Espaço Literário

O Melhor da Web

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Gilson Lira - GILSON  LIRA
GILSON LIRA
Cadastrado desde: 22/04/2009

Texto mais recente: 28.04. DIA DO TRABALHADOR JOALHEIRO



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de GILSON LIRA , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=1865

 
Textos & Poesias || Datas Especiais
Imprimir - Impressora!
Imprimir
01.03. FIM DA GUERRA DOS FARRAPOS (1.845) / FIM DA GUERRA DO PARAGUAI (1.870)
01/03/2012
Autor(a): GILSON LIRA
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
01.03. FIM DA GUERRA DOS FARRAPOS (1.845) / FIM DA GUERRA DO PARAGUAI (1.870)

01.03. FIM DA GUERRA DOS FARRAPOS (1.845)

Foi a maior guerra civil
que teve em nosso Brasil.
Em 1.835, por impaciência,
eclodiu em meio a Regência.

A causa foi o charque, se não me engano,
além do ideal Republicano.
Fundaram a República Rio-grandense
e a Juliana em solo Catarinense.

Caxias entra logo em ação,
pacificando toda região,
negociando com todos a paz.

O charque tem solução brasileira,
afasta a concorrência estrangeira
e um belo acordo se faz.


01.03. FIM DA GUERRA DO PARAGUAI (1.870)

Com as vitórias de Caxias na Dezembrada
muitos deram a Guerra como terminada,
mas Solano Lopes, homem de valentia,
perdendo a guerra ainda prosseguia.

As tropas aliadas e brasileiras,
venceram na campanha das Cordilheiras.
O imperador manda então um genro seu,
assume o comando o Conde D’Eu.

Lopes resiste, continuando a lutar,
não pensa sequer em se entregar,
resistência como a sua não há.

Mas logo se viu cercado,
em 1º de março foi alcançado
e tombou morto em Cerro Corá.


Publicado no site: O Melhor da Web em 01/03/2012
Código do Texto: 88910
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):