Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
JOÃO NUNES VENTURA

AINDA TENHO ESPERANÇA, DE VOLTAR A SER CRIANÇA
ventura - JOÃO NUNES VENTURA
RSS - As recentes de:JOÃO NUNES VENTURA
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



JOÃO NUNES VENTURA
Aniversário: 27/03
Cadastrado desde: 20/04/2011 -

Texto mais recente: MINHAS PEQUENAS POESIAS IV

Textos & Poesias || Poesia

Imprimir
O MEU REPENTE I - (IMPROVISO)
13/11/2017
Autor(a): JOÃO NUNES VENTURA

O MEU REPENTE I - (IMPROVISO)

   O MEU REPENTE I    -    (IMPROVISO)
         João Nunes Ventura-11/2017

      O CEGO E A CEGA
Nos meus passeios avistei
Aquele pobre cego coitado,
Com uma cega ao seu lado
Na vendinha quando entrei,
Logo então eu me assustei
Vendo que o cego de novo,
Bebia pinga tira-gosto ovo
Então ele foi muito esperto
Com a cega puxando o cego
E o ceguinho puxando fogo.

      ARTE DE MINHA MÃE
Eu adorava lhe ver bordando
Em sua máquina de costura,
E com o mel da raspadura
Ela fazia a bolacha doce,
E aquelas cocadas de coco
Oh! Deus era uma gostosura,
O pão de ló mais que loucura
Com gostinho de erva-doce.

      TEMPOS DE MOCIDADE
Vivia sempre a brincar
Com o meu cavalo de pau,
Tocava no meu berimbau
Eu só queria vê-la dançar,
Então com a sua saia a voar
Toda a minha curiosidade,
Da linda menina da cidade
Espalhando tanta formosura,
Que amor de sonho e doçura
Belos tempos de mocidade.









Publicado no site: O Melhor da Web em 13/11/2017
Código do Texto: 135937
AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
  • Adicionar como fã (necessita estar logado)
    Vai para a página Geral dos Fãs!
    Bia Nahas
     
     
Sou Fã de...