Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
tais - Bruma Lilás -Taís V. Mariano
Bruma Lilás -Taís V. Mariano
Cadastrado desde: 22/11/2009

Texto mais recente: Eu sei



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Bruma Lilás -Taís V. Mariano , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=3583

 
Textos & Poesias || Prosa Poética
Imprimir - Impressora!
Imprimir
MINHAS VÍRGULAS
19/02/2012
Autor(a): Bruma Lilás -Taís V. Mariano
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
88594 MINHAS VÍRGULAS tais - Bruma Lilás -Taís V. Mariano
MINHAS VÍRGULAS

Entre as rosas amarelas ...
crivadas de espinhos
Esconde-se o punhal da in(decisão)
Hipérboles cansadas da mesmice da vida
Caminhos de brisas e temporais
Chão de estrelas descoloridas
Horizonte em chamas
Polaridades invertidas,
Explosão silenciosa
Vírgulas em tantas estradas distintas,
algumas caídas nas curvas cinzentas
outras dispostas em lugares ermos
muitas delas desgastadas pelo tempo hostil
Minhas vírgulas, são tantas ...
Quantas pausas amigas do engano
Vírgulas ceifando    os compassos
Milhares de orquestras sem som
Deixando as letras reféns...
de    um relógio que se cansou
entre olhares    viperinos, mesmo assim
essas letras teimosas renascem
e descansam, sem culpa,na luz    do sol
totalmente despidas    de reticências
sementes germinando
ideias nascendo
meus pensamentos me compreendem
é    isso que importa
ignoro os falsos adjetivos,
que de tanto discursar
nada mais ...dizem
sonhos desenganados
meu punhal entre    as rosas
com vontade...rasgo o ventre da ilusão
deixando suas vísceras no fosso da ironia
libertando o coração das masmorras
e    voando bem alto
ao lado de minhas    vírgulas
que também criaram asas...


  
  


Publicado no site: O Melhor da Web em 19/02/2012
Código do Texto: 88594
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.