Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Rendição Incondicional



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Cinco Declarações Divinas
10/03/2019
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Cinco Declarações Divinas


Sermão nº 2793
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido por Jônatas Alves
Adaptado e Editado por Silvio Dutra
Mar/2019
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Cinco Declarações Divinas / Charles H. Spurgeon
Tradução Jônatas Alves. Adaptação e edição
Silvio Dutra Alves – Rio de Janeiro, 2019
35p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
“Certamente, alguém dirá, no SENHOR eu tenho justiça e força: até a ele virão os homens; e todos os que estiverem contra ele se envergonharão. No SENHOR toda a semente de Israel será justificada e gloriará”. (Isaías 45:24, 25) Se você ler cuidadosamente o capítulo do qual nosso texto foi tirado, você deve notar o alto estilo que Deus aqui adota. Ele fala como um rei - não, mais, ele fala como um Deus, como tem o direito de fazer, porque é Deus. Davi diz no Salmo 29: “A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de majestade.” Podemos ouvir essa voz poderosa e majestosa neste capítulo. O Senhor aqui fala sobre os homens que vêm a Ele, confessando a Ele e obedecendo a Ele, sem inserir qualquer “se” quanto à sua própria vontade na questão, ou levantando qualquer questão sobre se Ele pode realizar o que Ele promete. Ouça atentamente estas palavras no versículo antes do nosso texto, pois elas são muito fortes e convincentes: “Por mim mesmo tenho jurado; da minha boca saiu o que é justo, e a minha palavra não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua.” O Senhor coloca ênfase incomum no juramento irrevogável que jurou e diz que jamais se lembrará da palavra que saiu de sua
4
boca. Ele fala com o mesmo poder que dizia: "Haja luz: e houve luz". Em uma palavra, Ele fala divinamente; e, portanto, Ele pode cumprir o que Ele declarou. "Mas", alguém diz, "os homens são agentes livres". Quem negou isso? “Mas os homens não se dobrarão diante dele a menos que estejam dispostos a fazê-lo”. Quem disse que eles o fariam? No entanto, Aquele que tem o poder de controlar a liberdade da vontade humana - Aquele que governa, não apenas sobre objetos inanimados, e sobre criaturas cujas vontades são alegremente subordinadas a Ele, mas mesmo sobre almas que são naturalmente rebeldes - ainda tem um caminho de transformá-los de acordo com a sua própria mente. Ele fala na majestade de Sua soberania, e jura que todo joelho se curvará diante dEle, e que todos O reconhecerão como sendo o único supremo Senhor e Governador. É verdade que existem duas maneiras pelas quais os homens serão obrigados a dobrar o joelho diante de Deus. Alguns deles se curvarão contra a vontade quando sentirem o peso de sua barra de ferro. Outros devem se curvar diante dEle quando sentirem o poder de Sua graça. Vou ler meu texto dessa maneira doce e misericordiosa, e acho que o contexto nos justifica em lê-lo. Eu quero que você veja como o poder de Deus sobre a humanidade é exercido
5
em um caminho de graça, embora também seja verdade que Seu poder é colocado em um modo de julgamento para aqueles que rejeitam Sua misericórdia. Eu li, com prazer, as expressões do meu texto como os decretos, e determinações, e promessas, e declarações do Deus da graça, que afirma que os homens dirão: “No Senhor temos justiça e força; os homens vêm; e todos os que estiverem contra ele se envergonharão. No Senhor, toda a semente de Israel será justificada e se gloriará ”. Não há dúvida sobre essa grande verdade; Cristo não morreu em vão, o evangelho não foi enviado ao mundo para nada. Haverá um povo “salvo no Senhor com uma salvação eterna”. Haverá uma multidão que nenhum homem pode contar que se incline diante do Salvador. Haverá uma recompensa adequada pelo trabalho da Sua alma, que satisfará até o coração infinito do grande Filho de Deus.
I. Existem cinco declarações divinas no texto; a primeira é esta, que haverá um povo que possua a verdade acerca de Deus. Nossa versão diz: “Certamente, alguém dirá, no Senhor eu tenho justiça e força;” mas há outras leituras que parecem mais precisas. “Os homens dirão: No Senhor há justiça e força”, seria uma tradução tão correta, ou até mesmo mais. Significa que haverá um povo que confessará que em Deus há justiça e força. Primeiro, eles verão esses como
6
Seus atributos. Todos devem poder ver claramente as evidências da força de Deus. Muitos estremecem de terror diante do trovão de Seu poder, mas não veem ou não podem ver a justiça de Deus. Eles começam a acusá-lo, de um ponto ou outro, de ser injusto no trato com os filhos dos homens. Sempre foi assim, e assim será enquanto os ímpios estiverem na terra; mas ainda haverá um povo que estará apto, porque seus olhos foram tocados com o colírio para os olhos do céu, para ver que a força de Deus está sempre associada à retidão. Eles perceberão o que a natureza humana muitas vezes se recusa a perceber - que Deus é tão bom quanto Ele é grande e tão justo quanto forte. Até mesmo as coisas terríveis que eles verão para serem “coisas terríveis em retidão”. Eles deixarão de questionar qualquer coisa feita pelo Altíssimo, e se submeterão sem reservas ao Seu soberano domínio. Este é um dos milagres da graça de Deus, mas é um milagre que nunca cessará enquanto Deus se sentar no trono que governa sobre todos. Mais do que isso, nosso texto significa que haverá um povo que verá que toda a sua justiça e força devem ser encontradas em Deus. Cada um deles dirá: “No Senhor tenho justiça e força.” Outros homens podem achar que podem encontrar retidão em suas próprias ações, mas o povo do Senhor sabe que a obra da justiça foi realizada em sua plenitude somente
7
por Jesus Cristo, o Filho de Deus, e eles se contentam em aceitar a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo, e assim tornarem-se justos diante de Deus como Abraão, porque ele “creu em Deus, e isso lhe foi atribuído por justiça”. Nunca deve deixar de fora da face da terra um povo que deve sentir que toda a sua justiça é encontrada no "Senhor, nossa Justiça", que justifica o ímpio; e eles também encontrarão sua força nEle. Eles devem estar conscientes de sua própria fraqueza; eles perceberão que não têm força para correr pelos caminhos da santidade por si mesmos; mas eles buscarão ajuda no Espírito Santo e confiarão no Senhor para sustentá-los e preservá-los nos caminhos da integridade até o fim. Estou me dirigindo a muitos crentes que podem dizer: “No Senhor tenho justiça e força.” Você não tem nem retidão nem força à parte dEle, e você sabe disso; e é seu prazer confessar que você não espera encontrar nem retidão nem força em lugar algum, exceto nEle. Assim, você mostra que está repousando somente nEle e está ajudando a cumprir a promessa do texto de que sempre haverá um povo que saberá e sentirá que sua retidão e força são encontradas somente no Senhor. Além disso, eles não apenas saberão e sentirão isso, mas serão preparados abertamente para declará-lo, pois o texto diz: “Certamente, alguém dirá, no Senhor, eu tenho
8
justiça e força.” Alguns, que verdadeiramente conhecem o Senhor, são muito tímidos em confessá-lo e retém muito do que sabem a respeito dele; mas agradeço a Deus que sempre haverá um povo corajoso o suficiente para “defender Jesus”, custe o que custar. Havia muitas dessas pessoas quando, para confessar que a justiça e a força estavam somente no Senhor, envolvia a queima na fogueira daquele que fez tal confissão. Aquele que sustentava a doutrina luterana da justificação pela fé estava condenado a morrer; ele era caçado como se fosse um lobo ou um cachorro louco. Sua existência foi pensada para ser desagradável para a raça humana e, portanto, ele foi condenado à morte na forma mais dolorosa. Contudo, a perseguição não poderia impedir a confissão de fé em Jesus; pois, tão rápido quanto um foi morto, outro se adiantou para preencher seu lugar. Através de todos os séculos que se passaram desde a morte de Cristo, a grande verdade de que a força e a justiça não são encontradas nos homens, e não vem através do sacerdote, ou pelas obras humanas, e ritos e cerimônias, nunca deixou faltar homens e mulheres para se apresentarem para afirmar isso clara e ousadamente na cara de toda a humanidade, nem jamais desejará tais testemunhas enquanto o sol e a lua durarem. Alguns podem ser covardes e virarem as costas
9
no dia da batalha, mas Deus reservou para Si mesmo um povo que será corajoso por Ele até o fim; e deve o Racionalismo e o Ritualismo, nestes dias maus, devorar a força da Igreja de Deus, mas reservou para Si centenas de milhares cujos joelhos nunca se curvaram diante destes Baal modernos, e que nunca se curvarão; pois estes homens primeiro confessam sua fé somente a Deus, ajoelhando-se em oração e depois declarando corajosamente ao mundo, cada um por si: “Certamente, no Senhor, tenho justiça e força”. Eu me pergunto quantos de nós realmente conhecemos esta grande verdade em nossas almas mais íntimas, pois este é um dos assuntos mais importantes sobre os quais você já ouviu falar em todas as suas vidas. Se você acha que tem alguma justiça própria, está tristemente enganado. Se você acha que tem força própria que o levará ao céu, você está vivendo em erro grave. Você deve desmaiar e morrer, “como um caracol que se derrete”, se você confiar em si mesmo. Não há fundamento sobre o qual possamos nos edificar para assegurar as bênçãos da salvação eterna, mas Jesus Cristo, o Crucificado; e a única maneira de construir sobre esse fundamento é pela simples confiança nele. Se você está descansando somente sobre Ele por justiça e força, e tudo que você precisa, então está tudo bem com você; mas se você não
10
estiver fazendo isto, que o Senhor em misericórdia o faça nesta mesma hora! De vez em quando, queridos amigos, é aconselhável revermos nossas vidas passadas, olhar para trás e, honestamente, como à vista de Deus, fazer um resumo do que elas foram. Um cristão fez isso quando foi caluniado; ele então examinou sua carreira passada para ver se havia alguma base para a calúnia lançada sobre ele, e ele foi realmente feliz se ele foi capaz de resumir tudo ao dizer ao Senhor: “Eu tenho guardado os Teus preceitos e Teus testemunhos.” Com frequência, fazemos essas avaliações de nossas vidas em tempos de doença. Então estamos todos sozinhos e quietos; e sendo incapazes de atender nossos negócios mundanos, começamos a olhar para dentro, para ver como estamos diante de Deus. Possivelmente, não podemos nos erguer em nossa cama para olhar pela janela; ou, enquanto estamos acordados, nos relógios da noite, recordamos mentalmente toda a nossa carreira desde a nossa infância até àquela hora. E é verdadeiramente sábio da nossa parte fazê-lo; é então extremamente benéfico marcar o mal e arrepender-se dele, ou anotar o bem e agradecer a Deus por isso. Muitas pessoas piedosas separam momentos especiais para fazer esses exames. Seria bom se todos nós nos examinássemos todos os dias antes de adormecermos; algumas pessoas, se elas se
11
conhecessem melhor, não se gabariam tão alto quanto agora. Um olho mais aguçado talvez, torne a língua menos falante. Algumas pessoas gostam de passar por este processo com rigor peculiar em seus aniversários, ou no aniversário de sua conversão, ou no final de algum período notável de tempo. Sempre que é feito, está bem; e feliz, três vezes feliz é o homem que fecha a sua conta de si mesmo nas palavras do nosso texto: “No Senhor tenho justiça e força”. Quando chegamos a morrer é outra hora para fazer esta resenha. Olhando para trás do banco de prateleiras do grande rio, nossos olhos contemplam toda a trilha que percorremos. Vemos que a bondade e a misericórdia nos seguiram todos os dias da nossa vida, mas também vemos que nem sempre seguimos para a estrada do Rei, mas muitas vezes nos perdemos como uma ovelha perdida. Nós somos realmente abençoados se, apesar de tudo isso, ainda podemos sentir que o conjunto e o presente momento de nosso ser tem sido para o que é certo, para que possamos nos unir com o salmista ao dizer: “Eu tenho guardado os seus preceitos e testemunhos. porque todos os meus caminhos estão diante de Ti.”
Exorto vocês, jovens, que estão iniciando sua vida cristã, a começar um sólido fundamento, buscando as Escrituras para saber qual é a
12
vontade de Deus, e se entregando inteiramente à influência de Deus, o Espírito Santo, para que você não tenha uma vida quebrada, correndo por um tempo na direção errada, de modo que você tenha que voltar e começar de novo. Há alguns homens, que conheço, que parecem captar todas as novidades com as quais se deparam, mas logo desistem e partem em busca de outra coisa. Estas são as pessoas que precisam que apareçam novos profetas a cada semana. Eu disse a um indivíduo desse tipo, quando o encontrei na rua - e ele também era pregador - “Bem, o que você é agora?” Ele me disse: “Por que! Você me fez essa pergunta na última vez que me viu.” Eu disse: “Eu sei que sim, mas o que você é agora?” Ele era algo muito diferente do que ele tinha sido quando eu o conheci seis meses antes; e um ano depois, quando o vi novamente, eu o saudei da mesma forma. Eu disse: “Querido amigo, o que você é agora?” Ele ficou muito zangado comigo e disse que era uma pena que eu fizesse essa pergunta a ele; mas eu respondi: “Bem, não importa; o que você é agora?” E quando ele me disse, descobri que ele havia mudado de denominação novamente; o que ele é ou onde ele está agora, eu não sei; provavelmente algo bem diferente do que ele tinha sido antes. Você pode, assim, medir a lua por uma roupa como medida da doutrina de alguns homens. Eles parecem estar
13
perpetuamente aumentando ou diminuindo. Eles encaixotam a bússola; eles mudam como o vento. Essa é uma vida pobre, quando se trata do fim, em que o homem tem sido “tudo de início e de nada”. Meus queridos jovens amigos, entreguem-se ao ensino e orientação do Espírito de Deus e saibam que, se vocês errarem, será sem intenção, pois vocês desejam andar corretamente, vocês desejam saber e não fazer nada a não ser o que o Senhor lhes ensinou, e o Senhor ordenou que vocês fizessem.
II. A segunda declaração do texto é que os homens não somente possuirão a verdade a respeito de Deus, mas também a ACEITARÃO: “a Ele mesmo virão os homens”. Eu devo destacar novamente como o Senhor fala aqui como um Deus: “Até a Ele virão os homens”. Alguém pergunta, talvez: “Suponha que eles não virão, o que acontecerá então?” Sim, mas eles virão, pois Ele os faz dispostos no dia do Seu poder. “Mas suponha”, diz o objetor, “que, tendo ouvido o evangelho, eles o rejeitem”. Então eles ouvirão novamente, e mais uma vez; e, finalmente, eles cederão ao seu pedido, pois eles virão. Quando Deus diz: "Os homens virão", você pode confiar que o "virá" ganhará o dia. Cristo disse: “Todo o que o Pai me der virá a mim” e “virá” ganhará a vitória. Não violando a liberdade da vontade do homem, nem tratando-
14
os senão como agentes livres, ainda assim, Deus prevalece sobre eles, para que eles venham e se submetam a Ele. Observe a frase desta declaração graciosa: “A ele os homens virão”. A glória disso reside no fato de que eles não descansam em nada além dEle mesmo. A maioria dos homens não chega a Deus em Cristo Jesus e se contenta em ler a Bíblia, orar ou comparecer a locais de adoração; mas meu texto diz que há um povo que deve ir além de tudo: "A ele os homens virão". Se você é salvo, você deve chegar a Deus em Cristo. Afora isso, você está perdido. Muitos vão aos sacerdotes, e pensam que tudo está bem com eles, e muitos vão a ritos e cerimônias, e supõem que tudo está bem com eles, mas não está. Eu lhe digo filho pródigo, nunca será bom para você até que você venha ao seu Pai. Você deve colocar sua cabeça em Seu peito, fazer sua confissão a Ele e receber Seu beijo de perdão, ou então você nunca terá paz em sua alma. Cristo disse aos homens de Seus dias: “Examinai as Escrituras; porque nelas achais que tendes a vida eterna, e são elas que testificam de mim. Mas não quereis vir a Mim, para que tendes vida.” Houve a falha fatal; eles liam suas Bíblias, mas não vinham a Cristo, embora até mesmo as Escrituras do Antigo Testamento apontassem para ele. E muitos homens, quando lhe pedimos que venham a Cristo, dizem: “Eu vou orar sobre isso”. Ore, por
15
todos os meios, mas a oração não irá salvá-lo; você deve vir a Cristo, como o nosso texto diz: “A ele virão os homens”. Mas como eles vêm a Ele? Eles vêm primeiro pelo arrependimento; eles vêm chorando por causa de seus pecados. Eles também vêm pela fé; eles vêm confiando em Jesus e renegando todas as outras confianças. Eles vêm exatamente como são - nus, imundos - “pobres, miseráveis, cegos” - reconhecendo que são pecadores indignos, merecedores do mal, merecedores do inferno; mas eles vêm a Ele, a Deus em Cristo Jesus; e eles olham para Ele e clamam: “Jesus, salva-me! Pai, pequei; tem misericórdia de mim, por amor de Cristo!” E eles não descansarão até que cheguem lá. Espero estar abordando muitos em quem esta profecia foi cumprida: “Eles virão a Ele”. Quando se cumprir em algum de vocês, admire a graça que atraiu você, caso contrário, você nunca teria vindo. Cante, do seu próprio coração, aqueles doces versos do Dr. Watts –
“Por que eu fui feito para ouvir Sua voz,
E entrei enquanto há lugar,
Quando milhares fazem uma escolha infeliz,
E preferem morrer de fome do que vir?”
16
Foi o mesmo amor que espalhou a festa, que docemente nos obrigou a entrar; senão nos recusaríamos a provar, e pereceríamos no nosso pecado. ”Que confiança me dá, quando estou pregando, para sentir - não sei quem possa ser, mas tenho certeza de que alguma alma virá a Cristo, e virá a Cristo agora mesmo - pois, se é o verdadeiro evangelho que é pregado, com um motivo puro, e em termos simples, não há dúvida sobre o sucesso dele. O Senhor disse: “Minha Palavra não voltará a mim vazia”. Ela não voltará a Ele sem ter cumprido Seu divino propósito de amor e misericórdia. Jesus está atraindo você, então se renda a Ele, amado; ore de seus corações a oração, “nos atraia; correremos atrás de ti” e assim, no seu caso, o meu texto será abençoadamente verdadeiro: “a ele virão os homens.”
III. A terceira declaração divina pode ser lida sob outra luz, mas prefiro manter a tensão da misericórdia. Diz que aqueles que vierem ficarão envergonhados de sua antiga oposição: “Todos os que se acovardam contra ele serão envergonhados”. Nunca há uma alma que venha a Cristo que logo não se envergonhe - com uma abençoada e santa vergonha - de ter estado zangado com Deus. Não é uma coisa muito vergonhosa e suficiente para nos deixar corados de tanta vergonha, por termos ficado
17
“indignados” contra Deus? É muito ridículo, bem como terrivelmente perverso, que criaturas tão insignificantes como nós devem pensar em ficar zangadas com Deus. Lembro-me de ouvir uma criancinha dizer a seu pai: "Estou bravo com você". "Sim", pensei, "e se você fosse meu filho e tivesse conversado comigo desse jeito, eu teria tentado tirar um pouco da loucura de você. Ele estava tão furioso que mal conseguia ficar de pé; e há muitos homens que, comparados com Deus, são muito menores do que aquela criancinha em comparação com seu pai, mas que, no entanto, fala a Deus como se fossem iguais a ele, e não se envergonham de saber que eles estão zangados com Deus. Há alguns que estão zangados com a providência de Deus. Eles disseram que nunca o perdoarão por alguma ação sua que os tenha ofendido - como se pudessem perdoá-lo! Eles levantaram-se impudentemente diante dEle como se fossem - “Arrancar da mão dele a balança e a vara, Julgar os seus juízos, ser o Deus de Deus”. Eles ousaram convocar o Eterno para o seu tribunal; eles ficaram "indignados contra ele". Ah! Mas quando eles vêm a Ele, e quando encontram justiça e força nEle, quão envergonhados ficam eles de toda a sua ira anterior! Eles dificilmente gostam de ser lembrados de que eles já pensaram ou disseram coisas tão duras, e eles estão sinceramente envergonhados de si
18
mesmos. Alguns estão enfurecidos contra Deus por causa de Sua lei e sua penalidade. Você não os ouviu dizer: “É muito severo, muito rigoroso; não se pode esperar que os homens mantenham uma lei tão perfeita como essa”. Alguns deles quase espumam na boca, como loucos, quando falam da punição do pecado. Quando Deus diz que “a alma que pecar, esta morrerá”; e quando o seu Filho querido fala de um verme que não morre e um fogo que jamais se apaga, não ouso repetir as blasfêmias que os ministros do evangelho ousaram falar contra o Deus justo e santo, e a terrível desgraça que certamente aguarda os ímpios. Mas quando aqueles que estão zangados com as declarações claras de Deus a respeito do castigo do pecado são trazidos a Ele, eles se envergonham totalmente de si mesmos. Quando eles realmente o conhecem, quando encontram justiça e força nEle, de bom grado comeriam suas próprias palavras, se pudessem, e lhes dariam as costas à sua vara, e sentiriam que, se Ele fosse destruí-los, Ele estaria plenamente justificado. Muitos e muitos cristãos tiveram um coração partido quando foram perdoados, pois eles lamentaram que foram tão rebeldes contra o seu Deus. Eu ouvi esse caráter de pesar sagrado estigmatizada como mórbida, autoconsciente e até egoísta; mas me despeço para dizer que aqueles senhores que assim falam são
19
estranhos aos fatos espirituais e não sabem nada sobre eles. Sua opinião não vale a pena a respiração que gastam ao proferi-lo; pois, se eles soubessem a verdade sobre esse assunto, eles entenderiam que não há nada egoísta na oração de um homem para ser generoso - e essa é uma parte principal de nossa oração - e não há nada egoísta em um indivíduo confessando diante de Deus que ele foi egoísta, e isso é uma grande parte da nossa confissão. Como um homem fará o bem a outro até que tenha ele mesmo sido feito bom? Não é o cúmulo da benevolência para com os meus semelhantes que eu deveria começar por desejar ser adequado para servi-los; e como isso pode ser até o momento em que fui pessoalmente purificado, e pessoalmente conheci o valor da verdadeira religião em minha própria alma? Eu lhe peço, queridos amigos, que em vez daquela “filantropia de coração largo” que ouvimos muito, que consiste em falar besteiras sobre o que as outras pessoas boas devem fazer - é melhor você começar acertando o seu próprio coração com Deus, para que você seja ensinado a amar a Deus de todo o seu coração, e mente, e alma, e força, e amar seus vizinhos como a si mesmos, pois então e não até então você está em uma condição correta para aprender o que é a verdadeira filantropia. Se lamente em primeiro lugar, que depois você pode não estar triste. Arrependa-se primeiro,
20
para que você possa se aproximar de Deus, para que depois possa ir e se aproximar de seus semelhantes, e viva e morra, para servi-los por amor a Jesus.
Há outros que estão indignados contra Deus por causa do grande plano de salvação. Alguns estão até mesmo indignados com o próprio Salvador. A pregação da Deidade de Cristo faz alguns homens rangerem os dentes; eles não podem suportar esse fato abençoado. Mas oh! Quando Ele os salva por Sua graça, não há disputa com o Salvador Divino. Emanuel, Deus conosco, é muito precioso para o crente. Longe vai todo o socinianismo; a alma detesta isso, e não pode suportar sequer pensar que poderia ter caído tão baixo a ponto de pensar ou dizer qualquer coisa depreciativa à dignidade do sempre abençoado Filho de Deus. (Nota do editor: Os socinianos entre outros erros, negavam a divindade de Jesus, em igualdade com o Pai.) Alguns estão enfurecidos contra o sangue de Cristo; eles são tão delicados que nem gostam de ouvir sobre isso. Eles podem pecar sem remorso, mas o caminho divino de purificação do pecado os ofende. Alguns homens se entusiasmam positivamente com a expiação, substituição, o sofrimento vicário expiatório de Cristo no lugar do pecador, eles não podem suportá-lo; mas quando o Senhor quebra seus
21
corações com o martelo de Sua Palavra, e quando Ele os faz ver seu pecado como é à vista dEle, eu garanto a você que o precioso sangue de Jesus se torna para eles a coisa mais querida na Terra ou no céu, e eles se alegram, porque lhes dá acesso a Deus, paz e perdão.
Alguns dos que mais ultrajaram o evangelho foram, quando se converteram, os mais fiéis pregadores dele. Essa grande verdade da justificação pela fé - que um pecador é salvo, não por obras de justiça que ele tenha feito, mas de acordo com a graça gratuita de Deus, através de Jesus Cristo - oh, quão ferozmente alguns odeiam isso! Eles não se chamam papistas, mas protestantes; e embora essa seja a verdade central do protestantismo - o cerne do luteranismo -, ainda assim, eles se opõem a ela e a insultam. Eles não agem assim quando o bendito Espírito de Deus os traz ao Pai por meio de Jesus Cristo e Seu sacrifício expiatório. “Então eles estão contentes porque estão quietos”, pois eles são levados aos Portos da Feira de segurança e alegria do evangelho. Ó amado, se você está indignado contra Deus sobre qualquer coisa, é tolo e perverso de sua parte estar em tal condição; eu oro a Deus, para que dê Sua grande graça vivificante para tirá-lo disto; e quando Ele fizer, Ele fará com que você se envergonhe de si mesmo! Que coisa de
22
derretimento o amor de Cristo é! Os pecadores de coração duro às vezes nem sequer são movidos pelos raios de Deus; mas quando eles veem as feridas de Jesus, essa visão os coloca de joelhos. Quando eles acham que Ele os amou mesmo enquanto eles O rejeitavam - que Ele morreu por eles quando eles estavam mortos em transgressões e pecados - que Ele tinha seus nomes gravados nas palmas de Suas mãos e em Seu coração, mesmo quando eles estavam blasfemando-O, e que em “graça gratuita e amor demonstrado em sua morte”, há um abrigo providenciado até para eles - então eles mordem seus lábios, cobrem seus olhos e se voltam para o Senhor com profunda humilhação de espírito.
Eu ouvi alguém dizer, uma vez, que Deus poderia perdoar seu pecado, mas que ele nunca perdoaria a si mesmo; e acho que esse é o sentimento de todos os que já ficaram enfurecidos contra Deus, mas que foram levados como penitentes a Seus pés. Agora que eles O amam, eles se envergonham de sua conduta passada, e nunca mais abrirão a boca para se gabar. Quando olho em volta deste lugar, vejo alguns que uma vez se opuseram fortemente ao nosso querido Senhor e Mestre. Ah! Meus irmãos e irmãs, sei quem são aqueles que mais o amam e desejam melhor servi-lo; és tu que outrora estavas extremamente zangado
23
com ele. Veja que de perseguidor, Saulo de Tarso, quando o Senhor coloca sua mão perfurada sobre ele - que Paulo, misericordioso, amoroso e implorante, faz a graça de Deus! Oh, que o Senhor Jesus se apodere de alguém neste exato momento! Eu sou ávido pelas almas de alguns de vocês que podem se tornar os melhores servos do meu Mestre. Mesmo se você está dizendo: “Nós não queremos ele; odiamos a Sua religião, e o que nós, acreditamos, sempre segue com ela ”, vocês são aqueles pelos quais eu oro para que sejam levados cativos, em cadeias de seda de cativeiro abençoado, como troféus da graça irresistível com que Seu amor todo-poderoso conquista os corações dos Seus maiores inimigos, e os transforma em Seus fiéis amigos e servos dispostos para todo o sempre.
IV. A quarta declaração divina é que TODO O POVO DO SENHOR SERÁ JUSTIFICADO: “No Senhor toda a semente de Israel será justificada.” O que significa sermos justificados? Isso significa que somos feitos e constituídos justos diante de Deus. “Mas,” alguém pergunta, “isso pode ser feito? Pode uma pessoa injusta ser feita justa aos olhos de Deus? ”Sim, é feito, como diz nosso texto, “no Senhor”. O profeta aqui quer nos ensinar que o Senhor Jesus Cristo está no lugar do pecador, e coloca o pecador em
24
seu lugar. Isso foi feito, no propósito de Deus, desde toda a eternidade, como canta John Kent:
“Então, no espelho de Seus decretos,
Cristo e Sua noiva apareceram como um só.”
Seu pecado, justificado por imputação, enquanto ela esplendorosa imaculada brilhou. E na verdade é feito, com o tempo, como cada um dos escolhidos é, pela graça, levado a crer em Jesus. Então, é a justiça de Cristo recebida pela fé, e ela se torna nossa, e nós estamos diante de Deus justificados pela justiça de Cristo. Talvez você pergunte: “Será que eu, que fui pecador durante toda a minha vida, me tornei justo aos olhos de Deus?” Sim, amado, se você crer no Senhor Jesus Cristo, por conta dele, você será considerado justo. Essa longa lista de seus pecados, que agora o incomoda muito, será cancelada. Lá será escrito no final dela “Perdoado”, e você será tão limpo do pecado, aos olhos de Deus, como se você nunca tivesse pecado. E, na medida em que você não pode entrar no céu sem mérito, o mérito de Cristo será estabelecido para a sua conta, e você será "aceito no Amado", perfeito em Cristo Jesus. Haverá também uma mudança de coração e uma mudança de vida para que você se torne um homem justo. Mas, ainda assim, essa grande
25
declaração será verdadeira: “O justo viverá pela fé”; assim, a justificação que você deve ter diante de Deus nunca será sua própria justificação, exceto por imputação; sempre será, porque você tomou o manto imaculado da justiça de Cristo, e envolveu-o ao seu redor, para que você seja aceito por Deus.
Espero, creio, não, mais, tenho certeza de que estou me dirigindo a alguns dos pobres do povo - alguns que não têm confiança em si mesmos, não têm justiça própria, não têm poder para orar ou qualquer coisa que seja boa separada do Espírito Santo. Bem, então, venha ao Senhor Jesus, que é o Davi da nossa dispensação, e habite sob Sua sombra. Confiem a si mesmos a ele. Repousem em suas promessas; descansem em Sua expiação; confiem em sua intercessão; regozijem-se em seu amor eterno; procurem por Sua vinda. É uma grande coisa sentir um pouco de rocha sob seus pés, e se você está na Rocha das eras, você está seguro para o tempo e a eternidade. Um querido irmão nos lembrou em oração, antes deste serviço, que possamos tremer na rocha, mas a Rocha nunca tremeu debaixo de nós. Outro me lembrou de uma observação que fiz há algum tempo: “A qualquer hora que tenho medo, confiarei em Jeová”. “Bem”, eu disse, “isso vai para o céu em uma carruagem de terceira classe; o melhor
26
caminho é ir para o céu na primeira classe: "Eu confiarei e não terei medo", não deixando nenhum medo entrar, mas dependendo inteiramente do que Deus declarou em Sua Palavra; e sentindo que isso deve ser cumprido, pois nada pode impedir que Deus execute o Seu propósito, nada pode impedi-lo de cumprir Sua promessa. Então, queridos amigos, com o bom Dr. Watts, cada um de nós diga ao Senhor:
“Um verme culpado, fraco e indefeso,
Em seus braços gentis eu caio;
Sê tu a minha força e justiça,
meu Jesus e meu tudo”.
Toda alma que crê em Jesus pertence à verdadeira semente de Israel, então nele será justificada toda alma.
Que grande coisa é ser justificado! Um homem justificado não precisa temer viver ou morrer, pois “agora não há condenação para os que estão em Cristo Jesus”. Não, mais; tal homem pode, sem medo, ir até o tribunal do próprio Deus, naquele último dia tremendo; pois o que diz o apóstolo? “Quem colocará alguma coisa à responsabilidade dos eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é os condenará? É
27
Cristo que morreu, sim, que ressuscitou e que está à destra de Deus, que também intercede por nós”. Vocês todos sabem o que significa justificação? Todos vocês receberam? Você se lembra do que Martinho Lutero fez quando subia as escadas - a Santa Scala - em Roma. Fiquei duas ou três vezes ao pé da escada e vi os pobres devotos subindo e descendo de joelhos. dizendo uma oração em cada passo, e assim tentando ganhar o céu por mérito. Como Lutero estava fazendo isso, de repente veio à mente dele este texto: “O justo viverá pela fé”. lá Não havia mais subindo e descendo a Santa Scala para ele. Ele havia encontrado outro e um melhor caminho de salvação e este é o caminho que nós pregamos a você, e que nosso Mestre nos ordenou que pregássemos a toda criatura em todo o mundo: “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna”. Aquele que crê nEle não é condenado”. “Aquele que crer e for batizado será salvo; mas aquele que não crê já está condenado.”
V. Termino com as últimas três palavras do texto: “No Senhor, toda a semente de Israel será justificada e terá glória. ”Aqueles que encontram justiça e força no Senhor, OS QUE VÊM A CRISTO E SÃO JUSTIFICADOS NELE, SE GLORIARÃO. O que o texto significa quando diz que eles devem se gloriar? Às vezes, quando
28
venho pregando no País de Gales ou entre os Metodistas, quando lhes propus a boa e rica verdade do evangelho, talvez dois ou três tenham gritado, ao mesmo tempo, “Glória!” E embora não tenha aumentado a solenidade do culto, acrescentou uma boa dose de vivacidade a ele. E, realmente, quando vemos o que a graça divina fez por nós, muitas vezes nos sentimos inclinados a gritar: “Glória! Glória a Deus!” Não muitos de vocês sentiram a glória em sua alma, mesmo que você não tenha pronunciado isso com sua boca? Todo o seu pecado se foi, Jesus Cristo como seu Salvador, sua alma sempre segura em Suas mãos, e tudo o que lhe foi concedido, pela graça divina, simplesmente através da crença - certamente, você deve ter sentido a glória em sua alma! O diabo disse a você: “Isso é bom demais para ser verdade”, mas você acreditou apesar do que ele disse, e sentiu como se precisasse ser ampliado para poder ter tanta alegria e bem-aventurança. Você nunca se senta sozinho e pensa no que o Senhor fez por você? Se você o fizer, e você tem toda a certeza de fé, tenho certeza que você vai se gloriar no Senhor, e você vai dizer como aqueles livrados do cativeiro, "Então foi a nossa boca enchida com riso e nossa língua com cantos. O Senhor fez grandes coisas por nós; e por isso estamos alegres.” Mas o verdadeiro povo do Senhor não guardará essa glória só para si. Eles devem se
29
gloriar e falar sobre isso para os outros. Eu não deveria me perguntar se, quando eles dizem o que o Senhor fez por eles, alguns devem pensar que são intrusivos. Eu gostaria que fôssemos mais assim. Alguns deles devem se gloriar em Deus a ponto de, imprudentemente, lançarem suas pérolas a porcos; mas é melhor que façam isso do que manter as suas pérolas escondidas e nunca deixá-las mostrar o brilho que Deus lhes deu. “Eles se gloriarão”. Isto é, eles falarão do amor do Senhor com olhos brilhantes e semblante sorridente. Eles falarão disto como um tesouro inestimável, como algo que vale mais que todos os mundos. Eles devem se perguntar que outras pessoas não pensam assim como eles. Frequentemente se sentirão tristes de coração porque o valor de Cristo não é mais amplamente conhecido entre os homens; mas, como para eles mesmos, “eles se gloriarão”, e eles se gloriarão para que ninguém seja capaz de parar sua glória; porque, quando forem ridicularizados, somente se gloriarão nisso também; e quando os outros zombarem e tentarem depreciar o seu Senhor, eles somente mais firmemente acreditarão e se regozijarão nEle, que é tudo em todos eles. Eu tenho certeza, queridos amigos, que, se Cristo é realmente seu, você deve se gloriar nEle, gabar-se dEle e, às vezes, fazer as outras pessoas se perguntarem por que você fala tanto sobre ele. Aqueles que
30
verdadeiramente conhecem a Cristo, se gloriarão somente nEle. Não se gloriarão nem na sua igreja, nem no seu credo, nem nas suas boas obras, nem na sinceridade com que servem ao Senhor; mas somente nele, como está escrito: “Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor”. Ah, sim! Nós nos gloriaremos no Senhor quando estivermos doentes e todas as coisas estiverem desaparecendo de nós. Diremos aos que nos rodeiam: “Agora encontramos Jesus próximo. Agora nós encontramos o Amado; devemos nos despedir dos amigos mais queridos, mas Ele fica mais perto do que um irmão para nós. Nos gloriaremos no Senhor com o nosso último suspiro. seremos apoiados em nossa cama, como muitos santos têm sido, para dizer aos que nos rodeiam mais uma vez que precioso Cristo - que Cristo abençoado nós temos e que gloriosa salvação encontramos por meio de Seu precioso sangue. E não nos gloriaremos somente nEle quando entrarmos naqueles portões perolados acima? O que nossos espíritos desencarnados dirão aos nossos companheiros que já foram antes? O que teremos para lhes contar, a não ser a história do grande amor e da maravilhosa misericórdia, e o abundante poder e graça de Deus em Cristo Jesus? Penso que, se estivermos no céu por muito tempo, antes que nossos corpos se levantem da sepultura, não teremos
31
nada do que falar ou pensar, a não ser sobre Ele; e quando este nosso pobre pó, à sua vinda, ressuscitar e podermos, com espírito, alma e corpo, falar de novo. De que falaremos senão da Sua glória? Oh, nós nos gloriaremos nele! Nós nos gloriaremos nele. Bem pode cada santo dizer, com a condessa graciosa de Huntingdon - "Então do mais alto da multidão eu cantarei, Enquanto as mansões ressonantes do céu ressoam com gritos de graça soberana.” Que toda alma, agora aqui, esteja lá para fazer isto, por amor de Jesus. Amém. Isaías – 45 1 Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações ante a sua face, e para descingir os lombos dos reis, e para abrir diante dele as portas, que não se fecharão. 2 Eu irei adiante de ti, endireitarei os caminhos tortuosos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei as trancas de ferro; 3 dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome.
32
4 Por amor do meu servo Jacó e de Israel, meu escolhido, eu te chamei pelo teu nome e te pus o sobrenome, ainda que não me conheces. 5 Eu sou o SENHOR, e não há outro; além de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que não me conheces. 6 Para que se saiba, até ao nascente do sol e até ao poente, que além de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro. 7 Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas. 8 Destilai, ó céus, dessas alturas, e as nuvens chovam justiça; abra-se a terra e produza a salvação, e juntamente com ela brote a justiça; eu, o SENHOR, as criei. 9 Ai daquele que contende com o seu Criador! E não passa de um caco de barro entre outros cacos. Acaso, dirá o barro ao que lhe dá forma: Que fazes? Ou: A tua obra não tem alça. 10 Ai daquele que diz ao pai: Por que geras? E à mulher: Por que dás à luz? 11 Assim diz o SENHOR, o Santo de Israel, aquele que o formou: Quereis, acaso, saber as coisas
33
futuras? Quereis dar ordens acerca de meus filhos e acerca das obras de minhas mãos? 12 Eu fiz a terra e criei nela o homem; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens. 13 Eu, na minha justiça, suscitei a Ciro e todos os seus caminhos endireitarei; ele edificará a minha cidade e libertará os meus exilados, não por preço nem por presentes, diz o SENHOR dos Exércitos. 14 Assim diz o SENHOR: A riqueza do Egito, e as mercadorias da Etiópia, e os sabeus, homens de grande estatura, passarão ao teu poder e serão teus; seguir-te-ão, irão em grilhões, diante de ti se prostrarão e te farão as suas súplicas, dizendo: Só contigo está Deus, e não há outro que seja Deus. 15 Verdadeiramente, tu és Deus misterioso, ó Deus de Israel, ó Salvador. 16 Envergonhar-se-ão e serão confundidos todos eles; cairão, à uma, em ignomínia os que fabricam ídolos. 17 Israel, porém, será salvo pelo SENHOR com salvação eterna; não sereis envergonhados, nem confundidos em toda a eternidade.
34
18 Porque assim diz o SENHOR, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu; que não a criou para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o SENHOR, e não há outro. 19 Não falei em segredo, nem em lugar algum de trevas da terra; não disse à descendência de Jacó: Buscai-me em vão; eu, o SENHOR, falo a verdade e proclamo o que é direito. 20 Congregai-vos e vinde; chegai-vos todos juntos, vós que escapastes das nações; nada sabem os que carregam o lenho das suas imagens de escultura e fazem súplicas a um deus que não pode salvar. 21 Declarai e apresentai as vossas razões. Que tomem conselho uns com os outros. Quem fez ouvir isto desde a antiguidade? Quem desde aquele tempo o anunciou? Porventura, não o fiz eu, o SENHOR? Pois não há outro Deus, senão eu, Deus justo e Salvador não há além de mim. 22 Olhai para mim e sede salvos, vós, todos os limites da terra; porque eu sou Deus, e não há outro. 23 Por mim mesmo tenho jurado; da minha boca saiu o que é justo, e a minha palavra não tornará
35
atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua. 24 De mim se dirá: Tão-somente no SENHOR há justiça e força; até ele virão e serão envergonhados todos os que se irritarem contra ele. 25 Mas no SENHOR será justificada toda a descendência de Israel e nele se gloriará.

Publicado no site: O Melhor da Web em 10/03/2019
Código do Texto: 139395
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):