Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Consolação em Cristo



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Alegria, Alegria para Sempre
09/04/2019
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Alegria, Alegria para Sempre


Sermão nº 2146
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra
Abr/2019
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Alegria, alegria para sempre / Charles H.
Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
38p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
“Mas regozijem-se todos os que confiam em ti; folguem de júbilo para sempre, porque tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome.” (Salmos 5:11)
“O Senhor coloca uma diferença entre os egípcios e Israel.” Há uma antiga diferença que Ele fez em Seu propósito eterno, e isso é visto em cada item do pacto da graça. "O Senhor separou aquele que é piedoso para si mesmo." Mas também está escrito: "Os insensatos não ficarão à sua vista: tu odeias todos os trabalhadores da iniquidade." (v.5).
Vocês que têm acreditado são da casa de Israel, e herdeiros conforme a promessa, pois os que são da fé são a verdadeira semente do fiel Abraão. Veja que vocês façam manifestar esta diferença pela santidade de suas vidas. "Saia do meio deles, e seja você separado, diz o Senhor, e não toque a coisa imunda." Mostre essa diferença sempre pela alegria de seus espíritos. Que os cuidados não invasivos te invadam, pois lemos: “Naquele dia farei a terra de Gósen em que mora o meu povo, para que não haja enxames de moscas ali.” Não temais que o julgamento irado de Deus caia indiscriminadamente porque lemos: “Somente na terra de Gósen, onde estavam os filhos de
4
Israel, não houve granizo”. Os servos do Senhor deveriam usar as vestes reais; aquelas vestes que são feitas do fino tecido da santidade, enfeitadas com a renda da alegria!
Cuide para que você exiba tanto a santidade de caráter como a alegria de espírito, pois onde essas duas coisas estão em nós e abundam, elas provam que não somos estéreis nem infrutíferos.
Para nós, deve haver alegria em contrastar com a inquietação do incrédulo. Sobre toda a terra do Egito havia trevas que podiam ser sentidas, até trevas espessas, durante três dias - “Eles não viram um ao outro, nem se levantaram do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas moradas”. Se é assim com você, que o Senhor lhe deu a luz da alegria, deixe seus rostos brilharem com ela! Se você andar na luz como Deus está na luz, vá em frente e deixe os homens verem o brilho de seu semblante, e tomem conhecimento de que você esteve com Jesus, e tem aprendido dele Sua graciosa calma assim como Sua santidade .
"Alegrai-vos sempre no Senhor."
O seu Senhor deseja que a sua alegria seja plena. Ele lhe dá uma alegria que nenhum homem tira
5
de você - é o legado de Deus. “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não como o mundo a dá, eu vos dou”.
(Nota do tradutor: São muitos os que se opõem à ideia de que um Deus de amor pudesse fazer distinção entre justos e ímpios. Eles não podem suportar sequer o pensamento que um Deus de amor pudesse destruir a qualquer de suas criaturas. Todavia, os juízos divinos não anulam e nem são contra o seu amor e misericórdia. Muito ao contrário, são necessários para que o pecado não assuma proporções de tal ordem que tornasse totalmente inviável a continuidade da vida na Terra. Isto explica a destruição do mundo antigo com o dilúvio, sendo poupada apenas a família de Noé, e dentre outros exemplos, o bem conhecido da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra pelo fogo. Não poderiam ambos, ser obra de homens ou anjos, mas do próprio Deus, pois exigia que alguém Onipotente o fizesse.
Ainda assim, o testemunho da história comprova que a tendência da natureza humana decaída no pecado sempre faz com que a inclinação e disposição para a adoração que Deus colocou instintivamente no homem, para que fosse dirigida somente para Ele, sempre descambasse para a idolatria. Isto foi visto
6
mesmo depois que a Terra foi repovoada com os descendentes de Noé, e tudo deu na dispersão que foi necessária ser feita por Deus, porque queriam perpetuar a idolatria com a edificação da Torre de Babel. A própria nação de Israel que foi formada a partir de um homem que foi tornado justo por Deus, e que se tornou um modelo para a fé dos que creem em Cristo – Abraão, não raras vezes degenerou para a idolatria, tendo sido necessário que fossem curados da mesma com o longo cativeiro de 70 anos em Babilônia, que Deus lhes trouxera para tal propósito curativo.
Assim, é no meio de grandes combates espirituais que são estabelecidas a fé e a alegria do povo de Deus, que são dependentes da fidelidade a Ele e à Sua vontade.)
O tema desta manhã é alegria, alegria de fé, alegria que é fruto do Espírito desde o princípio, e raiz da confiança em Deus. Não podemos apenas falar sobre isso a esta hora, mas aproveitá-lo agora e sempre!
É agradável ler e ouvir e pensar em alegria; mas ser cheio de alegria e paz através da crença é uma coisa muito mais satisfatória!
7
Quero que você veja não apenas a fonte cintilante de alegria, mas também beba goles profundos dela; sim, e beba toda a semana e todo mês, e todo o ano, e todo o resto de suas vidas, tanto no tempo como na eternidade! “Deixa os filhos de Sião se alegrarem no seu Rei.”
I. Primeiro, vamos falar um pouco sobre o TIPO DE ALEGRIA QUE É ATRIBUÍDO AOS CRENTES. “Mas regozijem-se todos os que confiam em ti; folguem de júbilo para sempre, porque tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome.”
Note, primeiro, acerca desta alegria, que é para ser universal a todos os que confiam - “todos os que confiam em ti regozijem-se.” Isto não é apenas para os saudáveis, mas para os doentes; não só para o bem sucedido, mas para os desapontados. Não é só para quem tem o pássaro na mão, mas para quem só o vê na mata. Que todos se alegrem! Se você tem apenas um pouco de fé, ainda se você está confiando no Senhor, você tem o direito à alegria. Pode ser que a sua alegria não suba tão alto quanto poderia se a sua fé fosse ainda maior, mas onde a fé é verdadeira, dá terreno seguro para a alegria! Ó vocês bebês na graça divina! Vocês, filhinhos! Vocês que têm sido recém-convertidos, e infelizmente sentem sua debilidade - regozijem-se, pois o Senhor
8
abençoará aqueles que O temem - “pequenos e grandes”! “Não tenha medo, vermezinho de Jacó.” “Não temais, pequeno rebanho.” Há uma alegria que é como leite para nutrir bebês; uma alegria que não é como carne com ossos; porque o Senhor não acrescenta tristeza a eles. Os pequeninos do rebanho não precisam se irritar com respeito às coisas profundas de Deus, pois há alegria naquelas águas rasas da verdade simples onde os cordeiros podem andar com segurança! A alegria do Senhor é reduzida a frágeis constituições, para não dominá-las. O mesmo grande mar que inunda as vastas baías também flui para os pequenos riachos. “Que todos os que depositam sua confiança em ti se regozijem.” Você, Senhorita Muito Medrosa, você deve se alegrar! Você, Sr. Desânimo, mal ousando olhar para cima; você ainda deve aprender a cantar. Quanto ao Sr Quase Caindo, ele deve dançar com suas muletas, e o Sr de Mente Fraca deve tocar a música para ele. É a mente do Espírito Santo que aqueles que confiam no Senhor devem se alegrar diante dEle!
Essa alegria, no próximo lugar, deve ser tão constante quanto o tempo quanto universal para as pessoas. “Que eles sempre gritem de alegria.” Não se contente que um bom momento pela manhã seja seguido por um tédio à tarde!
9
Não cultive um prazer ocasional; mas almeje à alegria perpétua! Ser feliz em uma reunião de reavivamento e depois ir para casa gemer é um negócio ruim. Devemos "sentir vontade de cantar o tempo todo". O crente tem argumentos permanentes para manter o consolo. Nunca há um tempo em que o santo de Deus não tenha grande motivo de alegria; e se ele nunca duvida e se preocupa até que tenha uma razão justificável para a desconfiança, ele nunca duvidará nem se preocupará!
“Alegrai-vos no Senhor sempre e de novo” - o que? “Sempre” e ainda o apóstolo diz “e de novo”? Sim, ele quer que nos regozijemos e continuemos nos regozijando, e depois nos regozijemos mais e mais!
Irmãos e irmãs, continuem empilhando suas delícias! Você é o abençoado do Senhor e Sua bênção alcança “até o limite máximo das colinas eternas”. Em seguida, manifeste sua alegria. “Que eles sempre gritem de alegria.” Gritar é uma expressão entusiasta, um método que os homens usam quando conquistam uma vitória; quando dividem o despojo, quando levam para casa a colheita, quando pisam a safra e quando escorrem na taça. Crentes, você pode gritar de alegria com prazer sem reservas! Alguns religiosos gritam e nós não queremos detê-los;
10
mas nós desejamos que alguns deles soubessem melhor para o que eles estavam gritando! Irmãos e irmãs, uma vez que você sabe em quem você acreditou, e em que você acreditou, e quais são as fontes profundas de sua alegria, não fique tão preocupado com seu conhecimento a ponto de se tornar burro! Imite as crianças no templo, que, se soubessem pouco, amavam muito e gritavam em louvor Àquele que amavam. "Deixe-os gritar de alegria". Um toque de entusiasmo seria a salvação da religião de muitos homens. Alguns cristãos são pessoas suficientemente boas; mas são como velas de cera e não são acesas. Oh, que haja um toque de chama! Então dispersariam a luz e, assim, se tornariam úteis para suas famílias. "Deixe-os gritar de alegria". Por que não? Não deixe que pessoas pesadas de ânimo façam objeções. Um deles me disse outro dia: “Quando ouço você pregar, sinto como se tivesse que gritar!” Meu amigo, grite se você se sentir forçado a fazê-lo. [Aqui um ouvinte gritou: “Glória!”] Nosso irmão grita: “Glória!” E eu também digo, “Glória!” O grito não precisa sempre ser feito em um culto público, ou pode atrapalhar a audição devota, mas há momentos e lugares onde uma gloriosa explosão de alegria entusiasmada aceleraria a vida ao redor. Os ímpios não são tão contidos em sua blasfêmia quanto nós em nosso louvor! Como é isso? Eles vão para casa fazendo a noite
11
horrorosa com seus gritos. Nunca teremos um surto de prazer consagrado? Sim, teremos nossos dias e feriados, e cantaremos e gritaremos de alegria até que até mesmo os pagãos digam: “O Senhor fez grandes coisas por eles”. Essa alegria deve ser repetida com variações. Gosta-se, na música, de ouvir a mesma música tocada de maneiras diferentes. Então aqui está. “Deixe-os se alegrar. Deixe-os sempre gritar de alegria. Que eles sejam felizes em ti.” Não há monotonia na alegria real. Na presença da alegria, a pessoa fica sem graça, mas na alegria viva há alegria. Elogie-me com o poço de alegria celestial - suas águas são sempre frescas, claras, cintilantes; saltando para a vida eterna! A alegria mistura muitas cores em seu único raio de luz. Às vezes fica quieta e permanece imóvel sob um peso de glória. Eu sei que chora, não gotas de sal, mas chuvas doces. Você nunca chorou por causa da sua alegria no Senhor? Às vezes a alegria se esforça para se expressar até que esteja pronta para desmaiar, e outros cantam até rivalizar com os anjos! Cantar é a linguagem natural da alegria, mas muitas vezes o silêncio é ainda melhor.
Nossa alegria permanece em Cristo, quer estejamos calados ou gritando, quer caiamos aos pés de nosso Senhor como mortos, quer nos inclinemos em Seu peito em prazer suave.
12
Essa alegria é lógica. Quando eu era criança, e fui para a escola, lembro de ter aprendido um livro chamado “Por que e porque?”. As coisas que uma pessoa aprende quando criança ficam na memória e, portanto, eu gosto de um texto que tem um "porque" nele. Aqui está: "Que eles sempre gritem de alegria, porque tu os defende".
As emoções não são disparadas pela lógica, e ainda assim as razões fornecem combustível para a chama.
Um homem pode estar triste, embora não possa explicar sua tristeza, ou pode estar muito feliz, embora não possa expor as razões de sua alegria. A alegria de um crente em Deus tem um fundamento firme; não é o tecido sem base de uma visão.
A alegria da fé queima como carvões de zimbro, e ainda assim pode ser explicada e justificada com calma.
O crente alegre não é lunático, levado por uma ilusão; ele tem um "porque" para explicar toda a sua alegria; uma razão que ele pode considerar em sua cama nas vigílias da noite, ou defender contra um mundo escarnecedor! Temos uma razão satisfatória para a nossa alegria mais
13
exuberante - “O Senhor fez grandes coisas por nós; e por isso estamos alegres.” Os filósofos podem ser felizes sem música, e os santos podem ser felizes apesar das circunstâncias.
Com alegria, extraímos água de poços mais profundos e mais cheios do que o pai que Jacó cavou. Nossa alegria é tão sensatamente razoável quanto os medos dos mundanos.
Ainda, a felicidade é uma coisa do coração, pois o texto corre da seguinte forma: “Que os que amam o teu nome se alegrem em ti.” Nós amamos a Deus. Eu confio que estou falando a muitos que poderiam dizer: “Senhor, tu sabes todas as coisas; tu sabes que eu te amo”. Não é uma emoção muito feliz? O que é mais doce do que dizer, com lágrimas nos olhos - “Meu Deus, eu também te amo!” Para se sentar e não ter nada para pedir, nem palavras para proferir, mas apenas para a alma amar; não é isto celestial? Profundidades sem medida de amor inexprimível estão na alma e, nessas profundezas, encontramos a pérola da alegria.
Quando o coração é tomado com um objeto tão deleitável como o Deus sempre abençoado, sente uma intensidade de alegria que não pode ser rivalizada. Quando todo o nosso ser está imerso em adoração amorosa, então o céu vem
14
escorrendo e nos regozijamos com a alegria indescritível e cheia de glória. Sinto que estou falando mal das coisas mais ricas que são desfrutadas pelos homens santos. Muitos de vocês sabem tanto sobre esses assuntos quanto eu, talvez mais.
Mas minha alma agora mesmo engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus meu Salvador.
Embora eu me sinta indigno e incapaz de falar com essa vasta multidão, ainda tenho uma grande simpatia com o meu texto, pois estou "feliz no Senhor". - Oh, que alegrias imortais sinto, e arrebatam tudo divino. eu sou seu e meu amado!”
Se você se sentar diante do Senhor neste momento e satisfizer sua alma com um fluxo de amor a Deus e a Seu Filho Jesus Cristo; e ao mesmo tempo perceber um influxo de alegria celestial, não importa muito como o pobre pregador fala ao seu ouvido, pois o próprio Senhor será ouvido em sua alma, e o céu inundará seu ser!
II. Agora chego à segunda cabeça, onde vamos considerar O FUNDAMENTO E A RAZÃO DA ALEGRIA SANTA. Estou obrigado a falar sobre
15
este assunto, pois eu lhe disse que a alegria do crente é lógica e pode ser defendida por fatos; e assim, de fato, é.
Primeiro, a alegria do crente surge do Deus em quem Ele confia. “Todos os que confiam em ti se regozijem.” Quando, depois de muitas peregrinações cansadas, a pomba da sua alma finalmente voltou para a arca, Noé estendeu a mão e puxou-a para ele, e a pobre e cansada criatura fica feliz. Levada para a mão de Noé e feita para se aninhar em seu peito, ela se sente tão segura, tão pacífica! As cansadas ligas do deserto das águas são todas esquecidas, ou apenas lembradas para dar prazer ao repouso. Então, quando você confia em Deus, sua alma encontrou um lugar de descanso quieto, um pavilhão de repouso! O filhote corre para lá e para cá com medo; a mãe galinha chama isso de casa. Ela abre as asas macias sobre a ninhada. Você já viu os filhotes, quando eles são alojados debaixo da galinha, como eles colocam suas cabecinhas nas penas e espreitam e chilreiam tão lindamente? É o paraíso de uma criança se esconder sob o peito da mãe! Está perfeitamente feliz. Não poderia ser mais contente. Sua natureza pequena criança está cheia até a borda com prazer. Esta é a sua alegria, também - “Ele te cobrirá com Suas penas, e debaixo de Suas
16
asas você confiará: Sua verdade será seu escudo e broquel”.
Minha natureza recebe todas as suas necessidades supridas, todos os seus desejos gratificados quando ela descansa em Deus.
Oh, você que nunca confiou em Deus, em Jesus Cristo, você não sabe o que significa felicidade real! Você pode pesquisar todos os teatros de Londres, e vasculhar todos os salões de música, clubes e casas públicas, mas você não encontrará nenhuma felicidade em quaisquer de suas alegrias, ou show, ou vinho! A verdadeira alegria reside onde o Deus vivo habita, e em nenhum outro lugar! Em sua própria casa com Deus, mesmo que sua casa seja apenas um quarto de solteiro, e sua refeição é muito escassa, você vai ver mais do céu do que nos palácios dos reis! Tenha Deus como sua única confiança e você nunca sentirá falta de alegria!
Nossa alegria surge a seguir ao que o Senhor faz por nós. "Que eles gritem de alegria, porque tu os defende." Deus sempre protege o Seu povo de quem quer que os ataque. "O Senhor é seu guardador." Anjos são nossos guardiões, a providência é nosso protetor; mas o próprio Deus é o preservador de seus escolhidos. “Você
17
não terá medo do terror da noite; nem da flecha que voa de dia; nem da pestilência que caminha nas trevas; nem da destruição que assola ao meio-dia.”
Nenhuma fortaleza guarda o soldado, assim como Deus guarda Seus remidos.
O Deus da nossa salvação nos defenderá de todo mal. Ele defenderá nossas almas.
“Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração não temerá; ainda que a guerra se levante contra mim, nisso ficarei confiante.”
Além disso, nossa alegria surge do amor que temos para com nosso Deus. “Os que amam o teu nome sejam alegres em ti”. Quanto mais amares a Deus, mais te deleitarás. É a profusão do amor de uma mãe por seu filho, o que faz com que ela tenha tanto prazer nisso. O menino dela é a alegria dela por causa do amor dela. Se amamos melhor a Jesus, devemos ser mais felizes nEle. Você não vê, talvez, a conexão entre as duas coisas; mas existe uma conexão tão íntima que pouco amor a Cristo traz pouca alegria em Cristo, e grande amor a Cristo traz grande alegria em Cristo. Deus conceda que em todo o Cristo possamos ter uma alegria completa! Você entende o que eu quero dizer?
18
Quando um homem vem a Deus em Cristo e diz: “Este Salvador é meu Salvador. Este Pai é meu pai. Este Deus é meu Deus para todo o sempre”, então ele tem tudo, e ele deve estar alegre! Ele não tem medo do passado - Deus o perdoou. Ele não tem aflição no presente - o Senhor está com ele. Ele não tem medo do futuro porque o Senhor disse: “Nunca te deixarei, nem te desampararei.”
Se você entende meu texto e o coloca em prática, você possui a quintessência da felicidade, o óleo essencial da alegria!
Aquele que tem alegria no chão do celeiro pode vê-lo nu! Aquele que tem alegria em suas tinas de vinho pode vê-las secas! Aquele que tem alegria em seus filhos pode enterrar aquela alegria na sepultura! Aquele que tem alegria em si mesmo encontrará sua beleza consumida; mas aquele que tem alegria em Deus bebe das “profundezas que estão debaixo”; e suas fontes sempre fluirão, “no verão e no inverno haverá”.
Eu apontei para as fontes profundas das quais a alegria do crente se forma, mas devo também acrescentar, é pela fé que esta alegria vem a nós.
A fé faz descobertas alegres. Eu falo para aqueles de vocês que têm fé. Quando você acreditou em
19
Cristo pela primeira vez, descobriu que estava salvo e sabia que estava perdoado. Algum tempo depois, você descobriu que foi escolhido por Deus desde antes da fundação do mundo. Oh, o arrebatamento de sua alma quando o Senhor lhe apareceu da antiguidade, dizendo: “Sim, eu te amei com um amor eterno: portanto, com benignidade te atraí”! A gloriosa doutrina da eleição é como os vinhos das borras bem refinados para aqueles que pela fé a recebem. Traz consigo uma alegria nova, intensa e refinada, da qual o mundo nada sabe.
Tendo descoberto sua eleição de Deus, você olhou mais para sua justificação; “A quem ele chamou, a estes também justificou”. Que pérola é justificação! Em Cristo, o crente está tão à vista de Deus como se nunca tivesse pecado! Ele é coberto com uma perfeita justiça e é aceito no amado. Que alegria é a justificação pela fé, quando é bem entendida!
Que felicidade, também, há em aprender nossa união a Cristo! Os crentes são membros do Seu corpo, da Sua carne e dos Seus ossos. Porque Ele vive, nós também viveremos. Um com Jesus! Descoberta maravilhosa é isso!
Igualmente cheia de alegria é a nossa adoção! “Amados, agora somos filhos de Deus”, “E se
20
filhos, então herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo ”. Assim, a fé incendeia o fogo de nossa alegria, pois continua fazendo descobertas da Palavra do Senhor! Quanto mais você pesquisa as Escrituras, e quanto mais próximo você vive de Deus, mais você desfrutará da grande bondade que o Senhor reservou para aqueles que O temem. Embora “os olhos não tenham visto, nem ouvido tenham ouvido as coisas que Deus preparou para os que o amam”, todavia, “ele as revelou pelo seu Espírito”, e assim ele coloca alegria em nossos corações mais do que o vinho poderia trazer!
Além disso, a fé dá interpretações animadoras. A fé é um profeta que pode interpretar de forma encantadora um sonho temível. A fé vê um ganho em toda perda, uma alegria em todo pesar. Leia corretamente, e você verá que um filho de Deus em dificuldades está a caminho de uma bênção maior! A fé vê a aflição com esperança. A tristeza pode vir até nós, como aconteceu com Davi, como castigo pelo pecado. A fé diz: “A quem o Senhor ama, castiga e açoita a todos os filhos que recebe”. Melhor ser castigado com os filhos de Deus, aqui, que ser condenado com o mundo daqui em diante!
A fé também vê que a aflição pode ser vencida por meio de descobertas para tornar o homem
21
melhor conhecedor de si mesmo, de seu Deus e das promessas. A fé percebe que a aflição pode ser mais preciosa como uma prova, agindo como o fogo quando mostra o que é ouro puro e o que é o metal vil. A fé dá alegrias em um prova, que a faz tão valiosa. A fé espiona a verdade de Deus, essa aflição é enviada para desenvolver e amadurecer a vida cristã. “Ah, bem!” Diz a fé, “então, agradeça a Deus por isso. Nenhuma provação para o presente parece ser alegre, senão dolorosa; no entanto, depois produz os frutos pacíficos da justiça naqueles que são exercitados por meio dela ”
A fé vê amor doce em cada cálice amargo. A fé sabe que sempre que ela recebe um envelope preto dos correios celestiais, há tesouros nele. Quando os cavalos negros do Senhor chamam à nossa porta, eles nos trazem cargas duplas de bênçãos. Até este momento eu, servo de Deus, imploro para prestar o meu testemunho sem reservas ao fato de que é bom para mim ter sido afligido. Na vida, no conhecimento e no poder espiritual, tenho crescido pouco, exceto quando estou sob o aperto da dificuldade. Eu abro minha porta, e estou meio inclinado a dizer para dor e doença, e tristeza, “Venha aqui, pois sei que você deixará uma bênção para trás. Vem, cruza, se quiseres, porque sempre te voltas para as coroas.”
22
Assim a fé também se gloria nas tribulações, e no leão da adversidade encontra o mel da alegria.
Eu disse que a provação nos vem como castigo, como vemos no caso de Davi; como descobridor da graça divina, como vemos em Abraão; ou como um teste, como vemos em Jó. Também pode ser preventivo, como no caso de Paulo, que escreveu: “Para que eu não seja exaltado acima da medida pela abundância das revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás para me esbofetear.”
Em toda tribulação, Deus é movido pelo amor ao Seu povo e por nada mais. Se Ele corta a videira com uma faca afiada, é porque Ele teria fruto dela. Se Ele chicoteia Seu filho até que ele chore, como Davi, “Durante todo o dia tenho sido atormentado e castigado todas as manhãs”, é para seu proveito, para que ele possa aprender obediência pelas coisas que ele sofre. Todas as coisas cooperam para o bem do crente - e assim a fé interpreta o próprio sofrimento em alegria!
Além disso, a fé acredita em grandes promessas. Isso abre outros poços de alegria. Eu não posso parar de citá-los a vocês nesta manhã, mas o Livro do Senhor está cheio deles. O que mais o Senhor pode dizer do que disse? As promessas
23
de Deus são completas e tão variadas quanto cheias, e tão seguras quanto variadas, e tão ricas quanto são seguras! “Excessivamente grandes e preciosas promessas”.
Quando escrevi “O Livro de Verificação do Banco de Fé”, não tive nenhuma perda para encontrar uma promessa para todos os dias do ano; a dificuldade era deixar de fora! As promessas são como os sinos nas vestes do nosso Grande Sumo Sacerdote, eternamente tocando melodias sagradas. Quando um homem recebe uma promessa justamente na mão da fé, e vai a Deus com ela, ele deve se alegrar! Os filhos da promessa são, todos eles, dignos de serem chamados de Isaque, isto é, “Risos”, porque Deus o fez rir e viver de acordo com a promessa. Viver das promessas do homem seria fome; mas viver nas promessas de Deus é alimentar-se de coisas gordas cheias de medula!
Acima de tudo, a fé tem um olho para a recompensa eterna. Ela se alegra em suas perspectivas. Ela leva em suas mãos os pássaros que para os outros estão na mata. Estar com Cristo em glória é a alegria da esperança, a esperança que não se envergonha. Nossa esperança não é sonho; tão certo como estamos aqui hoje, nós que estamos confiando em Cristo estaremos no céu em breve; porque Ele ora para
24
que possamos estar com Ele onde Ele está e possa contemplar Sua glória! Não vamos querer adiar o dia feliz! O nosso dia nupcial deve ser mantido de volta? Não, deixe o Noivo rapidamente vir e nos levar para Si mesmo. Que alegria saber que esta cabeça usará uma coroa de glória e estas mãos acenarão com o galho da palma da vitória! Não falo só de mim mesmo, meus irmãos e irmãs, mas de vós também e de todos os que amam a sua vinda. Há uma coroa de vida para você que o juiz justo lhe dará. Portanto, tenha paciência por um pouco. Mantenha sua cruz ainda. Suporte as dificuldades do caminho, pois o fim está quase à vista - “O caminho pode ser áspero, mas não pode ser longo: assim vamos alisá-lo com esperança e alegrá-lo com una canção”.
Que o Senhor nos dê os ouvidos da fé com os quais podemos ouvir os sinos do céu tocando de longe sobre as águas do tempo!
A fé sempre tem motivo para alegria, já que Deus é sempre o mesmo, Suas promessas são as mesmas, e Seu poder e vontade de cumprir são as mesmas. Em um Deus imutável, encontramos razões imutáveis de alegria! Se tirarmos água do poço de Deus, podemos vir um dia e outro, e nunca encontrar a água diminuída. Mas se dermos prazer em depender em parte
25
das criaturas e das circunstâncias, poderemos encontrar nossa alegria vazando pelas fendas da cisterna. Domingo de manhã eu gritei para você: “Ambos os pés na Rocha! Ambos os pés na Rocha!” E as palavras levaram um pobre coração a experimentar o poder da fé indivisível em Deus. Este é o caminho para a alegria e não há outro! Beba as águas da sua própria fonte e não engaje no estrangeiro seguindo os outros. Não é o Senhor o suficiente para você? Não é suficiente dizer: "Todas as minhas fontes frescas estão em ti"? Nem a vida, nem a morte, nem a pobreza, nem a enfermidade, nem o luto, nem a calúnia, nem a própria morte extinguirão a sua alegria se ela for fundada somente em Deus!
III. Nós olharemos, por um minuto ou dois, para um terceiro assunto que é o de FALHAS REPORTADAS SOBRE ESTA ALEGRIA.
Acho que ouço alguém dizer: “É muito bom que você nos diga que os crentes são alegres e têm razões lógicas para a alegria, mas alguns deles são tão chatos quanto podem ser e criam tédio nos outros”. Sou obrigado a falar com muito cuidado aqui, pois temo que certos cristãos justifiquem essa objeção. Deixe-me dizer a alguns de vocês que amam levantar objeções. O que você sabe sobre essa alegria? Você é incrédulo? Bem, então você está fora do
26
tribunal; você não é competente para julgar. Você não conhece as aflições dos crentes, e com a sua alegria você não pode interferir. Você não tem gosto ou discernimento espiritual, e que julgamento você pode formar? Um crente genuíno pode ser tão feliz quanto os anjos, e ainda assim você pode não conhecer sua alegria, porque você não está no segredo. Você não tem uma mente espiritual, e a mente carnal não pode discernir as coisas espirituais. Eu gostaria que você falasse com a respiração suspensa quando você fala sobre este assunto. Quando um cego vai para a Royal Academy, suas críticas às imagens não valem muito, mas elas são iguais em valor ao seu quando você fala de coisas espirituais! Você não pode saber o que alegria no Senhor significa; porque, infelizmente, você é um estranho para tais coisas celestiais.
Infelizmente, alguns professantes de religião são meros pretendentes - estes não têm alegria do Senhor. Para levar a cabo a sua pretensão, estas pessoas até imaginam que é necessário puxar uma cara longa, e falar muito solenemente, para não dizer desanimadamente! Sua ideia de religião é que o preto é a cor do céu; mas, queridos amigos, não podemos impedir que surjam os hipócritas; é apenas uma prova de que vale a pena ter a verdadeira religião.
27
Você tomou um meio-soberano ruim na outra noite, não foi? Você disse: "Todas os semi-soberanos são inúteis, eu nunca vou tomar outro"? Claro que não! Você ficou mais cuidadoso; e você tinha certeza de que havia bons meio-soberanos em moeda, ou então as pessoas não fariam falsas. Não pagaria ninguém para ser um hipócrita, a menos que houvesse cristãos genuínos suficientes para fazer os hipócritas passarem a corrente. Portanto, não fale muito sobre os hipócritas que choram, para não caluniar os homens verdadeiros.
Em seguida, lembre-se de que algumas pessoas são constitucionalmente tristes. Eles choraram assim que nasceram. Eles choraram quando perderam os dentes e choraram desde então. Seus espíritos estão muito baixos, e quando a graça de Deus penetra em seus corações, isso os eleva a um nível decente de alegria. Pense no que eles teriam sido sem isso! Muitos teriam morrido em desespero se não fosse pela fé. A graça de Deus os manteve, ou eles teriam perdido sua razão. Lamento que haja pessoas com fígados ruins, digestão fraca ou cérebros irritados, mas existem coisas assim. Tenha pena deles, mesmo que você os culpe. Eles não devem ter pena de dar uma desculpa para sua incredulidade; mas devemos lembrar que
28
muitas vezes o espírito está realmente disposto, mas a carne é fraca.
Quando você se encontrou com cristãos que não são felizes, nunca lhe ocorreu que a depressão deles poderia estar sendo apenas por algum tempo sob uma provação muito severa? Você pode ir para o sul da França, onde os dias estão ensolarados, e você pode estar lá por apenas alguns dias, e pode chover o tempo todo; e seria injusto por conta disso dizer que é um lugar sombrio! Assim, pode ser que o cristão esteja sob extrema pressão pela época, e quando isso for moderado, ele ficará muito feliz. Eu não desculpo sua perda de alegria, mas ainda assim, há um novembro de nevoeiros no ano da maioria dos homens. Não julgue ninguém a cada dia, mas observe seu espírito em uma escala maior e veja se ele geralmente não se deleita em Deus.
Além disso, gostaria de dizer uma coisa muito objetiva a algumas pessoas que acusam os santos de tristeza indevida. Você não pode ser culpado de fazê-lo assim? Há um marido indelicado, taciturno e perverso que bebe, e ele diz: “A religião de minha esposa a torna infeliz”. Não. Não é sua religião, mas seu marido! Você é suficiente para fazer vinte pessoas infelizes; você sabe que é, e, portanto, não culpe a pobre
29
mulher se, quando ela te ver, as lágrimas estiverem nos olhos dela! Ai, quando ela pensa em você ir para o inferno, e sabe que ela vai se separar de você para sempre, quanto mais ela lhe ama, mais triste ela fica em pensar em você.
"Oh", diz algum menino selvagem aqui: "minha mãe é miserável!" Eu não me pergunto! Eu deveria ser também, se você fosse meu filho! Se algum de vocês está vivendo vidas ímpias, isso faz com que os corações de seus pais doam ao ver você indo em direção à perdição. Não é abominável que um homem faça outro miserável e depois culpe-o por ser assim? Se você fosse salvo, como o rosto de sua mãe se iluminaria! Se seu pai visse seu filho se voltar para o Senhor, ele seria tão feliz quanto os pássaros na primavera!
Fale carinhosamente sobre este assunto, para que você não se acuse! Se você diz que alguns cristãos são infelizes, você não deve admitir que muitos deles são muito felizes?
Eu já fui esperado por um entusiasta que tinha uma nova religião para publicar. Números de pessoas têm uma rachadura que permite uma nova luz, e esse homem ia me converter em novas ideias. Depois que eu o ouvi, eu disse: “Eu ouvi a sua história, você ouvirá a minha?”
30
Quando eu falei com ele sobre a minha sorte, e parte no amor de um Deus da aliança, e a segurança do crente em Cristo, ele disse: “Agora, senhor, se você crê em tudo isto, você deveria ser o homem mais feliz o muno.” Eu admito que sua inferência era verdadeira, e então eu disse a ele: “Sim, eu sou! E eu serei mais feliz do que isso por todo o resto da minha vida”. Se um homem é escolhido por Deus desde antes da fundação do mundo; se ele é redimido pelo precioso sangue de Cristo; se ele for vivificado pelo Espírito Santo e renovado no espírito de sua mente; se ele é um com Cristo e está a caminho do céu; se ele não é feliz, ele deveria ser!
Certamente devemos nos alegrar abundantemente, queridos amigos, pois o nosso Deus é muito feliz! “Felizes são as pessoas cujo Deus é o Senhor.” Se o povo de Deus não é feliz às vezes, não é sua fé que os torna infelizes - pergunte a eles. Não é o que você acredita que faz você infeliz; é a sua falta de fé, não é? Se um homem começa a duvidar, ele começa a se entristecer, mas até agora como sua fé opera, ele tem alegria. Oh, que haja mais fé! A fé cria alegria! Podemos responder a todas as objeções pelo fato de que “nós que acreditamos, entramos no descanso”.
31
IV. Termino mencionando OS ARGUMENTOS PARA ABUNDAR EM ALEGRIA. Você não pode argumentar que o homem se alegra, mas talvez você o incite a ver aquilo que o fará feliz. Primeiro, você vê no meu texto uma permissão para se alegrar - “Que todos os que depositam sua confiança em ti se regozijem”. Você tem aqui uma passagem para os banquetes da alegria!
Você pode ser tão feliz quanto você quiser. Você tem permissão divina para gritar de alegria! Ali está o santuário interior da felicidade. Você clama: "Posso entrar?" Sim, se pela fé você pode entender o texto: "Que todos aqueles que depositam sua confiança em ti se regozijem".
"Mas eu posso ser feliz?", Pergunta um deles. “Posso ficar feliz? Posso? Há alegria para mim?” Você confia no Senhor? Então você tem seu passaporte; para viajar na terra da luz!
Mas o texto não é apenas uma permissão, é um preceito. Quando diz: "Que gritem de alegria", isso significa que eles são ordenados a fazê-lo! Abençoada é aquela religião em que é um dever ser feliz! Venham, seus pesarosos, e sejam felizes! Você descontente resmungão, saia daquela casa de cachorro! Entre no palácio do rei! Saia do seu poço! Ascenda a seus tronos! O
32
preceito comanda isso; "Alegrai-vos sempre no Senhor: e novamente eu digo: Alegrai-vos". Temos aqui mais do que uma permissão e um preceito, é uma oração. Davi ora - o Senhor Jesus ora através de Davi. Alegrem-se, alegrem-se em ti! Ele não concederá a oração que Ele inspirou, fazendo com que nos regozijemos ao levantar sobre nós a luz de Seu semblante? Ore por alegria, dizendo com Davi: “Restitui-me a alegria da tua salvação”.
O texto pode ser lido como uma promessa: “Todos os que confiam em ti se regozijarão”. Deus promete alegria e regozijo aos crentes! A luz é semeada para eles; o Senhor transformará a noite deles em dia.
Ouça a seguinte linha de argumentação que será muito breve. Você só age razoavelmente quando se alegra. Se você for escolhido por Deus, e redimido pelo sangue, e for feito um herdeiro do céu, você deve se alegrar. Oramos para que você não aja contrariamente à natureza e à razão. Não fuja diante das grandes e preciosas verdades de Deus. Do que você professa, você é obrigado a ser alegre. Você será melhor confundindo seus adversários por ser feliz. Diga-lhes! “Descanse no Senhor e espere pacientemente por Ele.” Mas o ataque é cruel. Sem dúvida é, mas o Senhor sabe tudo sobre
33
isso. Não deixe de repousar nele. Se o seu coração está cheio do amor de Deus, você pode facilmente suportar tudo o que o inimigo pode lançar sobre você. Abunde em alegria, pois então você se comportará melhor para aqueles que estão ao seu redor. Quando um homem é infeliz, ele geralmente faz outras pessoas assim; e uma pessoa que é miserável é geralmente cruel e frequentemente injusta. Muitas vezes, é uma indigestão que faz um homem encontrar falhas em seus servos, esposa e filhos. Se um homem está em paz consigo mesmo, ele é pacífico com os outros.
Um dos melhores remédios para um bom humor é a comunhão com Deus e a consequente alegria do coração.
Você também, se for feliz, será forte - “A alegria do Senhor é a sua força”. Se você perder sua alegria em sua religião, você será um trabalhador pobre; você não pode dar testemunho forte, não pode suportar uma dura provação; e você não pode levar uma vida poderosa. Na medida em que você mantém a sua alegria, você será forte no Senhor, e para o Senhor.
Você não sabe que, se estiver cheio de alegria, estará transformando o lado encantador da
34
religião, onde os homens podem vê-lo? Eu não deveria gostar de usar meu casaco com o lado sujo; alguns religiosos sempre fazem isso. Foi dito de um grande professante que ele parecia que sua religião não concordava com ele. A piedade não é uma prateleira ou um parafuso de dedo. Não se comporte na religião como se sentisse que você deve tomá-la, como um remédio, mas prefira não fazê-lo. Se tiver gosto de remédio para você, devo temer que você tenha o tipo errado e esteja se envenenando! Não acreditem que a verdadeira piedade é semelhante à acidez. A alegria está próxima da piedade! “Quando jejuares, unge a tua cabeça e lava o rosto, para que não apareça aos homens que jejuas.”
Acabe com a leviandade, mas cultive a alegria; assim você vai ganhar outros corações para seguir a Jesus.
Lembre-se de que, se você está sempre alegre, está ensaiando a música dos céus. Iremos para lá muito em breve - não nos deixe ignorar a música de seus coros. Eu não gostaria de me sentar no meu lugar, e ouvir o maestro dizer: "Você conhece a sua parte?" E então responder: "Oh, não, eu nunca cantei enquanto estava na Terra, porque não tinha alegria no Senhor”. Acho que vou responder ao mestre de coro e
35
dizer: “Sim, há muito tenho cantado, “Digno é o Cordeiro”-“ Eu começaria a música aqui. E assim minha alma se erguerá. Oh, que haja algumas notas celestiais, para levar minhas paixões aos céus! Com alegria, nós ensaiamos a música das canções! Nós prestamos uma homenagem feliz agora diante do trono de Jeová. Cantamos ao Senhor nossas harmonias alegres e faremos isso enquanto tivermos qualquer ser. Passe-me essa pontuação, ó músico-chefe dos céus, pois eu posso pegar, e cantar minha parte no baixo, ou tenor, ou triplo, ou alto, ou soprano como minha voz pode ser! A chave é alegria em Deus! Seja qual for a parte que nos foi atribuída, a música é toda para Jesus!
Que alguns de vocês que nunca se alegraram em Jesus Cristo aprendam como louvá-lo hoje, sendo lavados em Seu precioso sangue! Você que deseja louvá-lo por muito tempo, que você aprenda ainda mais sua partitura e cante melhor a partir de agora e para todo o sempre! Amém.
36
PORÇÕES DAS ESCRITURAS LIDAS ANTES DO SERMÃO - Salmos 4 e 5. Salmos – 4 1 Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia, me tens aliviado; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração. 2 Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame, e amareis a vaidade, e buscareis a mentira? 3 Sabei, porém, que o SENHOR distingue para si o piedoso; o SENHOR me ouve quando eu clamo por ele. 4 Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai. 5 Oferecei sacrifícios de justiça e confiai no SENHOR. 6 Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto. 7 Mais alegria me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhes há fartura de cereal e de vinho.
37
8 Em paz me deito e logo pego no sono, porque, SENHOR, só tu me fazes repousar seguro. Salmos – 5 1 Dá ouvidos, SENHOR, às minhas palavras e acode ao meu gemido. 2 Escuta, Rei meu e Deus meu, a minha voz que clama, pois a ti é que imploro. 3 De manhã, SENHOR, ouves a minha voz; de manhã te apresento a minha oração e fico esperando. 4 Pois tu não és Deus que se agrade com a iniquidade, e contigo não subsiste o mal. 5 Os arrogantes não permanecerão à tua vista; aborreces a todos os que praticam a iniquidade. 6 Tu destróis os que proferem mentira; o SENHOR abomina ao sanguinário e ao fraudulento; 7 porém eu, pela riqueza da tua misericórdia, entrarei na tua casa e me prostrarei diante do teu santo templo, no teu temor.
38
8 SENHOR, guia-me na tua justiça, por causa dos meus adversários; endireita diante de mim o teu caminho; 9 pois não têm eles sinceridade nos seus lábios; o seu íntimo é todo crimes; a sua garganta é sepulcro aberto, e com a língua lisonjeiam. 10 Declara-os culpados, ó Deus; caiam por seus próprios planos. Rejeita-os por causa de suas muitas transgressões, pois se rebelaram contra ti. 11 Mas regozijem-se todos os que confiam em ti; folguem de júbilo para sempre, porque tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome. 12 Pois tu, SENHOR, abençoas o justo e, como escudo, o cercas da tua benevolência.

Publicado no site: O Melhor da Web em 09/04/2019
Código do Texto: 139706
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):