Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
Ecila Yleus - ALICE SUELI DANTAS
ALICE SUELI DANTAS
Cadastrado desde: 06/08/2008

Texto mais recente: Sons dos Pássaros



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de ALICE SUELI DANTAS , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=460

 
Textos & Poesias || Prosa Poética
Imprimir - Impressora!
Imprimir
EXTRAÍDA DO SILÊNCIO
20/12/2008
Autor(a): ALICE SUELI DANTAS
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
 
9173 EXTRAÍDA DO SILÊNCIO Ecila Yleus - ALICE SUELI DANTAS
EXTRAÍDA DO SILÊNCIO

A minha voz ao destino dou
Como ao sol se dá o bosque
Na junção dos lábios palavras sentidas
E no remexer da lingua palavras soltas;
Palavras apressadas que se precipitam
A mastigar em silêncio os decassílabos.
Paro o uivo do tempo para ouvir
A voz do destino, ele virá ao meu encontro.
Faço confidências com os verbos latinos
Na madrugada do quarto onde a alma
Dos versos que escrevo, respira.
Palavras voam antes que eu subtone,
Elas em mim gritam, se desatinam
E em dado momento me atacam.
Ora vem ao meu encontro ora eu ao delas
Nas linhas finas das páginas vadias.
Há uma cumplicidade de espírito
Que se aviva na minha alma agora,
Que busca o outro no par das horas
Onde escrevo em suas folhas vazias
Há um silêncio que desperta as palavras
Do sono, lá fora, nas dobras do mundo,
No badalar do sino, no Olimpo do Deus vivo.
Há na polifônia de Dostoíévski uma personagem
Que me acende em um discurso de ato único.
Os sentidos de leves sustenidos devoram
As pautas de Beethoven e mudam as páginas
Quebrando o inconsciente para o instante
Do estalo da consciência.
Os risos são aritmias de um coração demente
Na exato momento do registro do enunciado.
Mas, que destrona o mundo com um simples
Vôo do discurso que a todos alcançam
No ato da fala.



Publicado no site: O Melhor da Web em 20/12/2008
Código do Texto: 9173
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.