Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Albino - EDVALDO ALBINO DOS PASSOS
EDVALDO ALBINO DOS PASSOS
Cadastrado desde: 25/06/2009

Texto mais recente: E quando o sol raiar



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de EDVALDO ALBINO DOS PASSOS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=2497

 
Textos & Poesias || Prosa Poética
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Canção de um Amor Eterno
25/06/2009
Autor(a): EDVALDO ALBINO DOS PASSOS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Canção de um Amor Eterno

Por você eu faço canções pelos luares
da primavera.
Amo você toda, nua, vestida de brim ou de sêda
Por você eu escondo-me do sol
das portas, das janelas da vida.
Uma andorinha, voa-me pelas manhãs
trazendo-me lembranças a toa
Por você acordo no meiado das noites e
Sonho-te acordado de olhos fechados
Ah! que amor!...
Por você ferem-me o estio, das sombras
das poesias vãs.
E se me grito, o eco não ressoa
Por você eu quebro molduras, monumentos estáticos
perdidos no vale de ontem, de hoje e do amnhã
Precipito meus anseios, meus enleios, meus devaneios
E me firo, sem tert-te nos meus braços
Por você quebro o onix do teu olhar
Pinto com a cor da paixão
O sorriso de seus ~´abios, o sabor de teus beijos
Por você eu invado vergéis e
Chamo-te de acácia,linda, meiga, cheia de graça
Olhos os cisnes e desejo prá mim e prá ti
a beleza do lago azul
Desejo a ventura das tardes cálidas, cheias de vida
assim como o horizonte, numa infinita amplidão
Por você sou capaz de chorar, de escalar montanhas
De fazer o impossível, o inadimissível dentro de um possível
Por você eu sugo um novo perfume de amar
Não esqueças-te, que estou em ti, em todos os instantes.
Mas se não me vens, se não me ajudas, me matas irrediavelmente
Dai-me o seu amor, o amor de oara sempre eterno.

Edvaldo Albino

Publicado no site: O Melhor da Web em 25/06/2009
Código do Texto: 31530
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.