Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
tanatus - Phillipe Öyiivän Velásquez
Phillipe Öyiivän Velásquez
Cadastrado desde: 13/04/2010

Texto mais recente: As Flores do Ipê…



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Phillipe Öyiivän Velásquez , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=4073

 
Textos & Poesias || Solidão
Imprimir - Impressora!
Imprimir
O Quadro na Parede
14/07/2010
Autor(a): Phillipe Öyiivän Velásquez
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
O Quadro na Parede

Vai - à noite -, escura!
E lá distante... Na imensidão do mar!
Um barquinho... Na amargura!
Vai tristonho, a deslizar...

Na praia, a vista turva...
À solidão afeita se compraz...
E avança - sobre mim -, à fina chuva!
Que a lembrança dela me traz...

O barquinho que ela se fez,
Pelas ondas do mar, foi engolido!
Foi engolido pela tempestade, talvez!
Pelo meu coração dolorido...

A areia é só frialdade...
E tão fria, escorre pelas minhas mãos!
E escorre solta, na saudade!
Que tanto me transpassa o coração...

E o barquinho prossegue...
E segue ela, na noite negra, brumosa!
E segue tudo o que persegue!
No cimo dessas ondas tenebrosas...

Em brunas cores, cheia...
De Van Gogh, à vista dela se afigura!
E afigurada, à fina areia!
Tanto - em mim -, se transfigura...

Na tela, final pintura...
Fulgem-me na idéia, lembranças dela!
Fulgem no meio da amargura!
Em que o meu coração se esfacela...

Na parede, o quadro sozinho...
E demudado o mar, tamanha lassidão!
E ela... Feita um barquinho!
Desliza tão triste, na minha solidão...

(Öyiivän - 07/07/2010)

Publicado no site: O Melhor da Web em 14/07/2010
Código do Texto: 59964
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):