Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Betimartins - ELIZABETE MARTINS
ELIZABETE MARTINS
Cadastrado desde: 13/12/2008

Texto mais recente: Hino de amor à natureza



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ELIZABETE MARTINS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=941

 
Textos & Poesias || Pensamentos
Imprimir - Impressora!
Imprimir
No mar da minha imensidão...
04/01/2011
Autor(a): ELIZABETE MARTINS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
No mar da minha imensidão...

No mar da minha imensidão...


Fui refrescar minha alma nas águas do mar
Fiquei encantada com tanta beleza ali exposta
Meus pensamentos voaram ao sabor do vento
Entre lembranças de criança e do meu amor
Senti o frio gélido nos meus ossos, quebrar
Todos os meus pensamentos atolados e vazios
Entre as brumas do saber viver, na luz do teu olhar
A luz que ofuscava o céu era a tua luz, o teu amor
E eu ali parada nas águas geladas, deixando-me sonhar!
Sonhar que as estrelas estavam na minha mão, cintilando
E que a lua estava sendo minha rede para meu corpo descansar
Eu queria fazer um poema de amor, olhando a beleza do momento
Mas as palavras não saiam da minha boca, era um branco total
Mas o teu abraço chegou quente e doce, entre palavras meigas
Palavras de amor, palavras cheias de calor, o teu calor
Que exalam da tua alma como pétalas de rosas perfumadas
Onde só eu posso acessar, posso conhecer teus segredos escondidos
No mar da imensidão, da vida que corre apressada, do ar que voa
Juntamente com os belos pássaros, com as ondas do mar aflito
Que no refrescar da nossa alma, vendo-nos na água cristalina
Podemos ver-nos sem medo, nossos defeitos e nossos desejos.
Mas neste mar eu sou feliz, sou livre, sou a gaivota que voa
Sem medo através das ondas do mar, mesmo agreste e revoltado
Sou o golfinho nada feliz nas águas frias, avisando os perigos
Que a vida, a bela vida nos trás um dia, desde que saibas ultrapassar
Eu sou o mar, a bela imensidão que ainda nem eu me conheço
Mas um dia quem sabe, DEUS vai poder mostrar quem eu sou!




Betimartins                         4 de Janeiro de 2011

www.betimartins.prosaeverso.net

Publicado no site: O Melhor da Web em 04/01/2011
Código do Texto: 69611
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.