Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
smariolucio@oi. - MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
Cadastrado desde: 20/11/2009

Texto mais recente: PRA NINGUÉM SABER - MARIO LUCIO



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de MARIO LUCIO FRANÇA SILVA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=3565

 
Textos & Poesias || Crônicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
ANJO TORTO - MARIO LUCIO
19/05/2010
Autor(a): MARIO LUCIO FRANÇA SILVA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
ANJO TORTO - MARIO LUCIO


   Sou uma pessoa não muito exigente com a vida, pois descobri depois de muito tempo, que a vida tem poucas condições a me oferecer, principalmente a Qualidade de Vida. E com isso verifico que não posso cobrar da vida, mais do que ela pode me dar.
   Mas se por acaso, aparecesse um anjo torto, feio, sem brilhos, sem asas, sem a áurea celestial me aparecesse e me perguntasse o que mais eu queria da vida? Pois talvez, ele anjo torto de segunda grandeza, poderia me ajudar.
   Eu com respostas prontas falei a ele.
   Meu anjo torto desculpe-me por tratá-lo assim, mas numa certa ocasião falei com os Arcanjos Gabriel e Miguel; eles prometeram-me que iriam pensar numa maneira de poder-me ajudar, pois a minha tristeza era marcante no meu rosto, no meu olhar alegre e agora está opaco, sem vida, sem brilho. E até este presente momento, não me deram uma resposta sequer. Nem sim; nem não. Apenas desapareceram e nunca mais tive contato com eles. Nem eles comigo.
   Não sei se tive merecimento para as respostas deles ou alguém nos céus da vida, impuseram suas vontades, não permitindo que eu fosse atendido no que mais precisava.
   Desculpe-me anjo torto, pois até agora não sei o seu nome. É esquisito acontecer tudo isso, mantermos esse diálogo e nem saber o seu nome, mas você sabe o meu. E nunca fomos apresentados.
   Pois de repente você surgiu do nada e até um cafezinho me pediu, me alertando que aceitaria com adoçante. Nesse momento eu disse a ele que não tinha adoçante nem açúcar. Pois já estava acostumado a tomar café amargo num copo de alumínio.
   Para encurtar a conversa, ele mesmo sabendo o que eu queria, tornou-me a fazer a pergunta. Eu já estava perdendo a calma com aquela conversa mansa para boi dormir deitado na beira do igarapé.
De uma vez por todas, respondi desde que ele se apresentasse depois. Foi então que falei o que mais precisava:
Amor!
Carinho!
Afeto!
E que respeitem as minhas saudades da vida!
   Anjo torto, agora me diga o seu nome, para me lembrar que conversei com Anjos e Arcanjos.
   Logo ele me respondeu:
   Meu filho,
   Eu sou o seu pai eterno,
   Uns me chamam de JESUS,
   Outros me chamam de JESUS CRISTO!
   E como os seus pedidos foram tão poucos
   E simples de resolver,
   Você terá as suas venturas agora.
   Despeço-me de você,
   Dizendo que nunca perda a Fé.
MARIO LUCIO, POETA, CRONISTA E ESCRITOR.
  





Publicado no site: O Melhor da Web em 19/05/2010
Código do Texto: 56064
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):