Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Ecila Yleus - ALICE SUELI DANTAS
ALICE SUELI DANTAS
Cadastrado desde: 06/08/2008

Texto mais recente: Sons dos Pássaros



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ALICE SUELI DANTAS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=460

 
Textos & Poesias || Desilusão
Imprimir - Impressora!
Imprimir
EMENDAS
06/08/2008
Autor(a): ALICE SUELI DANTAS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
EMENDAS

Fios de cabelos soltos ao vento,
Soltos como os pensamentos
E nos olhos da coruja... o mundo,
No corujar da noite.

Pedaços de mim vão pelas ruas,
Pedaços de crenças, mitos.
Imagens emendadas,fios embaraçados,
Pedaços tomados de verdades.

Segmentos de rotas rotuladas,
Reações dos ventos encontrados,
Desejos decassílabos na boca,
Com leve cheiro de orvalho.

Sorvete de pistache escorrendo
Nos teus lábios estremecidos,
Momento de êxtase naufragado,
No esbarro de dois fortes gemidos.

Meus desencontrados sentimentos,
Nos teus olhos negros descamam,
Em tua negra cama, rios, fios, cios,
Um terceiro olhar acorda e inflama.

As retinas desfocadas no retrovisor do carro,
Perseguem teu espectro em passo lento na calçada.
Busco pedaços do mundo, calado, atado, atando
Linhas, textos ,frases lidas na sala do analista.

Costuro os espaços fragmentados,
Remendo os laços cortados,
Aplaudo a natureza na flor que abre,
Beijo o sol da tarde e namoro a lua.

Teus quebra-mares me afugentam,
Tuas ressacas me desmistificam,
Em brasa pões meus pés na busca
Da tua essência.
As dores caducam em tua face enrugada.

Eu tento ler tua alma enigmática,
Teu ser íngreme, pardo em fardo fado.
Quebro a barreira do acaso,
E te encontro no verbo pronunciado.

És a introdução do romance,deste místico contexto,
Um parágrafo, uma fenda para início do monólogo,
Uma personagem de Edgar Allan Poe,
O gato emparedado me olhando pelo avesso.

Pedaços de mim emendam teus hábitos,
Pedaços de mim te sufocam e agasalham,
Becos escuros, negros becos que retratam o cenário,
Eu posta, composta, na composição do teu grito.

*POETA PERNAMBUCANA



Ecila Yleus
Publicado no Recanto das Letras em 30/06/2008
Código do texto: T1058775

Publicado no site: O Melhor da Web em 06/08/2008
Código do Texto: 4710
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.