Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Vilma Oliveira - VILMA OLIVEIRA
VILMA OLIVEIRA
Cadastrado desde: 06/05/2008

Texto mais recente: HORAS QUE PASSAM... (Parte I)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de VILMA OLIVEIRA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=283

 
Textos & Poesias || Solidão
Imprimir - Impressora!
Imprimir
VERTIGEM DE MOMENTO
08/11/2008
Autor(a): VILMA OLIVEIRA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
VERTIGEM DE MOMENTO

     
Certa hora da tarde é mais perigosa
Quando nada mais precisa da minha força
No entanto, sinto-me mais sólida do que nunca!
Meu desejo era tornar os dias realizados
Procuro suplantar a íntima desordem de mim
E descubro que tudo é passível de aperfeiçoamento.

Caminho sem rumo, inquieta e muda,
Por uma rua comprida e estreita
Com muros altos e amarelos
Meu coração bate descompassado...
Busco inutilmente reconhecer
Os arredores, alguém, alguma coisa
Que me identifique, que me alcance.

Ando pesadamente, passos indecisos e duros.
Aos poucos, vou descobrindo a vida
No pulsar de um vento morno
Um antigo mistério rodea-me o rosto
O silêncio regula minha respiração
A vastidão parece me acalmar
Adormeço dentro de mim...

Ao meu redor há ruídos serenos,
Cheios de árvores e pequenos suspiros
De onde vinha o “meio sonho” que me rondava?
Tudo era estranho – suave e grande demais!
Era tão belo que eu tive medo do inferno...
Prendi aquele instante entre meus dedos
Antes que ele nunca mais fosse meu!

Acabara-se a vertigem da bondade
Atravessei o amor e seu inverno tempestivo
Diante do espelho – sem nenhum mundo
No coração. Fitei a pequena chama do dia.
Uma brisa fresca entrou pela janela
Como a soprar a misericórdia infinita...
Melhor seria se o homem criasse seu próprio destino!


Publicado no site: O Melhor da Web em 08/11/2008
Código do Texto: 5297
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.