Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Vilma Oliveira - VILMA OLIVEIRA
VILMA OLIVEIRA
Cadastrado desde: 06/05/2008

Texto mais recente: HORAS QUE PASSAM... (Parte I)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de VILMA OLIVEIRA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=283

 
Textos & Poesias || Amor
Imprimir - Impressora!
Imprimir
A UM AMIGO
02/06/2009
Autor(a): VILMA OLIVEIRA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
A UM AMIGO

                       
Certo dia, um amigo, invadiu meu silêncio
e me perguntou se eu ainda o amava...
Respondi timidamente com um riso de ternura:   
– Sou tua irmã – és meu irmão
– Sou tua amiga – és meu amigo
Por isso, padecemos tanto juntos...

Tu não és um sonho – és uma existência
És a estrela sem nome – a luz do amor!
És todo esplendor do triste verso meu
O céu da aurora – o sentimento puro
Nem mesmo na ausência eu te perderia!

Amado, por onde andas tão distante?
Entre as vagas flores? E por que dormes
entre os vagos rumores do mar?
Teus olhos têm a cor do firmamento
Céu castanho da tarde – são teus olhos!

Teus passos arrastam meus passos
pelo doce e amargo caminho por onde
vou te descobrindo na poesia do poente
que tu prendeste nesses teus braços...
Duas vezes, de súbito encantado!

Esse teu corpo de homem – melodia
constante e extraordinário canto.
Por que me fascinas tanto?
Por que me ensinas a morrer?
Leva-me à sombra e a claridade
Somos filhos da mesma sorte:
Eternidade, sossego e nostalgia...

Sinto a infância nesse teu langor
Crescemos juntos e demos nomes
graves as coisas importantes...
O destino nada pode contra esse amor
A calma é o último suspiro da poesia
Por isso, fica comigo na alegria e na dor.


Publicado no site: O Melhor da Web em 02/06/2009
Código do Texto: 29185
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):