Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
JuAlmeida - Juliana B.
Juliana B.
Cadastrado desde: 08/11/2010

Texto mais recente: Ascensão ao Desconhecido



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Juliana B. , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=4843

 
Textos & Poesias || Agradecimento
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Cordeiro,
24/01/2011
Autor(a): Juliana B.
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
71008 Cordeiro, JuAlmeida - Juliana B.
Cordeiro,

   Perdoai estes pobres injustos, desertores e desordeiros, que pecam sem saber nada sobre o mundo, nada sobre você. O rogo praticado por mim não lhe é suficiente, se de nada posso comparar, pois é tão comum que eu vos recorra a algo, quanto o segundo supino no latim.
   Eu o vi sendo sacrificado. Seus irmãos e colegas também. Ninguém fez nada. O que fez para terminar solitário, se quando vivia e sobrevivia se entregou em pão e vinho para os demais que o devoravam com pressa? O que fiz para chegar a esse ponto de me questionar algo, que bem sabe, não soa tão bem vindo dos sinos?
   Não há simbiose, pobre Cordeiro. O iludiram. Eu também o iludiria, porque não passo de outro ser egoísta que mata o outro para manter-me vivo.
   Mas tu, Cordeiro, merecedor da almejada divindade, é isento de dor, de lástima, não sofre e não peca. Prega o amor, a paz, a união com teu próprio sangue e tua própria carne. Teus ossos são a madeira da mesa em que teu corpo nos é servido. Não tive coragem de provar de tamanha divindade. Reconheço que não uso a hipocrisia para merecer-te.
   Admirável sua posição por nós, que não vivem pela vida e sobrevivem dela, sobrevivem de você, que de nada se arrepende, exceto de nossa criação.


Publicado no site: O Melhor da Web em 24/01/2011
Código do Texto: 71008
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):