Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
smariolucio@oi. - MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
Cadastrado desde: 20/11/2009

Texto mais recente: PRA NINGUÉM SABER - MARIO LUCIO



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MARIO LUCIO FRANÇA SILVA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=3565

 
Textos & Poesias || Duetos
Imprimir - Impressora!
Imprimir
ELE & ELA - MARIO LUCIO
10/12/2009
Autor(a): MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
ELE & ELA - MARIO LUCIO


                  ELE & ELA
Ele: Há quanto tempo não nos vemos?
Ela: Também! Depois daquela fuga apressada.
Ele: Mas, pelo menos, eu esperava uma mensagem sua.
Ela: E você que não atendia meus telefonemas?
Ele: Estava com medo. Tinham me delatado na Universidade.
Ela: Tivemos bons tempos juntos. Com você aprendi o que era o amor.
Ele: Mesmo na guerrilha, aproveitamos bastante.
Ele: Não tínhamos limites. O nosso grande limite era nos apegarmos demais.
Ela: Eu entendia toda a situação. Você tinha medo de me amar demais.
Ela: Assim como te amei! E tive de abortar depois da fuga.
Ele: Eu não sabia o que estava acontecendo. Você me escondia tudo!
Ela: Quando foi o nosso último encontro?
Ele: Foi na marcha pelas Diretas, que o general mandou jogar gás.
Ela: E agora? O que podemos fazer?
Ele: Vamos tomar uma caipirinha e comemorar tanto tempo pra trás.
Ela: Então vamos logo, pois agora estou casada e meu marido pode passar e nos ver.
Ele: Se você não faz nada para ajudar? Então não faça para piorar.
Ele: As suas palavras, os seus gestos, só fazem me magoar.
Ela: Você acha que não me magoou, quando fugiu?
Ele: Eu fugi por um caminho e você fugiu por outro. Só erramos o cruzamento.
Ela: Também com aquela mata fechada, só ouvíamos metralhadoras.
Ela: E os milicos cada vez mais perto e você achando graça.
Ele: O que eu podia fazer?
Ela: Pelo menos dizer que me amava. Que não se separaria de mim.
Ele: Adiantaria alguma coisa? O seu pensamento era só em linha reta.
Ela: Eu tinha de voltar, para tentar organizar o que sobrou.
Ele: Eu queria morrer! O nada, não adiantava nada.
Ela: Eu entendo. Eu compreendo. Mas não podia fazer mais nada.
Ele: O tempo passou e você me diz que casou.
Ela: Casei! Para voltar a ter segurança.
Ela: O meu primeiro filho coloquei o teu nome.
Ele: O que me importa agora, saber do passado que já morreu.
Ela: Eu queria te dar, um pouco mais de emoção.
Ele: De emoção não se vive. A emoção se herda!
Ela: Então vai a merda!
Ele: Então vamos nós. Sozinho eu não vou.
Ele: Você não viu que o tempo passou.
Ela: Ô cara! Te manca!!!
Ele: Na nossa época as palavras eram outras. Vai ver que aprendeste com teu macho.
Ela: O que tu tens a ver comigo?
Ele: Só você pode falar. Gritar. Ofender. Agredir.
Ele: Agora, depois de muito tempo, aprendeste a causa do meu riso.
Ela: E do meu pranto também.
Ele: Vamos parar por aqui!
Ela: Ta OK! – Não precisas me procurar.
Ele: Eu só quero que você leia o jornal amanhã.
Ela: Pra Que?
Ele: Um dia talvez, nos encontremos no inferno!

MARIO LUCIO - POETA, CRONISTA E ESCRITOR

Publicado no site: O Melhor da Web em 10/12/2009
Código do Texto: 47289
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.