Espaço Literário

O Melhor da Web



Busca por Autores (ordem alfabética)
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto
kuryos - Silvio Dutra
Silvio Dutra
Cadastrado desde: 29/08/2012

Texto mais recente: Discernimento



Necessita estar logado! Adicionar como fã (necessita estar logado)
 
Recado
Contato

Conheça a Página de Silvio Dutra , agora só falta você!
http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/pagina_autor.php?cdEscritor=6704

 
Textos & Poesias || Evangélicas
Imprimir - Impressora!
Imprimir
A Entrada de Moisés na Glória Celestial – Deuteronômio 34
06/12/2012
Autor(a): Silvio Dutra
VOTE!
TEXTO ELEITO
0
Após 100 votos, o Texto Eleito será exibido em uma página que irá reunir somente os mais votados.
Só é permitido um voto por Internauta por dia.
Achou o texto ótimo, VOTE! Participe!
ELEJA OS MELHORES TEXTOS DA WEB!
A Entrada de Moisés na Glória Celestial – Deuteronômio 34

Este último capítulo de Deuteronômio (34º) não poderia ter sido escrito pelo próprio Moisés, e foi acrescentado provavelmente por Josué ou Eleazar.
Nós temos aqui o registro da sua morte no monte Nebo, depois de o Senhor ter-lhe mostrado toda a terra de Canaã (v. 1 a 5).
É dito no verso 6 que o próprio Deus sepultou o corpo de Moisés de forma que ninguém descobriu onde Ele havia sido sepultado.
Que ele havia morrido e que não fora arrebatado tal com Enoque e Elias, pode ser entendido de que em várias passagens anteriores Deus disse a Moisés que ele morreria no monte Nebo, na terra de Moabe.
E, como Deus disse assim se fez: Moisés morreu e seu corpo foi sepultado, e não transformado enquanto ele vivia para que fosse arrebatado.
Moisés se dirigiu sozinho para o cume do monte, sem que ninguém o seguisse, conforme deve ter sido ordenado por Deus, para que ninguém visse onde ele seria sepultado, ainda que Deus seja poderoso para esconder isto dos olhos deles.            
Moisés é chamado aqui de servo do Senhor (v. 5). Moisés foi um líder admirável porque ele não governou o povo de Israel baseado na sua própria força e poder, mas sendo apenas um instrumento nas mãos de Deus.
Ele era muito submisso e em tudo se submeteu ao Senhor e à Sua vontade.
Cabia-lhe melhor e era mais honroso para ele ser conhecido como o servo do Senhor, do que o rei em Jesurum.
Entretanto ele deveria morrer porque os servos do Senhor devem descansar das suas obras e receberem a sua recompensa, abrindo espaço para outros entrarem no seu trabalho.
Na Canaã celestial não haverá mais nenhuma morte.
A morte de Moisés foi mais uma    prova do amor e do cuidado de Deus pelo seu servo, porque a saúde dele foi mantida em condições perfeitas pelo Senhor, pois se diz no verso 7 que aos cento e vinte anos não se lhe escurecera a vista e    nem lhe fugira o vigor.
Ele teve vigor o suficiente para subir o monte sozinho, demonstrando quenão tinha qualquer enfermidade que viesse a ser a causa da sua morte.
Deus o tomou para si, removendo suavemente e sem qualquer dor, o espírito do seu corpo, e encarregou-se o próprio Deus de sepultar o corpo de Moisés.
Foi um funeral sem pompa terrena, mas certamente acompanhado por um cortejo celestial de anjos, e tendo ao próprio Deus como oficiante.
Os servos do Senhor podem estar certos de contarem com a Sua presença na hora da morte deles.
Especialmente aqueles que lhe são fiéis podem contar com a certeza do Seu cuidado e nada precisam temer, ainda que a vida lhes seja tirada de forma brutal tal como no caso de Estevão, que na hora da sua morte foi consolado e fortificado com a visão do Senhor na Sua glória celestial.                  
Os israelitas prantearam a morte de Moisés por trinta dias (v. 8).
Eles passaram a obedecer a Josué como sucessor de Moisés (v. 9).
O próprio Moisés lhe havia comissionado para isto, quando lhe impôs as mãos para receber o dom do Espírito Santo, conforme se vê no livro de Números.   
Moisés foi sem dúvida o maior profeta do Velho Testamento.
Este testemunho é dado de forma profética nos versos 10 a 12, onde são destacadas as obras que Deus fizera por intermédio dele para Israel.



“1 Então subiu Moisés das planícies de Moabe ao monte Nebo, ao cume de Pisga, que está defronte de Jericó; e o Senhor mostrou-lhe toda a terra desde Gileade até Dã,
2 todo o Naftali, a terra de Efraim e Manassés, toda a terra de Judá, até o mar ocidental,
3 o Negebe, e a planície do vale de Jericó, a cidade das palmeiras, até Zoar.
4 E disse-lhe o Senhor: Esta é a terra que prometi com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: À tua descendência a darei. Eu te fiz vê-la com os teus olhos, porém para lá não passarás.
5 Assim Moisés, servo do Senhor, morreu ali na terra de Moabe, conforme o dito do Senhor,
6 que o sepultou no vale, na terra de Moabe, defronte de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura.
7 Tinha Moisés cento e vinte anos quando morreu; não se lhe escurecera a vista, nem se lhe fugira o vigor.
8 Os filhos de Israel prantearam a Moisés por trinta dias nas planícies de Moabe; e os dias do pranto no luto por Moisés se cumpriram.
9 Ora, Josué, filho de Num, foi cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés lhe tinha imposto as mãos; assim se filhos de Israel lhe obedeceram , e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés.
10 E nunca mais se levantou em Israel profeta como Moisés, a quem o Senhor conhecesse face a face,
11 nem semelhante em todos os sinais e maravilhas que o Senhor o enviou para fazer na terra do Egito, a Faraó: e a todos os seus servos, e a toda a sua terra;
12 e em tudo o que Moisés operou com mão forte, e com grande espanto, aos olhos de todo o Israel.“ (Dt 34.1-12).




Publicado no site: O Melhor da Web em 06/12/2012
Código do Texto: 99017
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA! DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO! É FÁCIL, É LEGAL, VALE A PENA!
Caderno Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!
Obras do(a) Autor(a):


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.