Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Vilma Oliveira - VILMA OLIVEIRA
VILMA OLIVEIRA
Cadastrado desde: 06/05/2008

Texto mais recente: HORAS QUE PASSAM... (Parte I)



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de VILMA OLIVEIRA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=283

 
Textos & Poesias || Amor
Imprimir - Impressora!
Imprimir
MINHA ALMA SUSPIRA
12/08/2010
Autor(a): VILMA OLIVEIRA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
MINHA ALMA SUSPIRA


O lábio da noite se descerra
A tão dilacerada distância...
Conversa com a morte e o amor
Ambos, têm o mesmo sol sem ocaso,
Nas cortinas levadas pelo vento
Abrindo mundos encobertos...

Nos reinos sobre-humanos
Há jardins para os desertos
Flores invisíveis e tênues
Inclinam-se pálidas e aflitas
Por todos os lados sombreando...

Já não tenho mais lágrimas
Estão caídas nas margens
Como ovelhas recém-nascidas
Nos vales das saudades vivas
Que brisa tão pura se esconde?
Minha alma já não chora como Antes
Entre suspiros, talvez me encontre!

Respiro em noites de trovoadas
Teu nome repentinamente...
Desprende-se duma ilusão
Meu contentamento é límpido
Teu nome passa na breve euforia
Venturosa de sonhar-te tão leve
Na minha sombra me deito em vão...

Imagino teu rosto por toda parte...
Mas, o amor só no meu rosto guardo!
Minhas mãos vazias e meus olhos cheios
Que importa o que fomos? O que somos?
Nesse deserto alheio de amores vãos, quem ouve?
Hei de amar-te menos em capelas de fino ouro!


Publicado no site: O Melhor da Web em 12/08/2010
Código do Texto: 61770
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):