está mais distante de
11
Deus do que a criança. Se as crianças aqui presentes são, pela graça de Deus, dispostas a ouvir a voz de Deus - se forem obedientes ao Senhor e tiverem coração aberto e mente atenta para com Sua Palavra - o grande Deus não passará por alto por elas. O Senhor se inclina para a humildade de uma criança e sorri com sua simplicidade. Se os jovens oram e são atenciosos, reverentes, crentes e obedientes, o fato de que, como Samuel, eles são pequenos em estatura e jovens em anos não os prejudicará. O Senhor falará e os chamará pelos seus nomes. Minha observação me leva a crer que muitas crianças ouviram mais de Deus do que pessoas que cresceram. Eles podem não encontrar ouvidos dispostos a ouvir o que o Senhor lhes disse, mas se o fizessem, poderiam nos dizer coisas maravilhosas. Alguns de nós nos lembramos de como, em nossa própria infância, o Senhor lidou maravilhosamente conosco, e havia “profecias anteriores” a respeito de nós, cujo significado podemos ler agora, embora na época não as tivéssemos entendido. Eu acho que o jovem Samuel era uma das pessoas mais aptas do mundo para o Senhor escolher como seu mensageiro, e tão longe de ser incomum que
12
jovens ouvidos ouçam a voz do céu, eu acho que eles estão preparados para isso. Quatro vezes o Senhor disse: “Samuel, Samuel”, e a criança respondeu e disse por fim, quando ele soube quem era o que o chamava: “Fala, Senhor, porque o teu servo ouve.” Qualquer um que possa dizer do seu coração “Fala, Senhor, porque o teu servo ouve”, não demorará muito sem uma palavra do Invisível. Oh, que nossos ouvidos sejam abertos às novas celestiais – e possamos ser despertados, manhã após manhã, pela voz do Senhor! Muitas vezes podemos ouvi-lo como a música da manhã e o hino da noite! Que o Senhor também ouça nossas vozes em oração, louvor e meditação, até que nossas vidas sejam um diálogo santo entre nossas almas e nosso Deus, nunca morrendo em silêncio, mas durando até que o contemplemos face a face! Nossa próxima observação é que, quando ouvimos a voz de Deus, devemos ficar profundamente impressionados com ela. O jovem Samuel demonstrou que sentia profundamente a responsabilidade de ter ouvido a voz de Deus. Nós lemos que “Samuel
13
ficou até a manhã”; ele não foi dormir, mas não saiu da cama. Ele ficou imóvel e pensou. Depois de ouvir aquela palavra terrível que fez seu coração pesar e fez seus ouvidos formigarem, como uma criança sábia, ele ficou quieto e ponderou em sua alma. Ele não se apressou em atacar Eli, pois a notícia era difícil de dizer; nem procurou outro confidente. Ele havia sido chamado para ser o profeta do Senhor, estava consciente de sua comissão e ficou sóbrio além de seus anos. "Ele ficou até a manhã." Que pensamentos passaram por sua mente em sua cama! Ele tinha sido uma criança quando foi descansar na noite passada, e agora de repente ele se tornara um homem, com um terrível segredo confiado a ele. Uma ansiedade premente estava sobre ele como ele deveria falar com Eli, e uma batalha se enfureceu dentro de seu coração entre o medo de lamentar o bom homem pela mensagem, e o maior medo de lamentar a Deus por guardar qualquer coisa de volta. Ele permaneceu imóvel em sua cama, meditando e revirando o que ouvira, pensando no que deveria fazer. Eu gostaria que, após cada
14
sermão, todos os meus ouvintes, jovens e idosos, tivessem apenas um quarto de hora! Uma noite de pensamento acordado seria melhor ainda. Estou certo de que o que se quer com a nossa leitura religiosa é tempo para o pensamento privado. Algumas pessoas imaginam que, se lerem tantos capítulos da Bíblia todos os dias, será muito proveitoso para elas, mas não é assim se a leitura for um mero exercício mecânico. Será muito melhor ler um décimo, pesá-lo e deixá-lo tomar posse do cérebro e do coração. Um pouco de comida cozida é melhor para o jantar do que uma ótima carne crua. Um homem que quer ver um país não deve atravessá-lo por trem expresso, mas deve parar nas cidades e aldeias e ver o que deve ser visto. Ele saberá mais sobre a terra e seu povo se andar pelas estradas, subir nas montanhas, ficar nas casas e visitar as oficinas, do que se percorrer tantos quilômetros durante o dia, e se apressar por galerias de fotos como se a morte fosse lhe perseguindo. Não se apresse pelas Escrituras, mas pare para que o Senhor fale com você. Oh, que haja mais meditação! Samuel, “ficou deitado até pela manhã”. Criança sábia aquela! Com tal trabalho diante dele para sua cabeça e seu coração, ele fez bem em ficar
15
quieto, respirar e recuperar sua força. Em seguida, a voz celestial causou tal impressão em sua mente que ele temia contar a Eli. A mensagem era tão terrível para ele que temia repeti-la àquele a quem mais lhe interessava. Quando você e eu conhecemos a palavra de Deus e ouvimos a voz de Deus nela, ela frequentemente nos atinge com uma reverência solene que nos domina bastante. Jacó, quando viu a escada e os anjos, não disse pela manhã: “Quão deleitável foi a visão! Quão feliz foi meu sonho!” Isso teria sido como a linguagem de mentes superficiais. Mas ele disse: “Quão terrível é esse lugar! Esta não é outra senão a casa de Deus, e esta é a porta do céu”. Eu sei que a revelação de Deus para nós é calculada para nos encher de alegria intensa, mas é mais provável que nos derrube em nossos rostos. prostrados diante de Sua divina majestade, em solene reverência ao Senhor dos Exércitos. Lembre-se de como João colocou isso. “Quando o vi, caí a seus pés como morto.” Ele era o mais amado do Senhor e, ainda assim, à vista de nosso glorioso Bem-amado, ele não tinha mais vida nele, mas ele desmaiou diante de Seus pés.
16
Não se maravilhe que "o menino Samuel temia", e especialmente temia dizer a visão a Eli. Eu digo que, quando você e eu ouvirmos a voz do Senhor nosso Deus, isso criará em nós profundas emoções de temor, de alegria e de santa reverência, e saberemos com certeza que não é pouca coisa ouvir a palavra do Altíssimo. Nós tremeremos com a Sua palavra, mas nos regozijaremos em ouvi-la. Eu diria, em seguida, que devemos armazenar em nossas memórias tudo o que Deus nos diz. Essas não são coisas que podemos deixar escapar com segurança. O que está escrito neste livro deve ser transferido para nossas memórias. É uma coisa boa aprender de coração as passagens das Escrituras, mesmo quando os eruditos clássicos entesouram as palavras de seus autores favoritos. É bom ter textos das Escrituras usados no dia a dia para adoçar a respiração e, em seguida, colocar no coração para perfumar o caráter. Uma mente bem armazenada com o conhecimento bíblico será um grande elogio para nós, se vivermos, como Eli, até que nossos
17
olhos fiquem escuros, e não possamos ver para ler. A Bíblia na memória é melhor que a Bíblia na estante de livros. Tudo o que essa criança ouviu do Senhor guardou em suas lembranças, de modo que, quando chegasse a hora, poderia produzi-lo “todo dia” e, mais tarde, poderia escrevê-lo nesta sua história. Oh, que você e eu sejamos capazes de produzir "tudo de bom" do que Deus nos falou! Infelizmente, muitas vezes a Palavra chegou, e ela se foi, e deixou um pequeno traço para trás. Nós ouvimos e nos esquecemos. Deus conceda que, depois disso, sempre que ouvirmos o que Deus, o Senhor, falará, possamos marcar, aprender e digerir internamente o mesmo! E então não se afastará de nós, mas permanecerá para nosso crescimento e fortalecimento. Mais uma observação. Olhando o texto em sua luz para Samuel, aprendemos que devemos ser capazes de dizer o que ouvimos de Deus. Encontramos Eli dizendo a Samuel: “Qual é a coisa que o Senhor disse a você?” Se Deus falou conosco, alguém ou outro precisará saber e terá o direito de ser informado. Pode ser que muitos dos que estimamos desejem saber o que Deus
18
nos falou, e devemos estar preparados, mesmo que com um pouco de medo e tremor, para lhes contar as solenes notícias. O que é sussurrado em nossos ouvidos no quarto talvez tenhamos que falar dos telhados. Samuel fez isso muito solenemente, com um profundo senso de peso. As crianças geralmente estão ansiosas para contar uma história, mas nem sempre consideram o efeito que sua repetição pode produzir. Elas não são capazes de manter um segredo, mas sentem um prazer em comunicar o que sabem, mas esta criança foi agora levantada pelo Espírito de profecia, e tornou-se terna e pensativa, e como causaria grande angústia a Eli, ele demorou muito a falar. Ele não abriu a boca sobre o assunto até que ele foi abordado por Eli, e então ele fez isso como um dever sagrado. Os jovens cristãos devem falar muito do seu Senhor e do Seu evangelho. Deus me livre que eu deveria impedi-los! Mas será bom que falem, não porque seja agradável, mas porque devem. Devemos dizer a Palavra divina porque há um ai em nós se a retivermos. Não devemos ser impertinentes, mas solenemente sob restrição. Muito zelo é muito natural, mas muito sem valor, porque sua fonte não é divina. Aquele zelo que é estimulado e sustentado por um poder
19
celestial, que nos faz sentir que devemos falar ou as próprias pedras clamariam contra nós - este zelo, eu digo, é de um tipo eficaz, e quanto mais melhor. Se eu apenas sinto que posso, ou não, dizer o que acho que ouvi do Senhor, a probabilidade é que seja melhor ficar em silêncio. A verdadeira palavra profética é como fogo nos ossos, e deve sair, e ainda assim, quando é falada, é como os lábios que foram tocados por uma brasa do altar. Samuel fez o seu trabalho com muito cuidado e completamente. Nós lemos, “e Samuel disse-lhe tudo, e não escondeu nada dele”. Ele não disse mais nada e nada menos do que Deus falara. Você sabe como é difícil repetir uma história corretamente. Você pode experimentá-lo em sua própria mesa, com todas as pessoas boas ao seu redor. Sussurre uma história no ouvido da próxima pessoa e deixe que ela a repita da mesma maneira, de um para o outro, e quando chegar ao círculo pequeno, será um assunto muito novo. Adições e subtrações são ervas daninhas que são difíceis de manter fora do jardim da conversa. Ai! Não é bom mesmo para a Palavra
20
do Senhor; tanto adicionar ou tirar dela! Mas o menino Samuel repetiu sua história corretamente, porque o temor do Senhor estava sobre ele. Quando você diz o evangelho, diga-o corretamente, pois é maravilhosamente fácil fazer outro evangelho dele, e a tendência para fazê-lo é muito poderosa nestes dias. Quantos estão proclamando um evangelho mutilado e não estão contando “cada centímetro”! Alguma parte da revelação que eles acham alta demais, ou seca demais, ou ortodoxa demais, ou algo demais ou outro, e assim seu convencimento arrogante os induz a deixarem-na de fora. Oh, não seja assim, eu te peço! Samuel deve ser elogiado que, quando ele teve que dizer a Eli o que Deus havia dito, ele nada disse. Digam o evangelho, vós, ministros de Cristo! Deem a Cristo o que lhe é devido. Deem proporção justa a cada verdade. Não magnifiquem uma doutrina à exclusão de outra, mas esforcem-se para pintar o retrato da revelação com todas as características em seu lugar e em devida proporção com o restante. É uma grande sabedoria poder repetir plena e
21
fielmente o que Deus nos falou. Que o Espírito Santo nos ajude aqui! Foi um dever muito doloroso, que a criança santa foi chamada a realizar. Samuel amava seu pai adotivo e, para ele, mencionar a tremenda desgraça pronunciada sobre a casa de Eli deve ter-lhe causado grande pesar de espírito. Mas ele repetiu corajosamente as pavorosas palavras do Altíssimo. Existem certas verdades na palavra de Deus que nós trememos só de pensar. Você pensa que temos algum prazer na doutrina do castigo eterno? Nós falamos da ira vindoura, e do castigo eterno que Deus distribui ao impenitente, com temor e tremor, mas falamos disso porque não podemos escapar da convicção de que é ensinado na palavra de Deus. Como Samuel foi obrigado a dizer a Eli a maldição inalterável que Deus havia pronunciado sobre sua casa, assim devem os servos fiéis de Deus, no cumprimento de seu dever, falar da condenação dos ímpios, e nunca recuar de avisá-los. Ó meus ouvintes, “Aquele que não crê será condenado”, é tão verdadeiro quanto “Aquele que crer e for batizado será salvo”. Devemos falar todo o evangelho, ou então o sangue das
22
almas manchará nossas vestes no último grande dia. Por mais doloroso que seja um dever, não deixa de ser obrigatório para nós. Mas então, no caso de Samuel, era um dever óbvio. Deve ter ficado claro para o jovem profeta que ele deve dizer a Eli o que tanto o preocupava. Essa conclusão seria alcançada sem muito raciocínio. Se Deus tivesse falado com Samuel, só poderia ser para que ele dissesse a Eli. Meu leitor, se o Senhor lhe disse alguma coisa sobre coisas eternas, Ele revelou que você pode entregá-lo. A verdade não é a propriedade privada de um homem, para ser mantida a sete chaves, como um tesouro secreto para enriquecimento pessoal. Tudo o que você sabe sobre Cristo, diga isso. Tudo o que você sabe sobre a salvação e a graça soberana, diga. É revelado a você para que você leve no ar como uma tocha de fogo, para a iluminação dos outros. Deus não falará novamente ao homem que não espalhar a sua verdade. Samuel percebeu seu dever claramente. E, queridos amigos, comunicar a mensagem de Deus era um dever muito importante para o menino Samuel. Leia o que Eli disse para ele. “Peço-lhe, não esconda de mim: Deus faça assim a você, e mais ainda, se você esconder qualquer
23
coisa de mim de todas as coisas que Ele disse a você.” Meu irmão no evangelho, e se você e eu deveríamos reter alguma parte dolorosa da mensagem de Deus, e Deus deveria fazer isso para nós e mais também? Não suporto perder-me e, no entanto, ficarei perdido se me recusar a alertar os outros sobre o perigo deles e sobre a desgraça da incredulidade. Não suporto ser lançado fora para sempre da presença de Deus; todavia, este ai será para mim se não pregar o evangelho e não declarar todo o conselho de Deus. O resultado da descrença e do pecado nos outros cairá sobre nós se não os advertirmos. Ó senhores, se formos infiéis, Deus nos tratará no Dia do Juízo, como Ele lidará com os iníquos; esta é uma perspectiva terrível para nós. Que nunca nos atrevamos a acalmar as partes mais severas da história e lisonjear os homens em seus pecados, pois, se fizermos isso, Deus nos trará uma porção com os condenados! Se semeamos travesseiros para suas cabeças e sacudimos seus berços com nosso suave discurso, sua eterna ruína jaz à nossa porta. Como devemos suportar quando Deus "fizer isso para nós e mais também", porque retivemos a Sua mensagem dos filhos dos homens que tanto precisavam? Resolvamos, que venha o que vier, não reteremos nada da verdade que o Senhor nos confiou. Uma falsa testemunha de Deus, um
24
mentiroso para as almas dos homens, que sentença pode ser maior do que os seus desertos? É possível sermos muito sinceros aqui? Eu já disse o suficiente sobre o texto em sua primeira luz, e eu oro por um resultado prático disso. O Senhor fala aos homens e convém que eles ouçam com reverência e apliquem sua palavra com solene fidelidade e seriedade. II. Vamos agora ver a questão como ela vem de ELI. Eu entendo pela pergunta de Eli, primeiro, que devemos aprender de boa vontade, até mesmo de uma criança. "O que! Devo eu, um homem de setenta ou oitenta anos, aprender com uma criança?”, Diz um deles. Sim, a menos que você seja mais tolo do que Eli, você pode fazer isso. Eli, com todas as suas falhas, estava disposto a ouvir o que Deus poderia falar, mesmo que ele ouvisse dos lábios do menino Samuel. Como as pessoas são imprudentes quando não ouvem um homem, mas decidem que ele não sabe nada! Alguns não ouvem a mais preciosa verdade dos lábios de um homem que desprezam. Certos dos frades nos dias de Lutero confessaram que muito do que Lutero disse era muito verdadeiro, e uma reforma certamente era muito necessária, mas então, eles não o teriam de um tal companheiro como Lutero - um monge renegado, também, que falou tão
25
grosseiramente! Erasmo poderia ser suportado, mas Lutero fez um barulho sobre isso. O ensino é frequentemente julgado, não por seu próprio valor, mas pelos preconceitos que as pessoas podem ter em relação à fonte de onde provém. "Eu não gosto dele", diz um deles. Bem, o que importa se você gosta dele ou não? O que ele diz? Se uma coisa é verdade, não importa quem diz isso. Acredite. Se um bebê pudesse ser colocado no púlpito e pregasse o precioso evangelho de Cristo, sua voz seria mais digna de ser ouvida do que toda a eloquência de homens de idade e renome, cujo objetivo poderia ser o de derrubar a fé dos homens. Deixe a verdade vir de onde vier, e receba-a. Se Deus falou, ainda que seja apenas para um menino, esteja pronto para perguntar-lhe: “O que o Senhor disse a você?” Em seguida, aprenda com Eli que devemos estar dispostos a conhecer o pior do nosso caso. Deixe-me repetir essa palavra; Devemos estar dispostos a conhecer o pior do nosso caso. Eu tenho usado essa expressão em minhas próprias orações muitas vezes - “Senhor, deixe-me saber o pior do meu caso.” Eu a sugiro como uma excelente petição. Certamente, não queremos ser deixados no paraíso dos tolos, satisfeitos com a ideia de que somos ricos e aumentamos em bens, e não precisamos de nada, quando o tempo todo estamos nus, pobres e miseráveis. Desejamos ser informados sobre nossa
26
condição. Saberíamos até mesmo a terrível verdade, a verdade humilhante, que alguns chamariam de verdade degradante - se é que é verdade. Desejamos ser degradados, se conhecer a verdade nos faria sentir degradados. Melhor no abismo de uma verdade do que no cume de uma falsidade. Desejamos estar à nossa própria vista o que somos aos olhos de Deus. Não seríamos envergonhados, hipócritas, fingidores estressados, mas seríamos homens bons e verdadeiros. Caro amigo, não fique zangado por esta razão com o ministro se, quando você vai ouvi-lo no dia do Senhor, seu texto não é uma promessa, ou uma doce parte da doutrina, mas uma advertência, uma exortação, ou mesmo uma condenação. Prepare suas costas para o chicote. Se o servo do Senhor não tiver nada para dar, senão o que vem do frasco amargo, não faça caretas. Se ele é o mordomo do Senhor e trata da verdade de Deus, não discuta com ele, para que não seja encontrado lutando com o seu Criador. Tome a porção, ou eu poderia dizer a poção; que pode ser o que você precisa. Se Deus lhe enviou uma poção amarga, será melhor para você do que as mais delicadas guloseimas que um lisonjeador de língua macia poderia preparar. Chore para que Deus procure você e faça com
27
que você conheça sua verdadeira condição como diante de Seu rosto. Em seguida, devemos desejar ouvir toda a palavra de Deus. Devemos dizer ao nosso ministro: “Peço-lhe que não esconda isso de mim. Qual é a coisa que o Senhor disse a você?” Oh, que nossos ouvintes desejassem isto de nós! Peçam-nos, sim, implorem-nos que lhes digamos tudo o que sabemos da verdade e, quando tiverem ouvido tudo o que sabemos sobre a verdade, examinem as Escrituras e descubram um pouco mais, para que sejam bem instruídos na verdade sobre coisas que fazem a sua paz. Seja como Eli, com medo de ter algo guardado em você e ansioso para ter informações completas. Como Eli, devemos exigir fidelidade. Devemos dizer ao professor, ao amigo que está lidando com nossa alma: “Peço-lhe que não esconda isso de mim; mas seja fiel a mim ”. Você não vai a um cirurgião para que ele possa falsamente lhe assegurar que você não tem qualquer doença, e espero que você não venha aqui para que eu possa lhe dar um conforto inseguro, e fazer você se sentir contente no pecado. Não, amado, se você se acertar, dirá: “Vou ouvir a palavra quando vou a um médico,
28
para que meu caso seja verdadeiramente descrito e tratado com honestidade por alguém que toma os remédios de seu Mestre. Não ouça o que te deixa contente consigo mesmo, mas o que te leva a buscar coisas mais elevadas e melhores. Que aqueles que são tolos desejem ser embalados no sono mortal da ilusão, mas por si mesmos busquem a verdade, toda a verdade e nada mais que a verdade, e amem o que os humilha, e os aproxima de seu Senhor. Queridos leitores, orem por nós que somos pregadores do evangelho, para que sejamos fiéis e assim continuemos. Você sabe que as correntes predominantes desses tempos são para o ensino que agrada à carne. Os homens aspiram a ser espertos e, para esse fim, devem parecer pensadores ousados, altamente cultos e distantes das antigas noções desgastadas de ortodoxia. Muitas são as exibições florais nos sermões! Feixes de trigo são simples e rústicos. Esta é a idade de buquês e coroas de flores raras. Paulo deve dar lugar a Browning e Davi a Tennyson. Irmãos, há o suficiente no negócio da novidade sem nós, e temos algo melhor para fazer. Temos que prestar contas ao nosso Deus sobre o que fazemos e dizemos, e se fomos assassinos de almas, não será desculpa que adornamos bem a adaga, ou que, quando lhes demos veneno, misturamos o esboço
29
inteligentemente, e o apresentamos com frases poéticas. Ore por nós para que possamos estar livres do sangue de todos os homens. Mantenha-nos certos, dizendo-nos: “Qual é a coisa que o Senhor disse a você? Eu peço para que você não esconda isso de mim!” III. E agora, concluímos considerando a pergunta PARA NÓS PRÓPRIOS. Eu quero colocar uma série de perguntas muito rapidamente e com grande solenidade. Já pedimos ao Senhor para falar conosco? Sim, sim, minha irmã, sei que você tem pedido, e você, meu irmão; você fez ainda mais, porque Deus já falou com você. Mas aqui, nas noites de quinta-feira, há muitas pessoas não convertidas, e estou muito feliz por você se importar em vir passar uma semana à noite em um lugar como este. Eu não atribuo a sua presença em todos os casos ao motivo mais elevado, pois você vem para ouvir um pregador, de quem você ouviu falar muito, e em outro momento você irá ouvir um orador notável em outro lugar. Você já disse para si mesmo: "Eu vou ouvir o que Deus o Senhor vai falar"? Este seria um objetivo muito melhor do que ouvir retórica de humanos. Você se trancou no seu quarto, ou foi para a floresta, subiu no topo de uma colina
30
ou sentou-se à beira do mar e disse: “Fale para mim, Senhor! Se há vozes do eterno e do invisível, aqui estou eu para ouvi-las. Por misericórdia fale comigo”? Meu querido leitor, você é criatura de Deus, e você nunca ouviu a voz do seu Criador? Você se considera filho de Deus, e você vive pelo mês inteiro e nunca ouve a voz do seu pai? Isso é lamentável - infelizmente! É censurável. Eu pressiono a pergunta para que a leve para casa. Você já pediu ao Senhor para falar com você? Em seguida, todos nós consideramos o que Deus falou? Quando éramos jovens, em um dia de domingo, ouvimos uma palavra do púlpito que parecia passar através de nós, e de vez em quando nós desejávamos que pudéssemos ir para casa em nossa sala para orar, e quando chegamos em casa fechamos a porta do quarto e gritamos em nossa ansiedade, porque nem tudo estava bem entre Deus e nossas almas. Mas o que aconteceu com isso? As lágrimas que derramou foram as provas da conversão vindoura? Não é verdade que a segunda-feira nos encontrou em nossos velhos truques? Nós tínhamos esquecido que tipo de homens nós éramos. Não foi assim? Ainda é assim com alguns de vocês? Deus falou, falou, falou e falou de novo, e você ainda age como a serpente, que não ouve, embora o encantador encante com
31
sabedoria? Você é como o burro e como a mula que não tem entendimento e precisa de um pouco de freio antes de obedecer ao seu Mestre? O Senhor tenha piedade de você se for assim! Se você foi brutal e obstinado, a graça pode subjugá-lo. Uma outra pergunta é esta: Nós moldamos nossas vidas pelo que Deus disse? Eu conheço muitas pessoas que leem suas Bíblias e sabem o que as Escrituras significam, mas elas nunca praticam o que Deus diz a elas. Entre as demais eles negligenciam essa grande promessa do evangelho - “Quem crer e for batizado será salvo”. Eles não creram nem foram batizados. Eles são obrigados a fazer isso e aquilo como crentes, e, declarando-se crentes, eles ainda recusam obediência ao seu Senhor. Ó meus leitores, conhecer a palavra de Deus e não para pô-la em prática, é fazer varas para as tuas próprias costas, pois aquele que conhecia a vontade do seu Mestre e não a fez, foi açoitado com muitos açoites. Quanto mais você souber, mais açoites virão sobre você, se você tiver conhecimento apenas, e não obediência. Esta palavra verdadeira não se aplica a alguns que estão sentados aqui neste momento? Deus conceda que possa levar os “que são apenas
32
ouvintes” a se tornarem “praticantes da palavra”! Em seguida, irmãos, contamos o que sabemos? Esse é um ponto prático. Falo com um bom número de homens e mulheres cristãos que teriam que confessar: “Não; eu sou como Samuel, até agora que temo dizer a Eli a visão recebida.” Você ia falar com a pessoa, que estava sentada no banco com você no outro domingo, e você quase soltou uma palavra, mas ela morreu no seu lábios. Para as palavras ociosas, você terá que prestar contas a Deus. Você queria orar com seu filho, mãe, mas ainda não o fez. E se ele morrer antes de você ter feito isso? Bom amigo, você queria falar com o homem no banco ao lado de sua oficina. Ah, você quis fazer isso tantas vezes! Eu tinha um amigo, um amigo querido, que está agora como confio, no céu, e havia um homem que costumava receber ordens dele por bens e trazê-los para ele quando terminava. Ele era um trabalhador bom e pontual, mas não um cristão. Bem, meu amigo pretendia - ah! Ele pretendia por anos - ter uma conversa tranquila com aquele trabalhador
33
sobre sua alma. Um dia a mercadoria entrou, mas uma mulher as trouxe. Ela disse: “Eu sou a esposa de Fulano. Ele terminou estes bens, mas ele está morto. O amigo disse que as palavras eram como uma bala no coração, pois tantas vezes ele pensara no homem, e muitas vezes dizia para si mesmo: "Eu devo e falarei com ele na próxima vez que ele ligar", mas de alguma forma, quando ele veio na loja, os negócios eram rápidos e ele examinou os produtos e pagou por eles o mais rápido que pôde, e nunca iniciou uma conversa. Agora o homem estava além do alcance do aviso ou instrução. Não seja assim com qualquer pessoa com quem você entre em contato. Faça como Samuel fez; diga tudo isso se eles pedirem para você contar, ou se eles não pedirem para você contar. Aqueles que não perguntam são probabilísticos. Existe uma arte em conversas privadas, eu acredito. Alguns de nossos queridos amigos estão sempre dizendo o evangelho por todos os lados, e eles parecem fazê-lo com muita facilidade. Também falo do meu Senhor para as pessoas, mas devo confessar que não me é tão fácil falar com um indivíduo como pregar para milhares. Devemos nos orientar para isso. Essa arte de fazer contato íntimo com indivíduos é algo que devemos cultivar, e não devemos ficar satisfeitos até que nos tornemos especialistas
34
nela, pois é uma das principais maneiras pelas quais os homens são salvos. Por fim, há uma pergunta que gostaria de fazer: Nossos filhos nos repreendem? Talvez não tenhamos filhos agora; eles são todos crescidos, mas possivelmente temos netos. O pequeno Samuel foi para Eli como um neto. Seus filhos cresceram e deixaram-no, mas aqui estava este pequeno trazido ao templo para ministrar lá, e o velho veio a ser repreendido por esta criancinha. Eu tenho conhecido alguns - talvez eles estejam agora presentes - que são pais sem Deus, pais bêbados, mas seus netos são membros da igreja e bons, amáveis, ternos, adoráveis e úteis filhos também. Avôs, você está indo para o inferno enquanto seus netos estão indo para o céu? Eu te ordeno pelo Deus vivo, diante de quem você certamente deve ficar, olhe para os seus pequeninos, e ouça suas orações, e ouça seus hinos, você poderia suportar estar eternamente separado deles? E pais, isso deve vir para casa perto de você. Você conhece aquela sua menina; como você a ama! Seu coração está ligado em sua filhinha. Ela é tudo o que uma criança pode ser para um pai, mas muitas vezes ela chora porque tenta fazer com que você ouça o evangelho, e você não virá. O domingo para você não é o que é para ela, e
35
isso a aflige. Você estava fazendo um trabalho no domingo passado, não foi? E seu filho disse: "Pai, venha para a casa de Deus”, mas você não viria e isto doía em seu filho. Você terá em mente uma verdade solene? Se sua filha vai para a direita e você vai para a esquerda, provavelmente você está se separando para sempre. Não é possível que o caminho do pecado termine onde o caminho da justiça terminará. Não escolha a separação eterna de seus entes queridos que amam o Senhor. Pense nessas coisas, porque, em um dia de domingo, quando celebramos a Ceia do Senhor, alguns de vocês têm que ir embora e deixar uma esposa ou um filho querido para trás para comungar na festa sagrada. Muitos pensamentos são agitados nesse momento de divisão. Eu desejo que tal busca de coração possa surgir esta noite em séria sinceridade. Haverá choro - haverá choro no tribunal de Cristo, e se as crianças agora repreenderem seus amigos sem Cristo, qual será o trovão daquela repreensão quando eles forem arrebatados para o trono do Altíssimo, e seus parentes ímpios forem lançados para sempre no lago de fogo preparado para os ímpios? Deus abençoe a todos vocês ricamente, pelo amor de Jesus! Amém. PARTE DAS ESCRITURAS LIDAS ANTES DO SERMÃO - 1 SAMUEL 2: 27-36; 3.
36
CARTA DO SR. SPURGEON Caros Amigos, Espero que em breve volte ao meu púlpito com força renovada. Eu tenho grande alegria ao ouvir dos leitores que os sermões que eu tenho emitido do meu lugar de descanso foram muito apreciados por eles. Será um luxo falar novamente em nome do Senhor na grande congregação; mas a oração é fervorosamente solicitada para que a Palavra possa estar com poder. Eu peço uma petição especial em meu nome enquanto o leitor termina este sermão. Mentone, 9 de janeiro de 1891, Seu servo carente, C. H. SPURGEON
37
1 Samuel – 2 1 Então, orou Ana e disse: O meu coração se regozija no SENHOR, a minha força está exaltada no SENHOR; a minha boca se ri dos meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. 2 Não há santo como o SENHOR; porque não há outro além de ti; e Rocha não há, nenhuma, como o nosso Deus. 3 Não multipliqueis palavras de orgulho, nem saiam coisas arrogantes da vossa boca; porque o SENHOR é o Deus da sabedoria e pesa todos os feitos na balança. 4 O arco dos fortes é quebrado, porém os débeis, cingidos de força. 5 Os que antes eram fartos hoje se alugam por pão, mas os que andavam famintos não sofrem mais fome; até a estéril tem sete filhos, e a que tinha muitos filhos perde o vigor. 6 O SENHOR é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz subir. 7 O SENHOR empobrece e enriquece; abaixa e também exalta.
38
8 Levanta o pobre do pó e, desde o monturo, exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são as colunas da terra, e assentou sobre elas o mundo. 9 Ele guarda os pés dos seus santos, porém os perversos emudecem nas trevas da morte; porque o homem não prevalece pela força. 10 Os que contendem com o SENHOR são quebrantados; dos céus troveja contra eles. O SENHOR julga as extremidades da terra, dá força ao seu rei e exalta o poder do seu ungido. 11 Então, Elcana foi-se a Ramá, a sua casa; porém o menino ficou servindo ao SENHOR, perante o sacerdote Eli. 12 Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR; 13 pois o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes na mão; 14 e metia-o na caldeira, ou na panela, ou no tacho, ou na marmita, e tudo quanto o garfo tirava o sacerdote tomava para si; assim se fazia a todo o Israel que ia ali, a Siló.
39
15 Também, antes de se queimar a gordura, vinha o moço do sacerdote e dizia ao homem que sacrificava: Dá essa carne para assar ao sacerdote; porque não aceitará de ti carne cozida, senão crua. 16 Se o ofertante lhe respondia: Queime-se primeiro a gordura, e, depois, tomarás quanto quiseres, então, ele lhe dizia: Não, porém hás de ma dar agora; se não, tomá-la-ei à força. 17 Era, pois, mui grande o pecado destes moços perante o SENHOR, porquanto eles desprezavam a oferta do SENHOR. 18 Samuel ministrava perante o SENHOR, sendo ainda menino, vestido de uma estola sacerdotal de linho. 19 Sua mãe lhe fazia uma túnica pequena e, de ano em ano, lha trazia quando, com seu marido, subia a oferecer o sacrifício anual. 20 Eli abençoava a Elcana e a sua mulher e dizia: O SENHOR te dê filhos desta mulher, em lugar do filho que devolveu ao SENHOR. E voltavam para a sua casa. 21 Abençoou, pois, o SENHOR a Ana, e ela concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR.
40
22 Era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres que serviam à porta da tenda da congregação. 23 E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Pois de todo este povo ouço constantemente falar do vosso mau procedimento. 24 Não, filhos meus, porque não é boa fama esta que ouço; estais fazendo transgredir o povo do SENHOR. 25 Pecando o homem contra o próximo, Deus lhe será o árbitro; pecando, porém, contra o SENHOR, quem intercederá por ele? Entretanto, não ouviram a voz de seu pai, porque o SENHOR os queria matar. 26 Mas o jovem Samuel crescia em estatura e no favor do SENHOR e dos homens. 27 Veio um homem de Deus a Eli e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando os israelitas ainda no Egito, na casa de Faraó? 28 Eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel para ser o meu sacerdote, para subir ao meu altar, para queimar o incenso e para trazer a estola sacerdotal perante mim; e dei à casa de
41
teu pai todas as ofertas queimadas dos filhos de Israel. 29 Por que pisais aos pés os meus sacrifícios e as minhas ofertas de manjares, que ordenei se me fizessem na minha morada? E, tu, por que honras a teus filhos mais do que a mim, para tu e eles vos engordardes das melhores de todas as ofertas do meu povo de Israel? 30 Portanto, diz o SENHOR, Deus de Israel: Na verdade, dissera eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém, agora, diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos. 31 Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais velho nenhum em tua casa. 32 E verás o aperto da morada de Deus, a um tempo com o bem que fará a Israel; e jamais haverá velho em tua casa. 33 O homem, porém, da tua linhagem a quem eu não afastar do meu altar será para te consumir os olhos e para te entristecer a alma; e todos os
42
descendentes da tua casa morrerão na flor da idade. 34 Ser-te-á por sinal o que sobrevirá a teus dois filhos, a Hofni e Fineias: ambos morrerão no mesmo dia. 35 Então, suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o que tenho no coração e na mente; edificar-lhe-ei uma casa estável, e andará ele diante do meu ungido para sempre. 36 Será que todo aquele que restar da tua casa virá a inclinar-se diante dele, para obter uma moeda de prata e um bocado de pão, e dirá: Rogo-te que me admitas a algum dos cargos sacerdotais, para ter um pedaço de pão, que coma. 1 Samuel – 3 1 O jovem Samuel servia ao SENHOR, perante Eli. Naqueles dias, a palavra do SENHOR era mui rara; as visões não eram frequentes. 2 Certo dia, estando deitado no lugar costumado o sacerdote Eli, cujos olhos já começavam a escurecer-se, a ponto de não poder ver,
43
3 e tendo-se deitado também Samuel, no templo do SENHOR, em que estava a arca, antes que a lâmpada de Deus se apagasse, 4 o SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui! 5 Correu a Eli e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei; torna a deitar-te. Ele se foi e se deitou. 6 Tornou o SENHOR a chamar: Samuel! Este se levantou, foi a Eli e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei, meu filho, torna a deitar-te. 7 Porém Samuel ainda não conhecia o SENHOR, e ainda não lhe tinha sido manifestada a palavra do SENHOR. 8 O SENHOR, pois, tornou a chamar a Samuel, terceira vez, e ele se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Então, entendeu Eli que era o SENHOR quem chamava o jovem. 9 Por isso, Eli disse a Samuel: Vai deitar-te; se alguém te chamar, dirás: Fala, SENHOR, porque o teu servo ouve. E foi Samuel para o seu lugar e se deitou.
44
10 Então, veio o SENHOR, e ali esteve, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel! Este respondeu: Fala, porque o teu servo ouve. 11 Disse o SENHOR a Samuel: Eis que vou fazer uma coisa em Israel, a qual todo o que a ouvir lhe tinirão ambos os ouvidos. 12 Naquele dia, suscitarei contra Eli tudo quanto tenho falado com respeito à sua casa; começarei e o cumprirei. 13 Porque já lhe disse que julgarei a sua casa para sempre, pela iniquidade que ele bem conhecia, porque seus filhos se fizeram execráveis, e ele os não repreendeu. 14 Portanto, jurei à casa de Eli que nunca lhe será expiada a iniquidade, nem com sacrifício, nem com oferta de manjares. 15 Ficou Samuel deitado até pela manhã e, então, abriu as portas da Casa do SENHOR; porém temia relatar a visão a Eli. 16 Chamou Eli a Samuel e disse: Samuel, meu filho! Ele respondeu: Eis-me aqui! 17 Então, ele disse: Que é que o SENHOR te falou? Peço-te que mo não encubras; assim Deus
45
te faça o que bem lhe aprouver se me encobrires alguma coisa de tudo o que te falou. 18 Então, Samuel lhe referiu tudo e nada lhe encobriu. E disse Eli: É o SENHOR; faça o que bem lhe aprouver. 19 Crescia Samuel, e o SENHOR era com ele, e nenhuma de todas as suas palavras deixou cair em terra. 20 Todo o Israel, desde Dã até Berseba, conheceu que Samuel estava confirmado como profeta do SENHOR. 21 Continuou o SENHOR a aparecer em Siló, enquanto por sua palavra o SENHOR se manifestava ali a Samuel.

Publicado no site: O Melhor da Web em 18/01/2019
Código do Texto: 139071
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):