Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

AGOSTINHO M. DA COSTA
Cadastrado desde: 06/05/2008

Texto mais recente: Parabéns MÃE esquecida ou lembrada...,



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de AGOSTINHO M. DA COSTA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=291

 
Textos & Poesias || Poesia
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Minha Casa
24/04/2009
Autor(a): AGOSTINHO M. DA COSTA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Minha Casa


Minha casa é uma beleza
Têm coisas que poucas têm...
No jardim duas palmeiras
Convida os amigos
Para apreciar a natureza
Para adentrar e ser feliz...
Nas colunas tijolinhos
Revela uma varanda
Onde tenho minha rede
Que balanço meu corpo
Cantarolando minhas canções
Como ouvintes os passarinhos
Entre muitos:
Os cantantes bem-te-vis...
Minha casa é amarela
Têm grades nas janelas
Para proteger os maus de mim...
A piscina é meu orgulho
Projetada como uma tábua
Onde se amacia muitas carnes
Bifes ou outros fins...
Têm mangueiras, abacateiros!
Goiabeira e cajaeiro
Vindos dos vizinhos...
Caramboleira e laranjeiras
Entre os coqueiros
Abrigando orquídeas do jardim...
Dois balanços sob a videira
Que dá uvas sem caroços
Onde me divirto como uma criança
Eleva-me para o céu distante
Onde esqueço os aborrecimentos inconstantes
Trazido pelos visitantes
Que me invejam por ser assim...
Nos quartos, nos banheiros!
Na suíte onde me recolho
Tentando esquecer
Desilusões que estão nas lembranças
Que por vezes vêm de não sei de onde
Fazendo-me infeliz...
Logo me recobro
Nas tantas coisas que já fiz
Minha casa é uma beleza
Sinto o aroma do jasmim
Mostramcoisas de valor
Falta apenas a ternura e o aconchego
Os abraços de um grande amor...

Fim.
Sabe?

Publicado no site: O Melhor da Web em 24/04/2009
Código do Texto: 18664
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.