Visitante, seja Bem-Vindo! 
Novo Cadastro
Esqueceu a Senha?

Login: 
Senha:
Silvio Dutra

Todas imagens extraídas da galeria do Google.
kuryos - Silvio Dutra
RSS - As recentes de:Silvio Dutra
&nbnsp;
 

----------------------------------------------------------------------------------------

PARTICIPE! Quero incluir Textos! É GRÁTIS, É fácil, É simples, EU POSSO!



Silvio Dutra
Aniversário: 25/11
Cadastrado desde: 29/08/2012 -

Texto mais recente: Um Caminho sem Volta

Textos & Poesias || Evangélicas

Imprimir
O Grande Negócio do Cristão
09/01/2019
Autor(a): Silvio Dutra

O Grande Negócio do Cristão


Sermão nº 1130
Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra
Jan/2019
2
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
O grande negócio do cristão / Charles H.
Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
38p.; 14,8 x21cm
1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.
I. Título.
CDD 252
3
“Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário. Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti.” (Salmo 51: 12,13)
Amados irmãos e irmãs, pecadores estão ao nosso redor vivendo em seus pecados. Dezenas de milhares em nossas grandes cidades, e nossas cidades e vilarejos rurais estão permanecendo nas densas trevas espirituais. Eles não discernem a mão direita da esquerda quanto às coisas eternas. E uma classe igualmente numerosa que conhece alguma coisa da letra do evangelho ainda é como homens que veem, mas não percebem, que ouvem, mas não compreendem. Alguns desses errantes estão em grande miséria todos os dias, como resultado de seus pecados, e se soubéssemos o que eles sofreram, teríamos muita pena deles. Seria impossível ficarmos indiferentes se ouvirmos seus gemidos secretos. E todos esses pecadores, estejam eles sofrendo ou não, estão vivendo para a desonra de Deus, roubando a Deus da glória que lhe é devida como Criador, e mais ou menos desonrando o Senhor Jesus que não recebe recompensa deles como Redentor.
4
Se estivéssemos em um estado correto de coração, não poderíamos viver onde estamos sem sentir angústia diária por causa do pecado abundante. Enquanto isso, ao nosso redor há agências potentes no trabalho para manter esses pecadores em sua condição atual, e impedir sua fuga para uma vida melhor. Podemos estar ociosos, mas os poderes das trevas e seus agentes estão ocupados - ocupados em trabalhar com o mal, levando os homens a uma forma de erro ou outro, ou lançando uma ou outra das redes de infidelidade ao seu redor. O inferno de baixo é agitado neste momento. Se não há reavivamento na igreja de Deus, certamente há um reavivamento entre seus inimigos. Eles estão navegando pelo mar e pela terra para fazer prosélitos, embora, quando os fizerem, eles sejam dez vezes mais filhos do inferno do que eram antes. A atividade das hostes do Maligno deve agir como o som do alarme para despertar o exército adormecido do Deus vivo. O que você está fazendo, ó adormecido? Levanta-te, pois os filisteus estão às vossas portas!
Enquanto isso, o caso ainda é mais grave. Pecadores estão morrendo. Cada hora uma companhia deles se apressa na eternidade. Eles são levados como uma inundação. Eles caem como grama antes da foice do cortador. E para
5
onde eles vão? Infelizmente, nós sabemos, mas quão pouco nós consideramos o caso. Eles são expulsos da presença de Deus e de toda esperança de restauração. Sua infelicidade é tal que não pode ser descrita na linguagem, embora no livro de Deus, o Espírito Santo empregou termos de expressões extremas, cujo significado dificilmente seria exagerado. Eu diria que o olho não viu, nem ouviu, nem penetrou no coração do homem a desgraça que aguarda todos aqueles que perecem em impenitência.
Amado, o pensamento de almas afundando em aflições eternas me excita com o desejo de acordá-lo. Eu sinto que, se meu coração estiver frio, eu posso compartilhar a responsabilidade de qualquer falta de zelo em você, mas se eu for ajudado a ser sincero, eu espero que o contágio santo se espalhe, e que os crentes em Cristo ao redor estejam profundamente preocupados com as almas dos outros. Nosso tópico, então, é o negócio da vida do cristão - ensinar aos transgressores os caminhos de Deus, para que os pecadores possam se converter a Ele. Nós devemos lidar com nosso assunto assim - primeiro, mostraremos quem deve ensinar os outros; em segundo lugar, o que devem visar em seu ensino; em terceiro lugar, por que eles deveriam buscar a conversão de outros e, em
6
quarto lugar, como podem fazer isso, pois pode haver alguns que precisarão de um pouco de orientação prática sobre o que tentarão.
I. Primeiro, queridos irmãos QUEM SÃO AQUELES QUE DEVEM ENSINAR AOS TRANSGRESSORES QUE ELES PODEM SER CONVERTIDOS A DEUS?
A resposta é fácil. O texto é encontrado em um salmo profundamente penitencial, mas termina na alegria do pecado perdoado. As palavras diante de nós se relacionam com a alegria restaurada por um senso de perdão. Portanto, os homens que devem ensinar aos outros os caminhos de Deus são aqueles que foram perdoados. Quem mais pode dizer da culpa do pecado, senão homens sobre quem o fardo do pecado tem pressionado, que sentiram as flechas da convicção em sua própria alma, que foram curvados no pó, porque sentiram que a ira de Deus descansou sobre eles? Eles podem falar com autoridade sobre o que eles pessoalmente sentiram. Quando tais homens falam de amor perdoador e do sangue que purifica, quão docemente eles falam daquele momento abençoado em que suas transgressões foram perdoadas e seus pecados foram cobertos? Estes não são os homens que devem descansar sobre a dignidade da natureza humana, sobre as
7
excelências da virtude e o mérito da reforma moral. Sua história é de outro tipo. Eles clamam: “Nós nos destruímos e toda a nossa ajuda é encontrada em Jesus. Somos condenados, e não temos meios de autojustificação, mas há um sangue precioso que fala melhor do que o de Abel, que clama por nós.” Os pecadores perdoados vão e publicam a história do que a graça de Deus fez por você. Vocês são os únicos, e nenhum outro no mundo, quem pode dizer isso com vantagem. Diga isso com a esperança de que seus semelhantes o ouçam e vivam. Embora, no entanto, todos os pecadores perdoados devam fazer isso, devemos nos lembrar de que estamos mais preparados para fazê-lo quando estamos cheios da alegria da salvação de Deus. Observe a oração - "Restaure-me a alegria da tua salvação... Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos".
Se tiver dúvidas se está salvo ou não; a espada do Espírito está enferrujada em sua mão ou escondida em uma bainha. Você não pode manejar as armas da sua guerra santa com qualquer força enquanto seu braço está tremendo de dúvida. Você deve saber em si mesmo que está perdoado e que você provou o poder do precioso sangue antes de poder falar com os outros com a esperança de que eles acreditem em sua mensagem.
8
Quando Lutero ficou doente e triste, antes de encontrar a paz com Deus, um monge verdadeiramente gracioso veio ao seu leito e disse: “Eu acredito no perdão dos pecados.” Lutero olhou para ele, pois ele repetiu essas palavras com frequência. Creio, mas nunca tinha sentido o seu poder antes. O homem de Deus disse: “Você acredita no perdão de Davi, você acredita no perdão de Pedro, acredita em você como o perdão dos seus próprios pecados através do precioso sangue de Jesus”. E Lutero acreditou nisso, e a partir disso ele falava como um homem a quem Deus enviara, falando poderosamente porque acreditava confiante. Ao pregar a justificação pela fé, ele rugiu como um leão na glória de sua força, pois a alegria do Senhor em sua própria alma tornou-se sua força para prestar testemunho a outros. Não me surpreende que alguns homens duvidem e vacilem em seus sentimentos doutrinários e ensinamentos, e falem sobre pontos de vista e opiniões. Ó senhores, se um dia sentiram um coração partido, e os terrores de uma lei quebrada, se tivessem conhecido o poder do sangue de curar as feridas do coração, falariam de certezas e logo viriam a ser acusados, como alguns de nós, de ser positivo e dogmático. Quem pode ajudar a ser dogmático sobre uma coisa que é sua própria vida, e é tão certo para ele quanto sua própria existência? Embora
9
acreditemos na alegria do Senhor, não chegaremos aos pecadores com “ses” e “mas”, mas com uma fé que, pela graça de Deus, também os ajudará a crer.
Para nos preparar para ganhar almas, devemos ter o Espírito Santo repousando sobre nós, pois o texto diz: “sustenta-me com um espírito voluntário”. O Espírito de Deus na igreja é o milagre permanente que prova que ela é de Deus. Se o Espírito de Deus se afastasse dela, seria impossível a igreja se manter firme. Mas o Espírito Santo que habita na igreja é o testemunho de Deus para a Sua igreja e a força do seu testemunho para o seu Deus. Amado, se o Espírito Santo vir sobre você, e repousar sobre você continuamente, você dirá docemente da graça de seu Senhor e do Seu amor moribundo. As palavras certas virão, porque muitas vezes lhe será dado na mesma hora o que você deve falar. As emoções certas irão atentar às palavras, pois o Espírito de Deus cria ternura e piedade. O gelo derreterá em seu espírito; as duras geadas do seu longo inverno retrocederão ao sol da justiça que retorna. A estação do frio e da morte terminará e desaparecerá, e o tempo do canto dos pássaros chegará à sua alma. Então você será capaz de ensinar aos transgressores os caminhos de Deus.
10
Ó irmãos, orem por um reavivamento em suas próprias almas. Suplicai ao Espírito Santo para vir sobre vós. Peça ao Senhor que envie o Espírito dos quatro ventos, não apenas sobre os ossos secos, mas também sobre os homens que têm de profetizar no vale dos mortos.
Note, também, que, se dermos bom testemunho de Deus para a conversão de almas, devemos, pelo Espírito de Deus, ser sustentados para a coerência da vida, "Sustenta-me com um espírito voluntário". Se vocês são inconsistentes em suas próprias vidas diárias, irmãos, como você pode esperar ser útil aos outros! O velho provérbio é verdadeiro, “As ações falam mais alto que as palavras”. Se falamos aos homens sobre o mal do pecado, e ainda nos entregamos a ele, o que eles podem inferir de nossa conduta? Se lhes dissermos sobre a ira de Deus contra o mal, e ainda assim encontrarmos prazer em nós mesmos, eles crerão em nós? Se falamos do amor de um Salvador e, no entanto, não somos amorosos, como eles crerão que somos discípulos de Cristo? É necessário para nós meditarmos sobre o poder da graça, quando isso nunca aparece em nossa própria conduta. A inconsistência marcará o testemunho mais eloquente e não o fará melhor do que o silêncio. Se formos profanos, vamos puxar para baixo com a mão direita o que nós, de maneira
11
desajeitada, tentamos construir com a esquerda. Devemos ser consistentes, e nossa oração deve ser: "Sustenta-me com um espírito voluntário" ou não podemos ensinar os transgressores.
Então, irmãos, não diremos: "Fiquem aqui, pois eu sou mais santo do que vocês!" Mas, sentindo que devemos nossa preservação inteiramente à graça divina, não consideraremos que seja condescendência de nossa parte descer para ensinar até mesmo aos transgressores mais culpados sobre os caminhos de Deus, para que os pecadores mais notórios sejam convertidos a Deus.
Irmãos, o texto nos mostra claramente que os pecadores perdoados, possuidores do Espírito Santo, regozijando-se na salvação e sustentados na coerência da vida, são os instrumentos escolhidos por Deus para a conversão de seus semelhantes. Vamos observar isso e agir de acordo.
Não vejo nada no texto e, de fato, nada nas Escrituras, sobre uma certa classe de oficiais sendo designada para converter pecadores à exclusão de outros. Um dos mais mortíferos ferimentos infligidos à igreja de Deus foi a invenção da distinção entre clero e leigos.
12
Realmente não existe tal distinção na Palavra de Deus. Pelo contrário, o apóstolo diz aos santos: “Vocês são os herdeiros de Deus” - você é o clero de Deus - você é a herança de Deus, todos vocês. E outro apóstolo diz a você que o Senhor Jesus fez de vocês reis e sacerdotes para Deus, não alguns de vocês, mas todo o Seu povo. Deus nos livre de que devemos alguma vez arrogar alguma superioridade sobre nossos semelhantes. O ministério não é só nosso, vocês também devem ministrar conforme têm dons e graça. Todos os membros do corpo de Cristo têm um ministério a cumprir - não apenas a língua, mas a mão e os pés. Mesmo aquelas partes do corpo que são menos observáveis, e até menos agradáveis, são todas necessárias para a saúde de todo o sistema e, portanto, devem ocupar-se em seu próprio serviço peculiar. Portanto, não se desculpem dizendo: “Nós oraremos por você, para que você ensine aos transgressores, e os pecadores sejam convertidos a Deus”. Façam isso, meus irmãos, porque muito preciso de vossas orações, mas não se esqueça quando você orar por mim, que você também é comprado com o sangue de Cristo e, portanto, use todas as suas forças para o Seu serviço.
O texto também não sugere que pessoas de habilidades superiores são as únicas pessoas
13
que deveriam se dedicar ao ensino de transgressores. O menor em habilidade, o homem de um talento, deve servir diligentemente ao seu Senhor como o servo cujos talentos são mais numerosos. Nem parece que os homens, por causa da pressão dos negócios, se julguem desculpados, pois Davi era um rei e os reis têm muito a fazer. Em qualquer reino, muito pensamento e atividade devem ser requeridos, e Davi poderia, portanto, ter reivindicado a isenção do trabalho espiritual. Mas ele sabia que ele era um pecador e sabia que havia sido salvo e, portanto, estava pronto para ajudar os outros. Você foi salvo? Então, querido irmão, embora você esteja à altura da sua garganta em questões de negócios, ainda assim, diga: “Eu ensinarei aos transgressores os Teus caminhos, e os pecadores serão convertidos a Ti”. Pois, amados, se os salvos não comunicam o evangelho para os não convertidos, quem o fará? O diabo tentará salvá-los? Os servos do diabo tentarão salvá-los? Será que os homens que estão em erro ou em incredulidade tentem converter os outros a Jesus? Você sabe que eles não vão. Quem mais deveria fazer isso? “Aos ímpios, Deus diz: O que você tem que fazer para declarar Meus estatutos?” Ninguém deve ensinar as coisas de Deus, senão os regenerados, e estes estão ligados por mil laços para se entregarem ao serviço.
14
Meus amados irmãos e irmãs em Cristo, se não houver laços sobre nós, para buscar as almas errantes dos homens, sobre quem o trabalho pode ser feito? Quem mais pode fazer isso? O cego guiará o cego? Porventura os mortos profetizarão aos mortos? Que outro coração, exceto aquele que foi renovado, pode dizer da regeneração e do poder vivificador do Espírito?
Lembre-se, se as línguas dos santos não falam de Jesus, então o testemunho de Jesus cessou entre os homens. Se os santos não pregam o evangelho, os anjos não podem, pois nenhum ministério foi atribuído a eles e, portanto, os pecadores devem perecer por falta de conhecimento.
Ó igreja de Deus, para você esta comissão é dada. Não seja infiel a ela, mas seja limpo do sangue de todos os homens.
II. Vamos considerar o que o crente deve atingir em seu trabalho com as almas. Irmãos, nosso grande objetivo é a conversão - a conversão de transgressores. “Eu ensinarei os transgressores os Teus caminhos; e os pecadores serão convertidos a ti”.
Devemos procurar a conversão de todos os homens, de qualquer tipo que sejam. Porque
15
Cristo tem um povo redimido pelo sangue em todas as classes da sociedade. Devemos buscar a conversão de nossos filhos e daqueles que se sentam constantemente conosco à sombra dos meios da graça. Ainda assim, para que não seja esquecido, vou me deter principalmente neste ponto, que se houver alguém no mundo que peculiarmente e acima de todos os outros são transgressores, estas são as pessoas que nosso próprio senso de amor a Cristo deveria nos induzir a ensinar os caminhos de Deus. Pois se há glória trazida a Deus por uma pessoa mais do que outra quando ele é convertido, é por alguém que foi um notório pecador. O perdão do grande pecado, a reclamação de um homem de hábitos grosseiros de vício, a libertação de uma mulher que caiu, estas são as coisas que fazem a graça de Deus ilustre. A igreja de Deus deve lembrar que a luz é mais necessária onde a escuridão é mais escura, que o médico é mais necessário onde a doença é mais abundante. Portanto, ela deve gastar sua maior força contra o pecado mais desenvolvido.
O ponto a visar é a conversão dos pecadores, não meramente sua reforma. É bom melhorar um homem reformando-o; ele é melhor por ser sóbrio, honesto e diligente. Foi bom que os animais, quando estavam na arca de Noé, fossem tão mansos. Mas eles saíram quando
16
entraram, leões eram leões e víboras ainda eram víboras. O trabalho que desejamos ver realizado é muito maior do que a mera contenção ou educação; é uma transformação completa. Oramos para que os leões se tornem cordeiros e as serpentes se tornem pombas. Menos do que isso, não vale a pena para o cristão viver, pois há mentes filantrópicas no exterior, além da igreja que cuidarão da reforma moral e cumprirá suficientemente o serviço. Vamos ajudá-los, se pudermos, mas é uma questão secundária. Nosso negócio é mais radical, a colocação do machado na raiz da árvore pela mudança da natureza. Nosso objetivo é mais duradouro; temos que fazer com almas imortais e seu futuro eterno. Amados, devemos nos ater a isso e nos contentar com nada menos que a conversão dos homens. Mas deve ser a conversão deles a Deus: "Os pecadores se converterão a ti". Estou muito feliz em converter um irmão a visões bíblicas sobre o batismo, o governo da igreja e as doutrinas superiores. É sempre desejável que os irmãos aprendam a verdade, mas qual será o uso dela se o indivíduo não for primeiro convertido a Deus? O objetivo principal de toda a obra cristã deve ser que os pecadores possam ser convertidos a Deus, que eles possam amar o Deus a quem eles esqueceram, que eles possam adorar o Cristo que eles desprezaram, que eles possam sentir o
17
poder do Espírito Santo que eles entristeceram. Isto é o que desejamos, ó pecadores. Não é a sua lavagem exterior para fazer vocês aparecerem como cristãos, é a sua renovação interior, e é a sua posse de um novo coração e espírito correto que desejamos. "Você deve nascer de novo." Não será bom para nós analisarmos as questões com você. Nossa oração é que você seja voltado para Deus, como o filho pródigo foi quando disse: “Pequei contra o céu e contra Ti”. Que uma bênção tão grande como essa venha a você, para que isso, e somente isso, possa te servir de glória.
A menos que se convertam e se tornem como criancinhas, não podem entrar de modo algum no reino dos céus. Este trabalho deve ser realizado ensinando. “Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos; e os pecadores serão convertidos”. Não pode ser feito por procissões, imagens, incenso e performances à maneira dos romanistas e dos anglicanos. E não pode ser realizado por excitação, berros, estampidos e gritos, à maneira de certos irmãos de nosso conhecimento, que clamam: “Acreditem! Acreditem! Acreditem!”, mas não dizem às pessoas em que elas devem acreditar, nem as instruem na fé. O ensino é necessário. Toda a sinceridade possível deve seguir o
18
ensinamento, mas deve haver sã doutrina, instrução real, verdade solene conhecida. É por esses meios que os pecadores serão convertidos a Deus. O ensinamento mais importante é aquele que habita nos caminhos do Senhor - o modo de Deus de punir o pecado, o modo de Deus de perdoar o pecado, o modo de misericórdia de Deus através de um sacrifício, o caminho de Deus de perdão pela fé em Jesus, os caminhos de Deus para ferir, curar, matar e reavivar. Os caminhos de Deus para enviar o Espírito Eterno e trabalhar como Ele deseja entre os filhos dos homens, nem esperando pelo homem, nem se demorando pelos filhos dos homens. Quanto mais proclamamos os caminhos de Deus, mais provável é que os pecadores sejam convertidos a Deus.
Vocês veem, então, irmãos e irmãs, ao que vocês devem visar , e vocês não devem ficar satisfeitos sem isso. Não nos propusemos, no início deste ano, um ao outro, que nós, cada um de nós, buscaria a conversão de pelo menos uma alma? Irmãos, nós já passamos para setembro. Seu desejo foi cumprido? Seu trabalho de amor foi abençoado? Eu sei que alguns de vocês têm sido o meio de trazer vários para Jesus. Eu poderia apontar neste momento, se eu quisesse, para alguém que iria corar por ter seu nome revelado, que durante os últimos meses levou
19
vários a Jesus, e isso induzindo-os a comparecer aqui, emprestando-lhes seu lugar, e tomando cuidado que eles fossem confortavelmente acomodados. Ele também tem uma palavra gentil e encorajadora para eles, e cuida deles com muita ansiedade e, portanto, teve a alegria de trazê-los a Jesus. Deus seja agradecido por isso. Que esta seja a alegria de todos vocês!
Irmãos, vocês estão fazendo algo desse tipo, ou se esforçando por Jesus de alguma outra forma? Se não, Deus conceda que nas poucas semanas do ano que nos resta, você ainda possa realizar algo para o Senhor, pelo poder do Seu Espírito.
III. E agora, em terceiro lugar, reunindo todas as minhas forças para isso, deixe-me tentar mostrar a você, meus amados irmãos, PORQUE DEVEMOS BUSCAR A CONVERSÃO DOS PECADORES. E isso deve ser feito primeiro - e vou começar com o motivo mais baixo - porque nos salvará de muitos males. Acredito que o não procurar ganhar almas traz muitos males espirituais aos cristãos. Os leprosos fora dos portões de Samaria descobriram que os sírios haviam fugido. Eles foram de tenda em tenda e se fartaram, e finalmente disseram: “Nós não estamos bem. Deixe-nos ir e dizer isso à casa do rei, para que nenhum dano nos aconteça.” Eles sentiram que se eles não revelassem as boas
20
novas, algum mal poderia acontecer a eles. E eu te digo solenemente, Deus, na disciplina, muitas vezes traz tristeza sobre o Seu próprio povo por causa de seu silêncio profano quanto às coisas da graça.
Um eminente cirurgião, que também era um eminente cristão, visitou uma senhora que era uma crente em Cristo, mas que, como algumas mulheres de quem tenho ouvido falar, era frequentemente perturbada por doenças imaginárias . O bom doutor era frequentemente chamado, até que finalmente lhe disse: "Senhora, eu lhe darei uma receita que tenho certeza que fará de você uma mulher saudável, se você a seguir." "Senhor", disse ela. "Eu ficarei tão feliz de ter boa saúde, que eu vou segui-la." "Senhora, eu lhe enviarei a receita esta noite." Quando chegou, consistiu nas seguintes palavras: "Faça o bem a alguém.” Ela se empenhou para aliviar um vizinho pobre e depois procurou outras pessoas que precisavam de sua ajuda, e a cristã, que tinha sido tão constantemente desanimada, nervosa e fantasiosa, tornou-se uma mulher saudável e alegre, pois tinha um objetivo para viver e encontrou alegria em fazer o bem aos outros. Posso recomendar esse remédio a muitos cujas vidas estão sujeitas à escravidão, pois conheço irmãos e irmãs que nunca estão livres de dores
21
e que, apesar de tudo, estão cheios de felicidade porque vivem para servir ao Senhor com seus bens.
Alguns de vocês podem se dar muito bem com artigos que vocês podem prontamente poupar. Você tem ornamentos que os homens e mulheres cristãos são melhores sem o que, se quebrados ou vendidos, ajudariam a uma boa causa. Eu gostaria que muitos seguissem o exemplo de Oliver Cromwell quando ele entrou na Exeter Cathedral e viu 12 imagens massivas dos apóstolos em prata. "Oh, oh", disse ele, "por que esses senhores estão aqui?" "Eles são os 12 apóstolos", foi a resposta. “Muito bem”, ele disse, “derreta-os e mande-os fazer o bem”. Eu gostaria que os cristãos fizessem isso com algumas de suas joias de ouro e prata. De qualquer forma, para nosso próprio bem, para que o cancro não entre no nosso ouro, e a ferrugem na nossa prata, use-os para fazer o bem. Sim, por todos os meios, busque as almas dos homens para Deus.
Algum mal te acontecerá se você guardar o evangelho para si mesmo.
Em segundo lugar, vai aumentar muito a sua alegria. Quem não gosta de ser o portador de boas notícias? O agradável relato da graça
22
redentora e do amor de Jesus, a agradável história de um Salvador que veio do céu para a terra, para nos elevar da terra para o céu, a história de nossa própria conversão, a história da bondade de Deus desde nossa conversão. Deve ser deleitável dizer isso. E quando você fala por Jesus, se você consegue converter um pecador a Deus, então realmente vem o prazer. Grande é a alegria da mãe quando ela olha para seu filho primogênito. Ela não se lembra mais de seu trabalho de alegria porque um homem nasce no mundo. Tenho certeza, porém, que há mais prazer em olhar para um filho recém-nascido de Deus, e não mais lembrar sua angústia sobre aquela alma, e seu cuidado em buscar trazê-la para Jesus, porque você tem tanta felicidade em saber que é uma alma mais para decorar a coroa do Redentor. Felizes são nossas vidas quando podem ganhar almas! Estou muito apto a ser abatido e angustiado de alma, mas, ao lado da comunhão com meu Senhor, minha maior consolação é encontrada em receber boas novas de almas salvas. Aí vem uma carta de amoroso agradecimento do Ceilão, e outra do norte da Noruega, dizendo: “Bendito seja Deus que li seus sermões e encontrei um Salvador.” Da América, ouço de um eminente rabino judeu que se tornou um ministro batista através da leitura de um dos meus sermões. Recentemente recebi uma carta
23
de Havana de um marinheiro que acabara de deixar o hospital. Ele me contou como o homem que morreu na cama ao lado lhe disse que ele tinha um tesouro que ele lhe daria se ele cuidasse dele, e então ele entregou a ele uma série de meus sermões costurados juntos. “Eles salvaram a minha alma”, disse ele, “e espero que salvem a sua”. O marinheiro que escreve abençoa Deus de uma maneira calorosa, e os sermões que o levaram a Jesus. Isso não é alegria? Você não gostaria de compartilhar? De quase todos os cantos do globo, as boas novas chegam a mim - vêm como maná, quase todos os dias, e meu coração está alegre dentro de mim. Eu quero que você conheça a mesma alegria, todos vocês em sua medida. Este mel é tão doce que eu teria suas bocas cheias dele. Cada um de vocês está me ajudando no trabalho do Colégio, que visa ajudar nossos jovens irmãos a pregar, e, portanto, não falo como se achasse culpa, mas, ainda assim, queridos irmãos e irmãs, vocês podem estar pessoalmente envolvidos. no trabalho do Mestre, e, em um grau maior, compartilhar a alegria de ver os transgressores convertidos a Deus. Eu tenho, no entanto, razões melhores do que estas. Nós sairemos desses motivos egoístas para algo mais elevado. A menos que você proclame o evangelho no exterior, como você provará a sinceridade de suas orações? Ajoelhe-se e diga: “Venha o seu
24
reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu.” Como pode ser que você nunca tente falar uma palavra sobre Jesus, e nunca procure trazer novos súditos ao Seu reino? Suas orações – quanto elas podem ser hipócritas se não forem apoiadas por suas ações?
Mais uma vez, qual é a prova da sinceridade do seu amor a Cristo? Você diz que o ama, e eu acredito que você ama. Eu acredito que existem milhares aqui para quem Cristo é mais querido do que todos os outros. Mostre então, uma prova do seu amor. Você pergunta: “Como?” Da boca do seu Mestre você receberá a resposta: “Simão, filho de Jonas, você me ama?” Você responde: “Sim, Senhor; tu sabes que eu te amo"? Aqui, então, está a prova que Ele exige - “Alimente minhas ovelhas. Alimente meus cordeiros. Distribua aos outros a comida celestial que você recebe de mim. O que vos digo no ouvido, fale sobre os telhados!” Renda abundantemente ao seu Senhor esta prova do seu afeto.
Há de fato, amados, alguma prova da sinceridade da religião de qualquer homem que não tenta espalhá-la? Você encontrou essa coisa boa, se é realmente boa; você desejará que os outros a tenham. Que desgraça é que os cristãos devem ser tão indiferentes à propagação da verdade nestes dias! Houve, ultimamente, um
25
reavivamento entre os muçulmanos. Todos pensávamos que o crescente estava diminuindo e que os muçulmanos nunca se esforçariam para fazer conversões novamente. Em vez disso, parece ter havido, em muitas partes do mundo, um singular despertar do velho entusiasmo que marcou os primórdios do Islã. O que? E o falso profeta ordenará o zelo de seus seguidores, e o Filho de Deus não possuirá as almas de Seu povo? Não se diga que os cristãos são frios. Não diga isso em Gate; não publique nas ruas de Ascalom, para que as filhas dos filisteus não se alegrem sobre nós. Mentiras e falsidades podem levar os homens ao martírio, como o papado tem feito muitas vezes? Isso leva homens e mulheres a se isolarem e darem toda a sua vida ao serviço do Anticristo, e não há zelo entre os crentes em Jesus? Seguidores de Deus, não há zelo entre vocês? O Senhor nos ajude a responder a essa pergunta, pois desejaremos respondê-la quando o Juiz estiver sentado em Seu trono. Eu irei além e direi que se não tentarmos trazer pecadores a Cristo, muito menos nossa religião, onde está nossa humanidade? Se eu acreditasse que os pecadores poderiam ser aniquilados, eu não teria nenhuma razão particular para pregar para eles. Na verdade, eu deveria ter uma razão muito urgente para nunca fazer nada do tipo. Certos hereges ensinam que, se os homens não ouvirem o evangelho, serão aniquilados com a
26
morte, mas se a ouvirem e rejeitarem, viverão e serão punidos por algum tempo. Então, eu digo, deixe-os morrer, eles serão melhores sem ouvir o evangelho, e é um traidor aquele que prega isso para eles e os faz correr um risco tão grande. Mas nós, amados, que cremos na solene verdade que muitas vezes nos fez tremer da cabeça aos pés, que a ira de Deus permanece sobre os ímpios para sempre. Se não tentarmos a salvação deles, somos demônios! Essa foi uma palavra dura, mas eu não vou mudar isso; eu deixo onde está.
Eu não me importo com as pretensões que você está fazendo ao cristianismo. Se você não está fazendo nada para as almas dos homens, você age como demônios! Se há um naufrágio no mar, e um marinheiro se recusa a ajudar a salvar quando ele é forte e capaz, os homens choram vergonha dele. Um homem está morrendo por necessidade de pão à sua porta, e se você tiver muito, mas se recusar a dar-lhe uma migalha, e deixá-lo morrer à sua porta, toda a vizinhança irá censurá-lo. Mas uma alma perecendo; uma alma perecendo por falta de conhecimento, por falta do pão da vida, e você tem, e não o entrega a ele, ó senhores, como habita o amor de Deus em vocês? Há uma faísca sobrando? Você está sem graça, porque caiu abaixo da humanidade da natureza. Em vão são os teus anos de
27
profissão, as suas longas orações e altas profissões, se nem as suas posses, nem a sua língua foram consagradas a Deus.
Amado, há um argumento que deve nos tocar a todos, e é isso. Algum de nós pode se recusar a ensinar os filhos dos homens se ele realmente viu e conheceu o Salvador? Fique aí um minuto e olhe para Ele na cruz. Você vê suas feridas e o sangue escorrendo? Marque os traços de agonia naquele rosto querido, tão adorável e ainda assim tão marcado? Você teve um vislumbre dos ombros de seu Mestre, onde os lavradores faziam sulcos profundos com seus flagelos? Você pode olhar através do Seu corpo para o Seu coração, e ver as profundezas desconhecidas da angústia que Ele suportou pelos pecadores - pecadores culpados, perdidos e arruinados? E você não tem amor por eles? Ele vem a você esta manhã e põe sua mão perfurada sobre você, e diz: "Eu entreguei minha vida por você, e como meu pai me enviou ao mundo, assim também eu te envio". Olhe para o seu rosto e diga: “Meu Mestre, nunca fiz nada pelos pobres pecadores, e eu nunca irei fazer? Não. Acho que você dirá: “Meu Senhor, perdoe o passado e me ajude nos próximos anos.” O seráfico Summerfield, pouco antes de morrer, disse aos que o rodeavam: “Eu tenho olhado para a eternidade, e se sempre que eu me levantar desta cama, pregarei de forma
28
muito diferente do que fiz”. E ainda assim ele havia pregado com grande fervor o evangelho de Cristo. Alguns de nós podem muito bem dizer: “Eu olhei para Jesus; Eu vi o Seu amor altruísta; eu marquei suas agonias e gemidos, e devo pregar de forma diferente. Eu devo viver de maneira diferente. Eu devo ensinar diferentemente de qualquer coisa que eu tenha feito antes.” Oh, Espírito Santo, faça isto, e Seu será o louvor.
IV. E agora temos que fechar com o último ponto, que é o mais prático. A questão surgirá - COMO, ENTÃO, NÓS ENSINAMOS AOS TRANSGRESSORES OS CAMINHOS DE DEUS, para que os pecadores possam ser convertidos a Deus? Eu diria a vocês, queridos irmãos e irmãs: “Espere no Senhor por orientação.” Mas uma das direções que você não precisa esperar é: “Seja o que for que vier à sua mão, faça-o com todas as suas forças”, e se você, que não pode falar, pelo menos não para muitos, pode ajudar aqueles que o fazem. Se a sua própria língua não servir ao seu coração, procure outras línguas para ajudá-lo. Em conexão com o nosso Colégio, sempre há necessidades e de ajudar os outros no ministério, e você pode ter uma língua para falar por você, se você não pode falar por si mesmo. Ainda assim, na sua própria casa, fale sobre o Salvador, escreva sobre Ele ou, de
29
alguma outra maneira direta, tente servir ao seu Senhor. Para todos os crentes, distantes e próximos, seja conhecido neste momento, que quase todas as nossas Sociedades Missionárias estão em necessidade, não tanto de dinheiro, como de homens. A Sociedade Missionária Batista enviou uma circular solicitando as orações das igrejas para que Deus levante homens que irão para o exterior. Nossos missionários mais velhos estão morrendo, muitos estão voltando para casa devido à doença e muito poucos se alistam para ocupar seus lugares. Certamente alguns jovens corajosos cujos corações Deus tocou, que têm feito trabalho em casa, renderão alegremente tudo o que eles são e tudo o que têm, para ir e proclamar entre os pagãos as insondáveis riquezas de Cristo. Eu seria um sargento de recrutamento esta manhã e oro ao Senhor para que alguns dos tipos certos se unam ao nobre exército de missionários.
Em casa, precisamos muito que os evangelistas viajem por toda a terra. Não vejo de onde virão os fundos para sua manutenção, mas se os homens de alguma pequena propriedade que puderem pregar se retirarem dos negócios e forem de cidade em cidade pregando o evangelho, seria o trabalho mais grandioso que poderiam empreender. Se tivéssemos cem
30
desses homens em nossa própria denominação, que iriam de um lugar para outro como os apóstolos, o elo perdido na igreja seria suprido, e veríamos muitos pecadores convertidos a Deus. Quando algum de vocês se muda para o país, como faz quando aumenta em riqueza, não deve sentir que deve buscar o bem do povo? E se não há igreja de sua própria fé e ordem perto, você não deveria começar uma? Não descanse até que você veja o evangelho pregado na vizinhança e que completamente, que os pecadores possam ser convertidos a Deus.
Ministros também são necessários, e especialmente ministros que podem se sustentar. Quanto bem poderia ser feito se os muitos mercadores de Londres, homens de educação, fossem, no domingo, às aldeias e pregassem o evangelho, arcando com suas próprias despesas e ajudando a encontrar sua própria sala de pregação? É impossível, em uma comunidade pobre como a denominação Batista, que possamos cobrir o país com o evangelho se todos os ministros tiverem que ser apoiados. Precisamos de um corpo de homens que não precisam de apoio - que pode fazer sem ele - quem pensaria que sua maior honra, como Paulo, o apóstolo, não seria um fardo para as igrejas. Eu sinto que se eu fosse um homem de negócios, gostaria de ganhar dinheiro para
31
Jesus. E com um negócio próspero, como alguns de vocês têm, seria maravilhoso para mim ser o pai de uma igreja em alguma localidade pobre onde seria um prazer dar, em vez de receber. Considerando que, pelo nosso atual modo de ação, uma pequena igreja pobre deve ser presidida por um irmão que está quase morrendo de fome, e não obtém um salário igual ao salário médio de um artesão comum e, portanto, da causa de Deus é falado de modo maligno. A culpa nem sempre está na igreja, que pode ser pobre demais para fazer melhor, mas com irmãos ricos que deveriam estar pregando o evangelho, em vez de ouvi-lo. Muitos aqui, ouso dizer, entre meus próprios ouvintes, possuem talento latente que só precisa ser extraído da terra e entregue ao Senhor.
Que o Senhor os agite e atire as suas línguas no fogo! Se o Senhor ouvir essa oração e tocar seus lábios com uma brasa viva de seu altar, você dirá: “Aqui estou eu! Envia-me.“ “Mas essas coisas estão além do nosso poder”, você diz.
Depois, há nossa própria escola dominical. Você sabe disso porque eu estou constantemente pedindo aos nossos amigos para saírem e ensinarem em qualquer lugar, O resultado foi que um grande número de escolas dominicais em nossa vizinhança é bem suprido por nosso
32
povo, e nossas escolas muitas vezes não têm professores? Eu não desejo constranger seu espírito, que o leva a trabalhar nas escolas de outras igrejas, mas não se esqueça do seu próprio trabalho em casa. Graças a Deus pelo zelo de nossos jovens, mas as melhores mulheres da igreja e os melhores homens devem estar na escola dominical, ensinando lá o que eles sabem experiencialmente. Eu oro para que as nossas escolas dominicais sejam bem sustentadas. Há o suficiente de você para fazer isso.
Então, ainda, foi-se o tempo quando nós tivemos em nossa Sociedade Evangelística, para pregar nas ruas, muitos jovens, e alguns que tinham melhor aprendido um pouco mais antes de começarem. Agora não temos muito disso. O zelo pela pregação do evangelho está diminuindo entre nós? Irmãos, não deveria ser. Essa Sociedade precisa de muitos mais que proclamarão o evangelho de Jesus nos lugares distantes, ou nos albergues. Deixe-me dizer a cada homem que pode falar por Jesus, não deixe que a excelente bandeira seja arriada, não, nem por um momento. E as sociedades visitantes e as sociedades do trato precisam de ajudantes. Não há alguns aqui que virão em seu socorro? Adoro ver nossos irmãos abrindo pequenos encontros de oração nas ruas secundárias, em lugares
33
onde o evangelho não é proclamado ou entre pessoas que não vão ouvi-lo. Tente começar novos locais de culto em regiões distantes dos outros. Para todo esse tipo de serviço, Cristo precisa de você, irmãos. Ele chamará em vão? Desejamos àqueles que amamos mostrar seu amor para nós. Portanto, pelo amor de Jesus, pelo sangue de Jesus, se há algum amor em você por Ele, e qualquer gratidão pelo que Ele fez por você, saia deste dia em diante e ensine aos transgressores Seus caminhos, para que pecadores possam ser convertidos a ele. O Senhor sele esta mensagem com Sua bênção. Amém.
PARTE DA ESCRITURA LIDA ANTES DO SERMÃO - Lucas 5. Lucas – 5 1 Aconteceu que, ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré; 2 e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes. 3 Entrando em um dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da
34
praia; e, assentando-se, ensinava do barco as multidões. 4 Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar. 5 Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes. 6 Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. 7 Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique. 8 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. 9 Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, 10 bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens.
35
11 E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram. 12 Aconteceu que, estando ele numa das cidades, veio à sua presença um homem coberto de lepra; ao ver a Jesus, prostrando-se com o rosto em terra, suplicou-lhe: Senhor, se quiseres, podes purificar-me. 13 E ele, estendendo a mão, tocou-lhe, dizendo: Quero, fica limpo! E, no mesmo instante, lhe desapareceu a lepra. 14 Ordenou-lhe Jesus que a ninguém o dissesse, mas vai, disse, mostra-te ao sacerdote e oferece, pela tua purificação, o sacrifício que Moisés determinou, para servir de testemunho ao povo. 15 Porém o que se dizia a seu respeito cada vez mais se divulgava, e grandes multidões afluíam para o ouvirem e serem curadas de suas enfermidades. 16 Ele, porém, se retirava para lugares solitários e orava. 17 Ora, aconteceu que, num daqueles dias, estava ele ensinando, e achavam-se ali assentados fariseus e mestres da Lei, vindos de todas as aldeias da Galileia, da Judeia e de
36
Jerusalém. E o poder do Senhor estava com ele para curar. 18 Vieram, então, uns homens trazendo em um leito um paralítico; e procuravam introduzi-lo e pô-lo diante de Jesus. 19 E, não achando por onde introduzi-lo por causa da multidão, subindo ao eirado, o desceram no leito, por entre os ladrilhos, para o meio, diante de Jesus. 20 Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Homem, estão perdoados os teus pecados. 21 E os escribas e fariseus arrazoavam, dizendo: Quem é este que diz blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão Deus? 22 Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse-lhes: Que arrazoais em vosso coração? 23 Qual é mais fácil, dizer: Estão perdoados os teus pecados ou: Levanta-te e anda? 24 Mas, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados – disse ao paralítico: Eu te ordeno: Levanta-te, toma o teu leito e vai para casa.
37
25 Imediatamente, se levantou diante deles e, tomando o leito em que permanecera deitado, voltou para casa, glorificando a Deus. 26 Todos ficaram atônitos, davam glória a Deus e, possuídos de temor, diziam: Hoje, vimos prodígios. 27 Passadas estas coisas, saindo, viu um publicano, chamado Levi, assentado na coletoria, e disse-lhe: Segue-me! 28 Ele se levantou e, deixando tudo, o seguiu. 29 Então, lhe ofereceu Levi um grande banquete em sua casa; e numerosos publicanos e outros estavam com eles à mesa. 30 Os fariseus e seus escribas murmuravam contra os discípulos de Jesus, perguntando: Por que comeis e bebeis com os publicanos e pecadores? 31 Respondeu-lhes Jesus: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. 32 Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento. 33 Disseram-lhe eles: Os discípulos de João e bem assim os dos fariseus frequentemente
38
jejuam e fazem orações; os teus, entretanto, comem e bebem. 34 Jesus, porém, lhes disse: Podeis fazer jejuar os convidados para o casamento, enquanto está com eles o noivo? 35 Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; naqueles dias, sim, jejuarão. 36 Também lhes disse uma parábola: Ninguém tira um pedaço de veste nova e o põe em veste velha; pois rasgará a nova, e o remendo da nova não se ajustará à velha. 37 E ninguém põe vinho novo em odres velhos, pois o vinho novo romperá os odres; entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão. 38 Pelo contrário, vinho novo deve ser posto em odres novos [e ambos se conservam]. 39 E ninguém, tendo bebido o vinho velho, prefere o novo; porque diz: O velho é excelente.

Publicado no site: O Melhor da Web em 09/01/2019
Código do Texto: 138988

AQUI VOCÊ INTERAGE DIRETAMENTE COM O(a) AUTOR(a) DA OBRA!
DEIXE UM COMENTÁRIO REFERENTE AO TEXTO!

Comente esse Texto - Seja o primeiro a comentar!


Busca Geral:
Título
Texto Título e Texto


CLIQUE AQUI! PARA LER OS TEXTOS CADASTRADOS!
ESSE LINK VAI PARA A PÁGINA PARA EXIBIÇÃO DOS TEXTOS!

Galeria de Fãs
Sou Fã de...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceria de Sucesso entre o site Poesias www.omelhordaweb.com.br e o www.efuturo.com.br
Confira. Adicione seus textos nele. O eFUTURO já começou.

Indicamos:Efuturo.com.br - Efuturo é uma Rede Social de Conhecimento, Ensino, Aprendizado Colaborativo, Jogos Educativos e Espaço Literário.