Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
MARIANE RODRIGUES

Não tenho religião. Minha relação com Deus é direta.
rodriguemariane - MARIANE RODRIGUES
RSS - As recentes de:MARIANE RODRIGUES
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



MARIANE RODRIGUES
Aniversário: 20/04
Cadastrado desde: 04/08/2010 -

Texto mais recente: Por que fomos ensinados a olhar para nosso próprio umbigo?



Perfil
Tenho alma de poeta,
trabalho descansando e amo trabalhando.
Escondo minhas contas em baixo do meu travesseiro e as ignoro.
Peço para pagarem meu lanche, porque ainda resta-me a esperança de chegar a minha vez de pagar.
No dia em que eu retirar todos os talões de debaixo do meu travesseiro, esse será o dia em que pagarei o teu lanche.
Sou pobre e solitária, mas a minha alma é rica e esperançosa, mesmo com os bolsos vazios entro nas melhores boates, porque, meu caro amigo, tenho conhecidos dos mais altos escalões.
Tenho alma de poeta, mas um poeta desorganizado: odeio organização, tenho medo do silêncio, não arrumo minha cama e muito menos meu guarda-roupas.
Viajo o mundo inteiro, sem sair da minha humilde residência.
E choro vendo filmes com histórias impossíveis de existirem.
Acredito nas mentiras sedutoras, mas tenho medo das verdades duvidosas.
Desconfio do futuro, mas é nele que ponho fé.
Estudo não para ser inteligente,
mas para mostrar-me e amo não porque amor seja bom, mas porque tenho de amar.
Sinto pelos drogados e tenho ódio de traficantes.
Orgulho-me de minha pátria, mas enojo-me de quem a construiu.
Amo as palavras, mas são os números que me atraem, e ao mesmo tempo em que sinto-me atraída por eles, fico mal humorada numa aula matemática.
Vivo de aluguel porque minha verdadeira casa é a rua.
E roubo livros, porque acho desnecessários comprá-los.
Resisto ao sexo, porque ele causa-me temor, e amo-o porque meu desejo vence o amor.
É melhor viver por trinta, como se vivesse por setenta anos, do que lisonjear-se aos setenta sem ter vivido a metade de trinta e construir seu ninho, aonde o topo alcançe o céu, do que construí-lo no tamanho médio com medo da decepção, caso ele seja destruído.
Vivo com medo, mas não é aquele medo de fantasmas, assaltos, sequestros ou mesmo de catástrofes climáticas, vivo com medo de que a minha jornada pela vida seja longa, e que sendo longa eu perca-me sem ao menos ter encontrado o meu sentido de viver.
Tenho medo também, que minha jornada, seja breve, e que esse curto prazo tire de mim a oportunidade de perder-me e assim ser capaz de achar-me. O que é pior.


Mariane Rodrigues!



Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs