Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
AGOSTINHO M. DA COSTA

Sou dono do meu silencio e das minhas palavras,mas nem sempre o que penso é compreendido.
Agostinho Costa - AGOSTINHO M. DA COSTA
RSS - As recentes de:AGOSTINHO M. DA COSTA
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



AGOSTINHO M. DA COSTA
Aniversário: 28/08
Cadastrado desde: 06/05/2008 -

Texto mais recente: Caprichos da Mulher é....,

Textos & Poesias || Poema

Imprimir
Confissão nas Saudades
14/07/2017
Autor(a): AGOSTINHO M. DA COSTA

Confissão nas Saudades

Confissão nas Saudades

Distante está a mocidade
Relembro-a por vezes com saudades
Dos abraços e beijos apaixonados
Tinham o sabor dos morangos
De mel ou framboesa, quando das primeiras vezes...

E agora com o corpo cansado
Relembrando os sonhos fantasiados
Não me arrependo das muitas vezes
Dos fracassos no amor, na razão de dois corações
Deixávamos lagrimas de adeus...
Tenho saudades do muito que vivi, das saudades que não provei!
Muitos sonhos perdidos, sem arrependimentos, nas promessas e fantasias não concretizadas
Dos impropérios lançados, ao escolher você para viver ao meu lado!
Felicidades nos desentendimentos, controla os seus ciúmes, e arroubos!
Mata outras tantas saudades, nesse amor que é essencialmente perecível, sabemos que ele nasce, e aos poucos vai morrendo.
Vamos novamente sentir saudades de nós!
E fazer felizes os nossos, e novos momentos...



Publicado no site: O Melhor da Web em 14/07/2017
Código do Texto: 135325
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs