Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM
Cadastrado desde: 12/07/2009

Texto mais recente: De minha janela



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=2634

 
Textos & Poesias || Acrósticos
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Que bom se eu fosse um rio
26/07/2009
Autor(a): ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Que bom se eu fosse um rio

Queria ser um rio calmo e tranquilo,
que desce lentamente seguindo seu caminho
entre enormes árvores verdes,
que o veem passar,saudando-o com belos
sorrisos.
Árvores frondosas cujas folhagens,permitem
que os raios solares penetrem nas matas,
fazendo as águas mansas brilharem como ouro,
tornando-o ainda mais belo por cima
e mais rico embaixo,onde guarda grandes
tesouros.


E lá ia eu rio,seguindo alegremente meu
curso,saudando a mãe natureza que ao me
ver passar,dá uma piscadela e um sorriso
para mim,
seu filho querido ,que leva vida por
todo lugar.
E meus irmãos pássaros?Por onde estão?
Alguns voando bem alto pelo céu em bando,
indo para outro lugar.
Outros mergulhando em minhas águas clarinhas
ou simplesmente bebendo água fresquinha
para sua sede matar.


Seguiria todo feliz,ora ouvindo o canto dos
pássaros,ora as cigarras estufando o peito
até estourar.
Continuaria fazendo curvas e mais curvas
sabendo que logo a frente a calmaria
acabaria e minhas águas mansas se tornariam
violentas,revoltas e turbulentas,formando
espumas amareladas e correntezas fortes,
batendo em grandes pedras,até caírem lá
do alto das cascatas,transformando-se em
uma linda cachoeira.


Agora eu rio cachoeira ,encontraria um lugar
magnífico cheio de flores coloridas ,e
perfumadas exalando seu cheiro pelo ar.
E nas árvores barulhentos macacos
pulando de cá para lá e de lá para cá.
Mas teria de ser um cantinho isolado,
desconhecido para manter-me protegido.


Que desejo louco,não?
Não acho.Gosto das águas,admiro sua beleza
e utilidade.
Só há uma preocupação.
O homem logo me descobriria,causando-me
uma enorme dor de cabeça e um problemão.
Viriam tomar banho,
fariam churrasco com os amigos,
trariam refrigerantes e latinhas,
comeriam e beberiam,ao som de músicas
tocadas em aparelhos potentes.
Não ouviriam o barulho de minhas águas
caindo das cascatas e nem a música da
floresta.


A mãe natureza me olharia entristecida
como se quisesse me perguntar:
-E agora o que fazer?
E eu cabisbaixo sem coragem de encarar e
responder,continuaria rio abaixo,tristonho
com o que estaria levando...
Toda aquela sujeira me fariam companhia
como se fizessem parte de mim.
Será esse o meu fim?
Ah! Assim não dá!
Nem rio se pode ser neste lugar?



(Dedico este poema a minha filha Thalia que
está sempre comigo me consolando e me
fazendo declaração de amor a todo instante
e a todos os que amam a natureza.)



Elzeni Pires da Silva












  


Publicado no site: O Melhor da Web em 26/07/2009
Código do Texto: 34598
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):