Espaço Literário

O Melhor da Web


Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.


Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
thalya santos - THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Cadastrado desde: 07/09/2009

Texto mais recente: FUI BUSCAR



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de THALYA SANTOS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=3080

 
Textos & Poesias || Loucura
Imprimir - Impressora!
Imprimir
##VEIO O VENTO VEIO A TRISTEZA A SOLIDÃO##
16/05/2012
Autor(a): THALYA SANTOS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
91552 ##VEIO O VENTO VEIO A TRISTEZA A SOLIDÃO## thalya santos - THALYA SANTOS
##VEIO O VENTO VEIO A TRISTEZA A SOLIDÃO##

Veio o vento
Veio à tristeza e a desilusão
Veio a magoa a decepção
Veio à certeza de minha solidão
A bater na porta de meu quarto
Todo desarrumado, revirado.
Como meu pobre coração.
Veio à doença...
A descrença...
Tudo a tirar meu chão
Veio uma luz no meio da noite
Sonho ou divagação
Veio à voz
No meu ouvido
Maluco meu pensamento
Saiu desgovernado
A buscar meu bom momento
De meu sonho dourado!
Veio uma força estranha
Veio junto com a chuva e a ventania
A força mostrou que eu ainda podia
Veio na rima de minha poesia
Louca imensa vontade de dar uma virada
Minha vida ainda não estava acabada
Veio um brilho novo no meu olhar
Um sorriso ao meu rosto enfeitar
Veio minha alma criança
Veio o som de uma linda canção
Veio uma mão estendida
Apertar a minha que andava perdida
Veio o sol
Veio meu jeito de ser e amar
Veio um anjo chamado amigo
Braços fortes a me amparar
Veio lábios sedentes minha boca a beijar
Passou o temporal
Consegui me superar
Mas algo ainda não consegui mudar
Meu quarto
Há meu quarto continua revirado!


Publicado no site: O Melhor da Web em 16/05/2012
Código do Texto: 91552
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Total comentários: 1
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.