Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Catherine - CATHERINE ROOS
CATHERINE ROOS
Cadastrado desde: 17/05/2009

Texto mais recente: Saudades do meu tempo



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de CATHERINE ROOS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=2141

 
Textos & Poesias || Amor
Imprimir - Impressora!
Imprimir
O sentir, no ausente...
28/05/2009
Autor(a): CATHERINE ROOS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
O sentir, no ausente...

( lamento de uma alma )

Catherine Roos.




A alma chora,


O corpo sente,


O coração implora,


A verdade não mente,


O amor está ausente,


As lembranças são impertinentes,


A dor aflora,


Um corpo carente,


Saudade presente,


Como viver o agora?!


O ontem morreu...


No hoje vivo o amanhã...


Segue-se uma sombra porta afora...


E já não tão inocente,


Sabendo que não mais me pertence,


Junto com a mortalha,
o sentir foi embora...


Não se impaciente!


Me tornando incoerente...


Sentindo-me doente,


Perco o dia e a noite,


Talvez esteja demente...


É esse o instante!


É quase chegada a hora!


Escuta minha voz,
nesse silêncio presente...


Você nunca foi embora...


Está vivo em minha mente!


Catherine Roos.


Publicado no site: O Melhor da Web em 28/05/2009
Código do Texto: 28041
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):