Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
jhomara - JHOMARA ALVES
JHOMARA ALVES
Cadastrado desde: 01/01/2009

Texto mais recente: A MULHER ADÚLTERA



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de JHOMARA ALVES , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=1126

 
Textos & Poesias || Acrósticos
Imprimir - Impressora!
Imprimir
VOLTO A RELIDADE
18/03/2009
Autor(a): JHOMARA ALVES
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
VOLTO A RELIDADE

Depois de 33 dias volto a realidade indagando-me o motivo do preconceito existente em meu trabalho. Tal preconceito embutido em olhares e atitudes que por lógica não são expresso com tamanha clareza.
Tais atitudes não me incomodam, entretanto, ao voltar ao labor diário me surgiu o porquê de ser domestica incomoda a tantos. Por que para a sociedade é inaceitável sendo que o meu salário contribui e muito para o país?
Despertou-me claramente o que ocorre...
Por um longo período estou encurvada, olhando para baixo, seja para lavar a roupar, passar o pano, varrer a casa ou cozinhar, sou forçada focar meus olhos a nada além que os meus pés.
Talvez seja por isso que não ouço aplausos quando descrevo a minha profissão.
Mas, olho para baixo pensando no alto, limpo rastros construindo meus passos a caminho de um futuro melhor.
Diferente daqueles que no seu labor diário olham para o alto e constrói para baixo, enquanto o seu dedo está em minha direção afunda na sua mediocridade, para eles sou um tormento, uma pedra que incomoda a viver uma vida de luta e perspetiva.
Tal perspetiva que me acompanha ao lavar o chão ou comprar o pão.
É por isso que de sol a sol, de dia em dia vou esfregando o banheiro e como engenheiro construindo meu caminho para que no futuro tudo isto tenha belo sentido.
Por isso declaro SOU DOMÉSTICA, mas não tola, SOU DOMÉSTICA e não palhaça!EU    SOU DOMÉSTICA, POIS SOU GUERREIRA!                08/02/09



Publicado no site: O Melhor da Web em 18/03/2009
Código do Texto: 15641
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):