Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
jessebarbosa - JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
Cadastrado desde: 11/06/2008

Texto mais recente: COMEDORES DE SOBRAS



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=405

 
Textos & Poesias || Tristeza
Imprimir - Impressora!
Imprimir
ESTUÁRIO DA ESPERANÇA
11/06/2008
Autor(a): JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
ESTUÁRIO DA ESPERANÇA

                                       ESTUÁRIO DA ESPERANÇA



A bruma do fracasso sustém e pavimenta a estrada do meu cotidiano. Contemplo quase inerte o curso da vida fluir bem próximo de mim, embora nunca consiga de fato embarcar em seu
   convés. Não, não que eu tenha a pretensão de intendê-lo, domar
   o seu leme ao meu bel-prazer, não! Apenas queria estar presente a todo o roteiro da viagem: do começo ao fim.


Mas o quase, o quase sempre impertinente não me deixa nem sequer partir. Então, engendro formas de lográ-lo; mas lá está ele,
   toda mão, um passo a frente: a me comediar caudalosamente.


Ele me alimenta a idéia, me faz erigir templos indicativos: castelos de certeza. Todavia, toda feita, qual não é a minha surpresa. Descubro-os matéria inerme, insólida, tênue. Não, não são alcáceres de rocha os meus castelos. O são de areia. Areia,
   cujo leve sopro despretensioso faz com que ela se    desmanche      
   inteira.

Sim, depreendo claramente agora.
O meu caminho é água em ebulição:
   ele ferve, ferve, ferve até o sonho formar vapores,
   que se dispersam para longe, longe do alcance da minha tátil
   concreção. E a estrada: a estrada se transmuda plenamente
   em vácuos inteiros de asfalto da saudade daquilo
      que quase houve. Sim, ela se converte na malha   
         viária da abortagem: sim, me refiro áquela traiçoeira
                  das engrenagens da desilusão!


JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA

barbosia@zipmail.com.br



Publicado no site: O Melhor da Web em 11/06/2008
Código do Texto: 4353
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):