Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto


Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MANUELA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6281

 
Textos & Poesias || Poema
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Paráfrase (Pedro Mexia) (+tradução italiana)
08/02/2019
Autor(a): MANUELA
VOTE!
TEXTO ELEITO
13
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Paráfrase (Pedro Mexia) (+tradução italiana)

Este poema começa por te comparar
com as constelações,
com os seus nomes mágicos
e desenhos precisos,
e depois
um jogo de palavras indica
que sem ti a astronomia
é uma ciência infeliz.

Em seguida, duas metáforas
introduzem o tema da luz
e dos contrastes
petrarquistas que existem
na mulher amada,
no refúgio triste da imaginação.

A segunda estrofe sugere
que a diversidade de seres vivos
prova a existência
de Deus
e a tua, ao mesmo tempo
que toma um por um
os atributos
que participam da tua natureza
e do espaço criador
do teu silêncio.

Uma hipérbole, finalmente,
diz que me fazes muita falta.
_____________________________________


Tradução italiana de Manuela Colombo


PARAFRASI

Questa poesia comincia paragonandoti
alle costellazioni,
coi loro nomi magici
e i loro disegni esatti,
e poi
un gioco di parole indica
che senza di te l’astronomia
è una scienza infelice.

Successivamente, due metafore
introducono il tema della luce
e dei contrasti
petrarcheschi che esistono
nella donna amata,
nel triste rifugio dell’immaginazione.

La seconda strofa suggerisce
che la diversità degli esseri viventi
dimostra l’esistenza
di Dio
e la tua, e insieme
elenca uno ad uno
gli attributi
che caratterizzano la tua natura
e il respiro creativo
del tuo silenzio.

Un’iperbole, infine,
dice che mi manchi tanto.


Publicado no site: O Melhor da Web em 08/02/2019
Código do Texto: 139202
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):