Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
jorgehumberto - JORGE HUMBERTO
JORGE HUMBERTO
Cadastrado desde: 07/12/2008

Texto mais recente: Cada um, à sua maneira, escreve e é escritor.



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de JORGE HUMBERTO , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=833

 
Textos & Poesias || Natureza
Imprimir - Impressora!
Imprimir
POR SOBRE AS FALÉSIAS DE MÁRMORE
25/04/2010
Autor(a): JORGE HUMBERTO
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
54353 POR SOBRE AS FALÉSIAS DE MÁRMORE jorgehumberto - JORGE HUMBERTO
POR SOBRE AS FALÉSIAS DE MÁRMORE




Nas falésias de mármore o
mar recua no seu ímpeto inicial
e em grandes vagas torna ao
mar aberto, quais cavalos de espuma.

Nascem redemoinhos e o mar
altera-se, passando dum azul claro
para um azul-escuro, que das
profundezas vem a ira da revolta.

No cimo das falésias de mármore
rasos arvoredos crescem juntamente
com algumas árvores anãs,
e a todo o comprimento vêem-se planícies.

Cavalos selvagens percorrem-nas
de uma a outra ponta
crinas soltas ao vento lembram a
liberdade de seu trote.

Nas falésias de mármore o vento faz casa
e uiva à noite, quando as estrelas estão
escondidas e a lua é um infante
navegando oceanos intemporais.

Os animais dispersam-se por sobre
as falésias e dão um ar sobrenatural
à paisagem marmórea
que esconde velhos ritos antepassados.

Podem-se observar milenares gravuras
inscritas no mármore destas falésias
que o mar não corrói
e o tempo faz perdurar no tempo.

Nas falésias de mármore o mar
detém-se e recua, voltando ao oceano
em ondas crescentes de ira
por não poderem nada contra as falésias.

No cimo das falésias de mármore de
tudo sou leigo observador,
efusivamente vejo as forças em confronto
donde saem vitoriosas as rochas escarpadas.

Jorge Humberto
24/04/10



Publicado no site: O Melhor da Web em 25/04/2010
Código do Texto: 54353
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):