Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
Silvio Dutra

Todas imagens extraídas da galeria do Google.
kuryos - Silvio Dutra
RSS - As recentes de:Silvio Dutra
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



Silvio Dutra
Aniversário: 25/11
Cadastrado desde: 29/08/2012 -

Texto mais recente: Sabedoria e Poder na Criação

Textos & Poesias || Evangélicas

Imprimir
Os Segredos da Fé
02/12/2018
Autor(a): Silvio Dutra

Os Segredos da Fé


Sermão nº 2159
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra
Dez/2018
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Os segredos da fé / Charles H. Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2018.
41p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
O pregador implora ao leitor, antes de ler atentamente o sermão, que leia as duas partes da Escritura que foram usadas no culto público - Gênesis 15: 1-6 e Romanos 4.
Gênesis – 15 1 Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. 2 Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer? 3 Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro. 4 A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. 5 Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. 6 Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.
4
Romanos – 4 1 Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? 2 Porque, se Abraão foi justificado por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de Deus. 3 Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. 4 Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida. 5 Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça. 6 E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras: 7 Bem-aventurados aqueles cujas iniquidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos; 8 bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado. 9 Vem, pois, esta bem-aventurança exclusivamente sobre os circuncisos ou
5
também sobre os incircuncisos? Visto que dizemos: a fé foi imputada a Abraão para justiça. 10 Como, pois, lhe foi atribuída? Estando ele já circuncidado ou ainda incircunciso? Não no regime da circuncisão, e sim quando incircunciso. 11 E recebeu o sinal da circuncisão como selo da justiça da fé que teve quando ainda incircunciso; para vir a ser o pai de todos os que creem, embora não circuncidados, a fim de que lhes fosse imputada a justiça, 12 e pai da circuncisão, isto é, daqueles que não são apenas circuncisos, mas também andam nas pisadas da fé que teve Abraão, nosso pai, antes de ser circuncidado. 13 Não foi por intermédio da lei que a Abraão ou a sua descendência coube a promessa de ser herdeiro do mundo, e sim mediante a justiça da fé. 14 Pois, se os da lei é que são os herdeiros, anula-se a fé e cancela-se a promessa, 15 porque a lei suscita a ira; mas onde não há lei, também não há transgressão.
6
16 Essa é a razão por que provém da fé, para que seja segundo a graça, a fim de que seja firme a promessa para toda a descendência, não somente ao que está no regime da lei, mas também ao que é da fé que teve Abraão (porque Abraão é pai de todos nós, 17 como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí.), perante aquele no qual creu, o Deus que vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem. 18 Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. 19 E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, 20 não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, 21 estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera. 22 Pelo que isso lhe foi também imputado para justiça.
7
23 E não somente por causa dele está escrito que lhe foi levado em conta, 24 mas também por nossa causa, posto que a nós igualmente nos será imputado, a saber, a nós que cremos naquele que ressuscitou dentre os mortos a Jesus, nosso Senhor, 25 o qual foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação.
“Quem é o pai de todos nós, (como está escrito: Eu te fiz um pai de muitas nações,) diante daquele em quem ele creu, sim, Deus que vivifica os mortos, e chama aquelas coisas que não são como se já fossem.” (Romanos 4:16, 17)
Abraão recebeu uma garantia do Senhor de que ele seria o pai de muitas nações. Sua fé nessa promessa passou por grandes provações. Onde há o doce mel da promessa, aí as vespas da dúvida serão reunidas. Uma promessa pede fé, mas através de nossa depravação natural ela desperta a incredulidade e há uma luta em torno da promessa sagrada como aquela representada na oração: “Senhor, eu creio: ajuda na minha incredulidade.” Satanás, com lisonjas viscosas,
8
leva os homens a acreditarem na sua mentira, mas o Deus da verdade nos dá a Sua pura promessa e nos convida a acreditar nisso; e quando as perguntas são sugeridas, Ele não relaxa sua afirmação, mas nos pede que ainda acreditemos. A verdadeira fé, como a obra de Deus, não é uma coisa a ser derrubada; é uma graça conquistadora e faz uma luta corajosa contra a incredulidade perversa. Ao fazê-lo, a fé tem os olhos abertos e ela, na devida temporada, espiona os terrenos de confiança. Ela olha para o próprio Deus. Ela considera os dias de antigamente. Ela se lembra de sua própria experiência à mão direita do Altíssimo; e assim ela ergue os olhos para as colinas de onde vem sua ajuda. Quando a fé descobriu uma verdade útil de Deus, ela faz uso imediato dela como um suporte, assim como Abraão fez no caso agora diante de nós. A grande dificuldade com Abraão era a morte. A morte estava ao redor dele por todos os lados. Deus lhe havia prometido vida e vida mais abundantemente, pois ele seria o pai de muitas nações e teria uma semente como as estrelas do céu em número de pessoas. Mas quanto a todas as possibilidades de ele ser pai, seu corpo estava morto. Ele tinha 100 anos e murchou com a idade; como ele poderia se tornar um pai de nações? Sara, também, para ser mãe, estava praticamente morta, porque tinha 90 anos. Como ela deveria ter filhos para
9
Abraão? Mais adiante, o Senhor disse a ele, quando Isaque nasceu milagrosamente, para oferecê-lo como sacrifício, e Abraão estava disposto a fazê-lo por ordem de Deus. Ele acreditava que, em Isaque, deveria ser chamada a sua semente e, portanto, ele olhava para que Deus “o levantasse dos mortos; de onde também ele o recebeu em uma figura.” A fé do patriarca se estabeleceu no poder de Deus para vivificar os mortos e ele encontrou naquela verdade inquestionável um fundamento para a mais firme confiança. A verdade do poder de Deus para vivificar os mortos encontrou todas as dificuldades da posição de Abraão. Ele argumentou; “E se meu corpo estiver morto? Deus pode vivificá-lo. E se minha esposa, nessa questão, estiver morta? Pelo poder de Deus ela pode receber força. E se meu filho, quando crescer, estivesse morto no altar? Aquele que me fez a promessa pode ressuscitá-lo dos mortos, pelo que Ele prometeu que Ele é capaz de realizar.” A fé de Abraão era um prego preso em um lugar seguro. Ele conhecia a Jeová como “Deus que vivifica os mortos”, e essa palavra da ressurreição era, para sua fé, um grito de vitória! Abraão teve uma segunda confiança no poder criador de Deus. O Senhor lhe falara sobre sua semente como se ela existisse e disse: “Eu fiz de você um pai de muitas nações”. Como se essas nações já tivessem nascido, Ele mudou seu
10
nome de Abrão para Abraão, o que significa “pai de uma multidão.” No entanto, quando ele entrou em sua tenda, nenhuma criança subiu com afeição no joelho, nenhum bebê sorriu dos braços de Sara! "Para mim você não deu semente", foi a declaração humilde do patriarca crente. Ele achava que Jeová poderia invocar da não-existência um povo tantas quanto as estrelas do céu, pois Ele dissera: “assim será a tua semente”. Você sabe o que é chamar um servo. Você diz: “Maria” e lá está ela. Você chamou alguém que existe e ela aparece em seu chamado. Mas Deus chama as coisas que não são como se fossem, e eis que aparecem a Seu favor! Ele diz: "Haja Luz" e houve luz. Ele diz: "Haja um firmamento", e o céu azul cobre toda a terra. Quando Ele pede peixe ou ave, planta ou animal, eles atendem ao chamado. Então Abraão argumenta; Se Deus pede descendentes para mim, eles virão. Embora não haja sinais de eu ser pai e de falar segundo a carne, é impossível, mas Deus, que chama tudo do nada, pode exigir uma progênie numerosa para mim e essa progênie virá. Assim, você vê, na hora da provação, a fé de Abraão recuou sobre os dois fatos da ressurreição e da criação, e lá repousou em paz.
(Nota do tradutor: O trabalho da fé não consiste unilateralmente na nossa confiança em Deus,
11
em nosso assentimento de que sua Palavra é verdadeira e que Ele é poderoso para cumprir todas as Suas promessas. A fé possui algo muito maior nela que é a ação sobrenatural do próprio Deus que nos desperta, levanta, capacita, move, na direção de não apenas crer na Sua vontade, como também nos dispormos a obedecê-la e cumpri-la naquilo em que Deus nos chama a participar para a realização da mesma.
Por exemplo, Deus desperta sentimentos e desejos novos para a realização de algo específico, para o qual até mesmo não nos sentíamos encorajados, capacitados ou mesmo desejosos de nos interessar em tal assunto. Então, este despertar da fé que nos vem do alto, faz com que nos apresentemos, e toda a capacitação e todo o desejo de cumprir o que nos foi ordenado, é gerado em nós, e seremos achados lutando até mesmo com os poderes das trevas, ainda que com dificuldades e por um longo tempo, até que a vitória seja alcançada, ou até o ponto em que o Senhor nos mantiver na peleja.
Foi com este tipo de fé que Abraão foi levantado em sua velhice, crendo até mesmo contra a esperança, e em tudo foi achado fiel não apenas para que o filho da promessa fosse gerado a partir dele, como também a instruí-lo, educá-lo,
12
assim como toda a sua casa, a andarem nos caminhos do Senhor, para que através deles fosse formada a nação de Israel.)
Desejo, neste momento, sem sabedoria de palavras, com grande simplicidade, ensinar esta lição. É uma lição muito simples, mas se for bem aprendida, será um poço de força e consolo para você. Deus ressuscita os mortos e cria do nada; e, portanto, Ele pode cumprir as promessas do Seu evangelho. Consiga isto trabalhado em sua própria alma, e você será forte em fé. Uma vez forte na fé, você é forte em todos os lugares, pois, como a fé de um homem é, ele também é. Se a sua fé aprender a se manter sobre os princípios eternos, e encontrar o seu descanso na onipotência de Deus, você se tornará como Abraão, um príncipe entre os homens; e este serviço trará a você uma bênção vitalícia.
Antes de mergulhar no sermão, deixe-me falar uma palavra a homens e mulheres ansiosos que ainda não foram salvos, mas que anseiam ser participantes da vida em Cristo Jesus, nosso Senhor. Você está em um conflito de alma agora. O Senhor colocou diante de você a promessa: “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna”. Isso você ficaria feliz em acreditar, mas fica atordoado com a grandeza da misericórdia. Como Deus é capaz de justificar o ímpio? Como
13
Ele pode ter comunhão com você, pois você está contaminado pelo pecado? Você parece ter sido um monstro de incredulidade e inimizade contra Deus que nunca pode ser colocado entre os filhos. “Como podem estas coisas ser?” É a investigação do seu espírito tremente. Pode um leão se tornar um cordeiro? Pode um pecador ser transformado em santo? O leopardo pode deitar-se com o menino? Pode um rebelde tornar-se um companheiro daqueles que temem o Senhor? Pode um homem que merece a ira mais feroz de Deus ainda viver em Seu amor e se deleitar em Seu favor? Não é além da crença que alguém mergulhado no mal deve, finalmente, ser encontrado sem culpa diante do trono de Deus? Deus promete a vida eterna a todos os que creem em seu Filho Jesus, mas como isso pode ser realizado? Aqui está a luta. Eu quero que você, querido amigo, antes de eu entrar completamente no meu assunto, pegar de uma só vez o fio dele e dizer: “Eu vejo onde o pregador está dirigindo. Ele quer que eu acredite que Deus pode fazer qualquer coisa que Ele prometeu fazer, vendo que Ele pode ressuscitar os mortos e chamar as coisas que não são como se já fossem.” Coloque este pensamento em você, e espero que seja uma ajuda para você na hora do conflito entre fé e sentimento.
14
Primeiro, deixe-me tentar e mostrar o tempo para o exercício de tal fé, ou, quando nos basearemos na ressurreição e criação? Em segundo lugar, vamos olhar para a base dessa fé. E então, em terceiro lugar, vamos resumir o resultado de tal fé. Se realmente tivermos essa fé, ela será fecunda em abundantes bênçãos.
I. O TEMPO DE TAL FÉ COMO ESTA. Acreditar em Deus de maneira inconstante nos dentes das aparências; quando é a melhor hora para isso? Esse dever não é o melhor quando tudo vai bem conosco, pois quando andamos por vista, andamos mal pela fé! Quando a alma está cheia de alegria, há amplo espaço para gratidão, mas espaço mais restrito para a fé. “O que um homem vê, o que ele ainda espera?” A luz do dia fugaz não é para percepções que lidam com a eternidade; a hora da fé é meia-noite. Até mesmo o horror das grandes trevas proporciona-lhe uma melhor oportunidade de comunhão com o Deus da aliança. A fé contempla suas visões à noite; ela não precisa de luz terrena. Um cego não perde nada pelo conjunto do sol, e a fé não perde nada pela remoção de evidências externas. A fé trabalhou muitos de seus maiores feitos em horas que pareciam menos adequadas para seus empreendimentos. Como o herói de Davi, ela mata seu leão na cova no tempo da neve. Como
15
Jacó, ela luta com o anjo e ganha a vitória quando a noite caiu sobre o mundo inteiro. A fé do sol vem e vai; verdadeira fé está em vigília todas as horas! A fé de bom tempo é coisa pobre; dá-me a fé do inverno que tem calor dentro dela quando as explosões do norte congelam a carne e o sangue até o osso!
Primeiro, quanto a confiar em Deus por causa da ressurreição, vamos encontrá-lo muito na época em que a nossa alma é primeiramente levada a sentir sua morte espiritual. Estou me dirigindo a alguns que choram tristemente: “Como posso ser salvo? Eu estou tão morto quanto a terra em que estou. Não sinto nada ... Ouço, mas pareço ouvir em vão. Insensível como aço; se alguma coisa é sentida, é somente dor. Para descobrir, não posso sentir.“ Meu coração é como o ferro endurecido nas forjas do inferno. Estou sem Deus e sem esperança; e, no entanto, não lamento meu pecado nem sinto minha posição terrível como devo fazer. Temo que eu esteja morto em ofensas e pecados e pergunto ao profeta: “Estes ossos secos podem viver?” Agora é um momento especial, pobre pecador, por acreditar em Deus que vivifica os mortos. AGORA é a sua escolha de oportunidade para testar o poder da ressurreição do Senhor Jesus, que disse: “Eu sou a ressurreição e a vida.” Deus pode guardar Sua promessa de graça para
16
você, mesmo para você, se você crer, pois Ele vivifica o morto. Você acredita que todos os mortos ressuscitarão no último dia; você não acredita que, embora esteja espiritualmente morto, Deus pode te vivificar? Você não acredita no poder do Senhor para cumprir Sua palavra? Se a ressurreição foi trabalhada por Ele, todas as coisas são possíveis com ele. Se você é como um homem morto; tão duro e frio para as coisas celestiais como se você fosse um cadáver; ainda assim, Deus pode vivificá-lo em novidade de vida. Isso não é claro o suficiente? Você acredita nisso? Se você pode acreditar, você está no caminho da salvação! Se você pode confiar em Deus em Cristo para fazer você viver, você vive! O próprio fato de você confiar em Cristo Jesus para a vida eterna prova que você tem a vida eterna! Jesus disse: "Aquele que crê em mim tem a vida eterna". (Nota do tradutor: Esta capacitação para crer nos vem do alto, da graça de Deus, pois a fé é um dom que ele nos concede para que possamos crer contra toda a insinuação de incredulidade de que um Deus tão santo esteja de fato disposto a salvar grandes pecadores como nós. Se então, cremos com a fé verdadeira que salva, é porque Deus mesmo nos moveu para crer e buscar a salvação em Jesus em espírito.) Mesmo agora, embora consciente de tanta morte, acredite em Deus que vivifica os mortos! Em seguida, há outra ocasião notável
17
para a fé; quando o filho de Deus está em apreensão da morte por causa do problema da alma. Ele está chorando como Davi no Salmo 88: “Minha alma está cheia de problemas, e minha vida se aproxima da sepultura.” Embora não seja absolutamente morta quanto às coisas espirituais, a pequena vida que permanece é fraca, adormecida e letárgica. Acho que ouço você clamar: “Eu sou contado com eles que descem à cova: sou como um homem que não tem força: livre entre os mortos, como os mortos que jazem na sepultura, dos quais você não mais se lembra: e eles estão cortados da tua mão”. Agora é a estação para glorificar a Deus crendo na promessa! Você tem a sentença de morte em si mesmo, para não confiar em si mesmo, mas somente no Senhor. Seus velhos pecados se levantam e te acusam; suas atuais más tendências, como um corpo apodrecido de morte, o cercam; você não encontra conforto ou alegria na vida. Parece que Deus te entregou e te deixou perecer. Embora uma vez que você se alegrava perante Ele, você é forçado a suspirar como um abandonado por seu Deus, calado para a destruição. Agora, mesmo agora, você está em um campo privilegiado para glorificar o Senhor pela fé. Pode ser que, neste momento, você não aproveite nada quando for a cultos religiosos. E ao ler a Bíblia ou orar em casa, o frio da morte faz com que todo exercício piedoso seja um fardo.
18
Você está tão assediado com medos, tão preocupado com os cuidados, tão torturado com arrependimentos e tão tentado com tentações que é forçado a clamar: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”
Vem, meu irmão. Venha, minha irmã, olhe para os fortes por força! Você não pode fazer nada, está claro; portanto, lança-te sobre aquele que pode vivificar os mortos! Não há espaço aqui? Para você, mesmo para você, embora você esteja gemendo: “Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?” Para você, digo eu, vem esta corajosa esperança: “O Senhor ressuscitou de fato”, e aquele que nele crê, ainda que morto, viverá.
Acredite nessa promessa: “Eu nunca te deixarei, nem te desampararei”. E aquela outra, “eu dou às minhas ovelhas a vida eterna; e nunca perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão.” Certamente, se você se lembrar de que Deus vivifica os mortos, você pode acreditar que Ele preservará sua alma quando o coração e a carne falharem em você!
Para outro pessoa é uma oportunidade semelhante oferecida. Quando a morte ameaça nos alcançar através de problemas temporais, então podemos crer nAquele que vivifica os
19
mortos. Pode ser que as flechas da morte tenham matado o seu querido e, ao mesmo tempo, você tenha sofrido perdas esmagadoras nos negócios, doenças do corpo e cruzes em seu círculo familiar. Você acha que poderia dizer verdadeiramente com Davi: “Todas as tuas ondas e tuas vagas se apoderaram de mim”. Se Deus não interferir em breve, estarás morto ou pior que morto. Você clama: "Estou aflito e pronto para morrer desde a minha juventude".
Ouçam, meus irmãos e irmãs, escutem esperançosos! Você crê que a trombeta soará e os mortos serão ressuscitados! Certamente, aquele que pode levantar as miríades dos mortos pode livrá-lo de seus problemas com a morte. Ele pode trazê-lo através do vale da sombra da morte e dar-lhe beleza para as cinzas. Eu sei que ele pode, e você também! Não duvide mais, mas descanse no Deus que dá vida e Ele te livrará. “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas elas”; e assim Ele te livrará.
(Nota do tradutor: Toda pessoa nascida ao mundo terá sobre si uma terrível maldição de condenação eterna ao sofrimento no inferno que pode somente ser removida pela graça de Jesus Cristo. Há portanto, este grande transe, este grande problema de dimensões infinitas e
20
eternas que pesa sobre toda a humanidade. A justiça implacável de Deus só pode ser satisfeita pela fé no sacrifício de Jesus, que foi oferecido por nós, para que pudéssemos ser perdoados e justificados. E não há outro meio de salvação além da fé. É somente por fé em Jesus e nada mais que podemos ser salvos dessa condenação eterna e sermos feitos filhos de Deus. A fé é portanto preciosa, muito preciosa e vital para nós, porque sem ela não há salvação. Peçamos a Deus que gere tal fé em nós, caso nos sintamos fracos e inseguros para crer e sermos aproximados de Jesus em espírito.
Como a fé atua pelo amor divino, então uma grande evidência de termos a fé que salva é o amor a Jesus que é despertado em nós, e que nos leva a desejar viver para ele e cumprir todos os seus mandamentos. Uma vez salvo, o Espírito Santo passa a habitar em nós e nos move à santificação. Então, a fé não é adventícia somente para que sejamos convertidos no início, mas é algo vital que permanece conosco e aumentará em graus à medida que nos entregarmos ao seu mover para buscar crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.
O evangelho nos dá Jesus para ser o Fiador eterno e a nossa vida. A aliança da graça foi feita
21
entre o Pai e o Filho, na eternidade, para que pudéssemos ser salvos sem nós, ou seja, sem nossos méritos ou obras, em face da nossa fraqueza para guardarmos de nós mesmos, perfeitamente, toda a lei de Deus. Então, nossa culpa foi apagada com o sacrifício de Jesus, pelo qual a justiça divina foi satisfeita, e a misericórdia, fez com que Deus nos perdoasse e aplicasse a justiça de Deus como sendo a nossa própria, e para que nos apropriássemos desta graça, estabeleceu a fé como o meio e a única coisa necessária, porque assim como a queda no pecado ocorreu pela incredulidade, o retorno a Deus é feito pela fé em Cristo.)
Mais um caso ocorre para mim. Isso é muito triste para o meu coração. Quando a morte esmaga a igreja e não parece haver sinal de reavivamento, então devemos crer no Deus da ressurreição. O homem carnal não se importa com a condição da igreja de Deus, mas o homem espiritual sente prazer em suas pedras e favorece o seu pó. Alguns de nós prefeririam mais cedo sofrer calamidade pessoal do que ver a causa de Deus e da verdade em uma condição baixa. Pode ser que, na igreja da qual você é membro, você tenha uma praga. Pouca oração, nenhuma comunhão cristã, muito poucas conversões, muito pouco desejo de ganhar almas; seu coração afunda dentro de você, pois
22
a morte está por toda parte! Você olha para o exterior e existe o mesmo estado de coisas. Estamos sufocando em falsas doutrinas e sufocando no mundanismo! Em muitos lugares, a própria religião parece morta e enterrada sob um monte de entretenimentos de lixo. O que fazer então? Para onde nos voltaremos para nos consolar? Existem alguns homens bons e fiéis que restam, mas será inútil confiar neles; o que é que eles podem fazer? Nós resolvemos nos manter firmes pela fé, nós mesmos, mas não nos atrevemos a confiar na resolução de uma feitiçaria que fascina os próprios eleitos. Aqui está nosso esteio; Deus é capaz de vivificar os mortos! Das pedras do rio Jordão, Ele é capaz de criar filhos para Abraão! O Senhor Deus pode, das favelas e dos antros de Londres, chamar um povo que guarde a Sua verdade! Deus que vivifica os mortos, pode trabalhar o milagre sete vezes de despertar Sua igreja morta e torná-la um poder para abençoar o mundo, ou Ele pode estabelecer igrejas existentes de um lado, e chamá-las de um povo que não era um povo, e sua amada que não era amada. Tenha fé em Deus que vivifica os mortos que nenhuma das Suas promessas ou propósitos cairá no chão!
Eu me volto agora para o outro fundamento da esperança de Abraão. Ele não teve filhos e, no entanto, Deus diz a ele que ele terá uma semente
23
tão numerosa quanto as estrelas do céu! Como o homem de Deus acredita nisso? Sua segunda permanência é o poder criador de Deus; Ele chama as coisas que não são como se fossem. Ele pode criar e vivificar. Quando podemos usar esse fato como razão para a fé? Amigo, olhe para isto quando as graças necessárias estiverem faltando em seu coração. Embora você não possa encontrar uma das graças salvadoras em sua alma, ainda acredite na promessa do Senhor. E se em seu seio no presente, não parece haver nem arrependimento, nem fé, nem esperança, nem amor? O Senhor pode criá-los todos dentro de você! Ele pode chamar as coisas que não são e elas aparecerão. Aqueles de nós que carregam conosco um corpo de carne e sangue são às vezes terrivelmente derrubados. Quando olhamos para dentro, até mesmo pela vela da Palavra, há momentos em que não podemos encontrar em nossa própria alma nada que desejamos encontrar; a paz fugiu, o amor está definhando, a santidade está de luto, a alegria é banida; nós não somos frutíferos, nem úteis, nem felizes. E ainda assim não podemos desistir de nossa fé; teríamos o prazer de fortalecê-lo. Então vamos acreditar naquele que faz todas as coisas novas! Ele criará em nós o novo coração, o espírito correto e chamará graças que ainda não são nossas. “Bem”, clama um filho de Deus, “acho que posso encontrar fé
24
e um pouco de amor, mas o que devo fazer quando a alegria e a paz se forem? Eu perdi o resto que eu gostava uma vez. Não posso cantar como fiz quando pensei que poderia cantar com os serafins porque meu débito com o amor infinito era maior do que o deles.” Ah, bem, querido amigo! Deus pode criar alegria e paz e colocá-los em sua alma como novos dons do céu, pois Ele “chama aquelas coisas que não são como se fossem”. Acredite pela fé, creia pela esperança, creia pela paz e creia pela alegria! Essas graças são colocadas em graças inferiores; “Graça sobre graça.” Você não se levanta em degraus de seus egos mortos, mas na escada do Deus Criador que disse: “Eu crio o fruto dos lábios. Paz, paz para aquele que está longe e para o que está perto, diz o Senhor, e eu vou curá-lo.” Eu falei agora apenas em referência a problemas temporais; existe uma grande plataforma para a fé quando nenhuma ajuda é visível. Quando você não consegue ver nenhum amigo que o ajude, ou de que maneira você possa se ajudar, então confie no Criador que pode criar um caminho.
Nossos amigos, como andorinhas, logo nos abandonam quando nosso verão acaba, mas a promessa de Deus não depende da fidelidade do homem. Não vemos como podemos ser libertados, mas então o caminho do Senhor está
25
no mar e Seus passos não são conhecidos. Meu caro amigo, você não acredita em Deus, seu Criador, que chama coisas que não são como se fossem? Ele pode te livrar por meios desconhecidos para você! Incline-se com força no braço criador. Confie em Deus, embora as figueiras não floresçam, embora não haja gado no estábulo, nem ovelhas no rebanho, nem trigo no celeiro. Confie na promessa: “Você habitará na terra e, em verdade, será alimentado”.
O Senhor que fez o céu e a terra pode pôr o pão na sua mesa e colocar roupas nas suas costas.
Mais uma vez, deixe-me falar da igreja nos dias maus. Vamos confiar no Criador a respeito de Sua nova criação. Você se lamenta porque não está revestido de poder do alto para trazer pecadores a Jesus. Quando você entra na sua aula, sente-se como uma árvore seca e não como a vara de Aarão, que brotou e produziu amêndoas. Se você prega, você se sente inadequado para o emprego sagrado. O que é pior, a mesma fraqueza está quase em todos os lugares. Poucos parecem levantados para pregar com poder e levar as hostes de Deus à vitória. Isso é muito triste; mas suponha que a morte esteja em todo lugar; morte no banco da igreja, morte no púlpito, morte entre os profetas e morte entre as pessoas? O Senhor, que chama
26
coisas que não são como se fossem, tem apenas que dar a palavra e grande será a companhia dos que a publicam! Nosso líder real escondeu forças sob o seu comando!
Sir Walter Scott fala do chefe das terras altas, no vale solitário, que soltou um assobio estridente e imediatamente surgiu um exército onde antes ninguém havia visto um... – “De telhas cinzentas, as lanças começaram a surgir. A samambaia envia o dardo. e o bastão de salgueiro está eriçado em machado e marca, e cada tufo de vassoura dá vida a guerreiros arrancados armados para contenda.” Assim nosso Senhor pode ajuntar Sua igreja num momento! Em sua desolação, pode povoá-la com tais multidões, a ponto de perguntar: “Quem me gerou estas coisas?” O Senhor pode enviar mártires se forem necessários, confessores, pregadores, escritores e homens e mulheres consagrados de toda espécie. Não tenhamos pensamentos tímidos, mas glorifiquemos a Deus pela fé firme.
Assim, eu pus diante de vocês o fato de que nossos momentos de morte e descontentamento são grandes estações para crer nAquele que vivifica os mortos, e chama todas as coisas à existência.
27
II. Em segundo lugar, observaremos como essas coisas são manifestas para nós; ressurreição e criação. Nós falaremos da BASE DESTA FÉ. Se nossa fé é baseada na ressurreição, o que sabemos sobre isso? Paulo parece passar sobre todas as outras ressurreições e habitar somente na ressurreição de nosso Senhor. Veja os versos finais deste capítulo; “Se crermos nAquele que ressuscitou a Jesus nosso Senhor dentre os mortos; que foi entregue por nossas ofensas e ressuscitou para nossa justificação.” Irmãos e irmãs, vocês creem que nosso Senhor foi crucificado, trespassado ao coração, morto e sepultado. Uma pedra foi rolada para a boca da sepultura, e aquela pedra foi selada e guardada para que o corpo não fosse roubado; mas ainda assim ressuscitou dos mortos. Alegra meu coração ouvir uma grande multidão cantar –
“A morte não pode manter sua presa;
Jesus meu salvador!
Ele arrancou as barras;
Jesus meu Senhor!
Desde a sepultura Ele se levantou,
Com um poderoso triunfo
28
sobre seus inimigos
Ele se levantou
um vencedor do domínio escuro,
E Ele vive para sempre
com Seus santos para reinar.
Ele surgiu!
Ele surgiu!
Aleluia!
Cristo ressuscitou!”
Perceba essa ressurreição mais e mais, pois aí está sua esperança. Ouça isto! Nosso Senhor “foi entregue por nossas ofensas”. Deus O entregou à justiça como se Ele tivesse dito: “Leve-o embora: Eu coloquei nele as transgressões do meu povo; leve-o ao lugar do castigo. Condene-o, flagele-o, crucifique-o, pois Ele é feito maldição para o meu povo. Eu o entreguei-o; Deixei-o e o abandonei”.
Veja os soldados conduzi-lo pelas ruas de Jerusalém! Olha, eles prendem as mãos e os pés com as unhas da cruz cruel! Contemple-o
29
levantado para morrer em extrema agonia! Ele morre; eles retiram esses preciosos membros, envolvem-nos em linho branco e os colocam no sepulcro. Ele é entregue ao túmulo por nossas ofensas. Lá foi todo o meu pecado e os pecados de todos os crentes; Ele fez um fim do pecado em sua morte. A ira de Deus foi posta sobre Ele pelos pecados que foram feitos para se encontrar na pessoa do Bem-Amado, e agora esses pecados se foram para sempre. Como nós sabemos? Sabemos que é assim porque a nossa garantia é libertada! Para cumprir nossa dívida Ele foi colocado na prisão. Quando pagou a dívida, ele seria libertado, mas não até então. Quando Ele foi ressuscitado, foi porque nossa justificação foi cumprida. Uma declaração pública foi dada que a dívida foi dispensada, e a justiça eterna foi trazida. Bem nós cantamos –
"Ele deu ao madeiro a sentença por mim,
E agora tanto o Fiador
quanto o pecador
são livres".
Ressuscitados dentre os mortos, os crentes não são mais culpados diante de Deus, pois sua culpa deve ter sido afastada, ou então seu
30
Representante não teria ressuscitado! Se Deus deixou nosso Representante e Substituto partir, somos livres! Que rocha gloriosa é essa! Você não pode obtê-lo; a ressurreição do seu bendito Senhor? Este é um fato provado além de qualquer outro fato na história, e significa isso para nós; que Ele completou o trabalho pelo qual o Seu povo é salvo. Aleluia! – “Se Jesus não pagou a dívida Ele nunca esteve em liberdade definida”, mas na prisão do túmulo Ele teria sido encarcerado até esta hora. Deus, que criou Seu Filho e assim libertou Seu povo, pode ser confiável para cumprir todas as promessas.
A isto acrescento que sabemos que todos os mortos ressuscitarão e certamente neste terreno poderemos descansar no Deus Todo-Poderoso. Temos visto outros espiritualmente vivificados, e feitos para viver para Deus, sim, mais, no caso de muitos de nós, nós, que estávamos mortos em ofensas e pecados, fomos vivificados, e portanto, sabendo com certeza que Deus vivifica os mortos, estamos convencidos de que o que Ele prometeu Ele é capaz de realizar. Estamos eternamente seguros em um Salvador ressurreto porque todas as promessas são nele, sim e amém; e o fato de Sua ascensão prova que Ele pode fazer todas as coisas por nós.
31
Se você deseja outra base para sua fé; e dificilmente pensamos que você deseje; existe a criação. Se você deseja fortalecer sua fé, veja a criação e você não está longe disso; seu próprio corpo está cheio de maravilhas. Veja os campos com sua colheita madura! Vagueie nos bosques e florestas; marque as colinas e os vales, os riachos ondulantes e os riachos fluidos e o amplo e expansivo oceano. Olhe para o sol, as nuvens e o céu. Saia à noite e observe a lua e as estrelas. Quem fez tudo isso? Quem os leva na ordem deles? Quem construiu o arco sem pilar que cobre todas as coisas? Quem criou tudo, desde o mais ínfimo átomo até o maior mundo? Quem além de Deus? Certamente, Aquele que fez tudo isso pode me fazer uma nova criatura em Cristo Jesus! Aquele que fez todas estas coisas pode fazer-me encontrar para ser um participante com os santos na luz! Se Ele escolhe ser um oleiro, como Ele faz, Ele pode me fazer girar em torno de Sua roda, e com cada toque de Seu dedo Ele pode transmitir beleza a mim até que Ele tenha me tornado simétrico em santidade e apto para o uso do Mestre. Nós, vendo as obras de Suas mãos ao redor de nós, devemos crer nEle sem dúvida.
Mungo Park, o viajante africano, perdeu o rumo nas selvas, e então, e lá, aplaudiu ao ver um minúsculo musgo e marcar sua singular beleza.
32
Ele viu o dedo de Deus naquele pequeno objeto e teve certeza de que o grande Deus cuidaria dele. Assim podemos ser ensinados na fé por toda coisa criada; o Criador pode fazer todas as coisas. Quando você tiver olhado para a criação, lembre-se da Providência, que é um prolongamento do ato criativo. O poder que fez todas as coisas as sustenta. O Senhor as mantém em seus lugares ou elas não poderiam permanecer. Eles nos dizem hoje em dia que o universo existe por causa da lei. Existe algum poder sobre uma mera lei? Não, meus amigos; a lei requer o poder todo-poderoso do Deus vivo! Hoje em dia, os filósofos são rápidos em reivindicar liberdade de ação aos homens; e o Senhor, que fez o homem, é falado como se Ele não fosse um agente livre, mas o simples escravo das leis. Todo mundo agora é um agente livre, exceto o Deus vivo! Isso é filosofia? É este o motivo? Deus é o cativo de suas próprias leis? Eu não conheço tal Deus! Ele faz todas as coisas. As leis naturais são apenas o resumo da maneira usual de trabalhar de Deus; mas as leis não impedem a Deus em nada, nem executam nada como de si mesmas; Ele mesmo faz com que tudo permaneça, ou mude, como parece bom para ele.
Como você vê tudo confirmado pela palavra do Seu poder, certamente você tem uma boa base
33
para crer em Seu poder para manter Sua promessa a você! Enquanto isso, um trabalho de criação da graça está acontecendo ao seu redor. Se você não sente isso em si mesmo, meus irmãos e irmãs, você pode ver em outros. Fale com o povo de Deus e eles lhe dirão; e para novos convertidos, e eles vão te mostrar. A história do que a graça livre fez é sempre contada, e ainda não contada. Um dirá: “Eu fui um beberrão e o Senhor me converteu”. Outro confessará: “Meus pés quase resvalaram, mas o Senhor me preservou”. Outro declarará: “Eu estava na fornalha e o Filho do homem. andou no fogo comigo.” Outro testificará: “Fui abatido e Ele me ajudou.” Você terá evidências abundantes de que a criação da graça está acontecendo continuamente e que Deus está operando grandes maravilhas no meio de Seu povo! Tenha bom ânimo e coloque sua confiança no Deus da nova criação. Eu desejo que a graça de Deus traga cada um de vocês até onde viemos agora, a saber, acreditar que Aquele que ressuscita os mortos e cria do nada, pode fazer por nós o que precisamos. Temos um Deus Todo-Poderoso para lidar; e Sua graça está ligada à Sua onipotência; e Seu amor é tão grande quanto o Seu poder. Eu quero que você confie nEle. Ah, se você nunca fez isso, faça agora! Deus te ajude! Se você está se apegando a algo que não seja Deus em Cristo Jesus, deixe-o ir; deixe ir
34
imediatamente! Você não vai se machucar por cair nos braços invisíveis.
Ouvi falar de alguém que, vagando à noite, chegou ao que considerou ser um terrível precipício e, quando estava prestes a cair, em puro desespero, apanhou a raiz de uma árvore e a abraçou por sua vida. Seus braços estavam cansados. Suas mãos estavam prontas para fracassar, mas ele segurou com um aperto mortal. Por fim, ele foi obrigado a desistir e, quando o fez, caiu; e você espera que eu adicione que ele foi destruído em pedaços. Não, ele só caiu alguns centímetros sobre uma cama macia de musgo, pois ele não estava perto de um precipício depois de tudo! Quando você solta todas as outras confianças, você acha que é uma coisa terrível cair nos braços do seu Salvador, mas não é assim; não é um empreendimento perigoso, mas uma confiança sábia. Se a fé cai, ela cai no seio de seu Deus. Se você confia naquele que o amou até a morte, você está seguro e feliz. Desista de toda a confiança terrena, toda esperança humana; e repouse em Jesus crucificado, e você encontrará descanso para sua alma.
III. Mas agora, vamos rever o resultado desta fé. Que todos nós possamos ver os mesmos resultados em nós mesmos através do Espírito
35
Santo! Abraão acreditou e olhou para as coisas do ponto de vista de Deus. “Como está escrito, eu te fiz pai de muitas nações, diante daquele em quem ele creu, sim, Deus.”
Abraão olhou para a promessa como Abraão, e ele não podia ver como poderia ser. Ele não tinha filhos e sua esposa era velha. Mas Deus o chama pelo nome que significa "Pai de uma multidão", porque Ele o via como tal. E o Senhor falou com ele sobre sua casa depois dele; sobre o seu número; e sobre eles serem peregrinos em uma terra estranha. Para o olho previdente de Deus, Abraão era o que ele deveria se tornar; Ele chama as coisas que não são como se fossem.
Agora, a fé tem a maravilhosa propriedade de se tornar como o Deus em quem confia e de ver as coisas como Deus as vê. Como eu gostaria, meus queridos irmãos e irmãs, vocês poderiam ver seus problemas como Deus os vê; ou seja, como meio para o seu avanço na graça divina! Olhe para aflição hoje como um processo que está enriquecendo você! Pecador, quando você crê em Jesus, Deus olha para você como salvo, justificado, perdoado e vivificado para a vida eterna! Se você acredita em Jesus, veja a si mesmo como Deus o vê. É uma grande coisa para um pecador, morto em si mesmo, dizer: “E ainda assim eu vivo”. Mas seguramente ele pode
36
dizer isso! É uma coisa grande para alguém conscientemente culpado dizer: “E ainda assim eu sou justificado”. Ainda assim, é verdade, e não é presunção acreditar nisso! Oh, isso é uma grande arte, olhar as coisas do ponto de vista de Deus! A fé assume a onipotência de Deus e se cinge de Seu poder onipotente; e então ela toma a presciência de Deus, e embora ainda não apareça o que seremos; a fé percebe que em Cristo, a alma pobre, trêmula e culpada se torna pura, imaculada e gloriosa diante de Deus!
Crente em Jesus, conheça-se como o que o evangelho diz que você é, e segure-se a esse conhecimento! Por mais desesperado que seja o puxão, nunca deixe sua convicção de que a visão de Deus sobre você em Cristo é a verdadeira. Deus vê a verdade das coisas e ensina a fé para ver o mesmo. A justificação pela fé não é ficção; é um fato que o crente é justo, é salvo, é completo em Cristo Jesus! Deus nos dá para ver este fato mesmo quando Ele o vê, e então, sendo justificados pela fé, podemos ter paz com Deus.
Em seguida, você vê que Abraão considerou seu corpo agora morto. Nossa Versão Autorizada apresenta assim; "Ele não considerou seu próprio corpo agora morto." A Versão Revisada tem; "Ele considerava seu próprio corpo agora tão bom quanto morto". É curioso que entre os
37
manuscritos antigos haja duas leituras de valor quase igual; um com o "não" e outro sem ele. Eu acho que ambos significam a mesma coisa. Você diz: “Como é isso?” Ele considerava que seu próprio corpo estava morto, mas ele não fez nenhuma consideração desse fato, mas acreditou em Deus do mesmo jeito. Ele considerou tanto a ponto de ser plenamente ciente disso, mas ele não o considerou para levantar uma questão sobre o cumprimento da promessa. Ele considerou que era verdade que ele tinha gerado um filho na força da natureza, mas ele considerou que ele deveria ter um filho através do poder da promessa.
Deus poderia trabalhar em Seu propósito também com Abraão e Sara na velhice como em sua juventude. Ó pobre alma em busca, ouça isso! Conheça-se espiritualmente morto! Pense tanto em você como sempre, pois você é pior do que pensa, mas depois de considerar o terrível fato de sua herança perdida, não a considere como um empecilho para Deus na obra e na graça de Deus. Jesus é capaz de te salvar sobre a cabeça de toda a sua morte, culpa e corrupção. Se você tem sido um ladrão, um destruidor do dia do Senhor, um mentiroso, um xingador, um assassino; Ele pode te perdoar! E se hoje você se sentir tão morto que não pode fazer nada para a sua própria salvação, ainda que acredite na
38
promessa dEle, aquele que pode ressuscitar os mortos pode salvar você da culpa e do poder do pecado! Não considere seu estado desamparado como uma barreira para a livre graça, pois o amor de Deus triunfará sobre toda a sua repugnância e morte!
Abraão, como resultado de sua fé, obedeceu a Deus em todas as coisas; um ponto muito essencial foi isso. Crendo em Deus, ele deixou suas propriedades em Ur dos Caldeus, e veio a Canaã para viver em tendas e vagar como um cigano, a fim de habitar onde o Senhor o havia chamado para peregrinar sozinho; um estranho em uma terra estranha.
Se você acredita na promessa do evangelho, você sairá do mundo. Você sairá do pecado, e você se tornará um daqueles peregrinos que seguem Jesus onde quer que Ele vá. Deus será seu líder. Cristo será seu comandante. E apesar de estar no mundo, você não será do mundo.
Todos os verdadeiros crentes, como Abraão, obedecem. Obediência é fé em ação. Você deve andar nos passos da fé do pai Abraão. Sua fé não ficou quieta; deu passos; e você deve tomar estas medidas também, obedecendo a Deus porque você acredita nele.
39
Aquela fé que não tem obras com ela é uma fé morta e não justificará ninguém. Como deve uma coisa morta justificar? A fé, sabendo que uma coisa é verdadeira, atua sobre essa verdade, e é assim justificada, ou provada ser justamente chamada de fé. E então o resultado foi que Abraão gostou da promessa. Muitas vezes pensei no velho rindo do pensamento do nascimento de um filho para ele em seu centésimo ano. Duas pessoas podem fazer a mesma coisa, e em um pode estar certo, e no outro pode estar errado. Sara riu porque achou absurdo e não pôde acreditar. Mas Abraão riu porque ele acreditou e percebeu. Ele sabia que assim seria e começou a rir com alegria! Ele acreditava ser o pai de muitas nações, e o velho riu e riu de novo! Parecia uma fonte de felicidade para ele. Se você acredita, vai rir também. Nós temos muito choro entre nós. Oh, para encher um pouco mais a boca de riso, e a língua de cânticos, porque o Senhor fez grandes coisas por nós, das quais nos regozijamos! Não é uma ficção, é um fato. O Senhor nos deu a vida eterna em Seu Filho, Jesus Cristo, nosso Senhor. Vamos rir e rir de novo, pois uma inexprimível alegria de coração inunda nosso espírito!
John Bunyan retrata Cristão dizendo para Misericórdia: "Qual foi o problema que fez você rir em seu sono esta noite?" E Misericórdia
40
disse: "Mas você tem certeza que eu ri?" Quando ela contou seu sonho, Cristão disse: "Riu, sim. Ela riu porque ela sonhou que tinha sido bem recebida na glória.” Para a fé isso não é sonho. Tivemos muitos sonhos desse tipo e sabemos que somos salvos pela graça, adotados pelo Pai, unidos ao Filho, habitados pelo Espírito Santo; visões mais verdadeiras; e isso nos fez rir com um deleite inexprimível!
Quanto mais firmemente acreditamos, mais desta alegria arrebatadora nós experimentaremos. Melhor de tudo, por causa disso, Abraão foi considerado justo. E quem o considerou justo? Bem, não os filhos dos homens; eles o conheciam como justo apenas por seu caráter exterior. Deus o considerou justo porque ele tinha fé! No momento em que você crê em seu Filho ressuscitado, Deus o considera justo e, à medida que você continua acreditando, Deus lhe considera justo.
“Oh, mas eu sou uma criatura pobre e imperfeita!” Deus te considera justo.
"Eu me esforço após a santidade, mas eu não sou o que eu quero ser. Deus te considera justo. Deus nunca comete erros. Ele nunca se engana. Se Ele conta um homem justo, esse homem é justo, depende dele; justos de tal maneira que ele
41
possa estar diante do tribunal de Deus no final, e ninguém será capaz de colocar qualquer coisa ao seu cargo –
“com ousadia eu permanecerei
naquele grande dia
Por que quem qualquer coisa
a meu cargo deve lançar?
Enquanto através do Teu sangue
eu estou absolvido
Da tremenda maldição
e vergonha do pecado.”
Acredite, e você será considerado justo! O Senhor te ajude, pelo amor de Jesus! Amém.

Publicado no site: O Melhor da Web em 02/12/2018
Código do Texto: 138775

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.