Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto

ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM
Cadastrado desde: 12/07/2009

Texto mais recente: De minha janela



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=2634

 
Textos & Poesias || Acrósticos
Imprimir - Impressora!
Imprimir
Visão de espelho
23/04/2011
Autor(a): ELZENI PIRES DA SILVA FUGULIM
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
Visão de espelho

   Quem és tu mulher,
   que passas diante de mim
   e finges não me ver?
   Que sem perceber mexe comigo,
   e nem sequer tens um sorriso,
   para oferecer?
   Por que mulher,
   este rosto tão sério,
   e olhar de mistério?
   Antes olhavas para mim,
   examinava-te por inteiro,
   deixando-me feliz,
   e eu com grande alegria,
   logo percebia,
   que em ti muita felicidade havia,
   pois enquanto se vestia,
   seu olhar para mim sorria.
   E agora criatura,
   porque tanta amargura em teu viver?
   Ah!Mulher...
   Abandonaste-me na parede de teu quarto,
   como se nada importasse para ti.
   Diga-me pobre mulher,
   porque tem que ser assim?
   Quem és tu que falas comigo desse jeito?
   Que indagas sobre a dor de meu peito?
   Que nota meus olhos tristonhos e
   pouco risonhos,
   molhados por lágrimas,
   que brotam em meus momentos
      de melancolia?
   Sim,quem és tu amigo esquecido,
   que minha vida vigia?
   Que chama-me pobre mulher,
   e cobra de mim sorrisos?
   És tu alguém a quem posso
   chamar de amigo?
   Então...não lembras mesmo de mim?
   Sou teu espelho minha dona,
   que antes tua imagem refletia,
   enquanto arrumava-te para trabalhar.
   Sinto saudades daquele batom vermelho,
   que passavas com muita sastifação,
   e depois guardava junto de outros batons
   de cores diferentes,
   que aguardavam a vez de deslizarem,
   em teus lábios tão calientes.
   Ah!Amigo espelho...
   Então,és tu que falas comigo como
   se fosse uma pessoa?
   Como notaste não sou mais a mesma,
   o tempo passou e meu peito tornou-se
   sofredor.
   Como falaste...
   Sou mesmo uma pobre mulher,
   que evita para ti olhar.
      Meus olhos estão tristes,
   e no meu coração,
      uma grande dor existe.
         Meu batom vermelho,
         querido espelho,
   prometo algum dia passar.
         Que sejas logo amiga,
   quero muito alegrar sua vida,
         quando para mim olhar.
         Sim,que seja logo amigo espelho,
               espelho amigo,
   e obrigada por preocupar-te comigo.
     

   (Dedico este texto a todos que assim
      como eu também tem uma conversa com o
      espelho.)

  


   Elzeni Pires da Silva Fugulim




  
.

  
     

Publicado no site: O Melhor da Web em 23/04/2011
Código do Texto: 75487
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):